Título e Capa 5
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 5
Final 5

Já faz um tempo desde que li A Seleção e me apaixonei pela America e seu jeito único de ser, e vi nascer entre ela e Maxon um amor tão envolvente que me fez querer entrar nos livros da série. Mas não é sobre esse casal que vim falar hoje, e sim sobre o livro ..

Summary 5.0 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

A Sereia – Kiera Cass

Já faz um tempo desde que li A Seleção e me apaixonei pela America e seu jeito único de ser, e vi nascer entre ela e Maxon um amor tão envolvente que me fez querer entrar nos livros da série. Mas não é sobre esse casal que vim falar hoje, e sim sobre o livro A Sereia, também da mesma autora, Kiera Cass, e tão bom quanto os outros.

Este, que na verdade foi a primeira obra publicada da autora, só ganhou um pouco mais de notoriedade depois do sucesso de A Seleção, que deu destaque ao nome da autora, fazendo com que procurássemos por outros livros de sua autoria.

Nesse livro, Kiera nos coloca em uma releitura moderna dos bons e velhos conhecidos mitos sobre sereias, trazendo como personagem Kahlen, uma garota sem passado que deve sua vida a Água e que a serve fielmente como sereia, mesmo não concordando e não se sentindo muito bem com o trabalho que tem que fazer.

Depois de 80 anos servindo, e estando cada vez mais próxima da liberdade, Kahlen se vê encantada por um garoto comum que pode botar tudo a perder, já que é contra as regras se apaixonar por humanos, e movida por seu sentimento incontrolável, ela sente, pela primeira vez, que precisa quebrar as regras.  

A história possui um enredo envolvente, que assim como o canto da sereia leva os homens ao mar, nos faz viver os sentimentos de Kahlen, página após página, quase sem nem perceber o passar do tempo.

Os personagens são bem construídos e não demora para ficar bastante envolvido com todos, até mesmo aqueles que aparecem apenas em poucas páginas da história, e não ficam muito em cena, conseguem conquistar um pedacinho do nosso carinho.

Resumindo, é um romance que com certeza recomendo, e pra quem já leu, o que achou? Deixe aí nos comentários, adoraria saber sua opinião.

Related posts

A Autobiografia de Martin Luther King: “Quando temos um sonho, devemos lutar por ele!”

A Autobiografia de Martin Luther King: "Quando temos um sonho, devemos lutar por ele!"


A Autobiografia de Martin Luther King: "Quando temos um sonho, devemos lutar por ele!"

O que é o racismo para você? Uma luta que deve ser encarada como exclusiva? Devemos responder agressões com agressões? O espaço de fala deve ser unicamente dos negros? Diálogos devem ser limitados? Todas estas questões parecem possuir respostas óbvias. Mas você já parou para pensar que esta...

Mistborn – Primeira Era: Vale a pena a leitura #03?

Mistborn - Primeira Era: Vale a pena a leitura #03?


Mistborn - Primeira Era: Vale a pena a leitura #03?

******************************NÃO contém spoiler******************************* “Mistborn” é o tipo de fantasia capaz de destruir um leitor de todas as maneiras possíveis. A fantasia épica de Brandon Sanderson faz parte do imenso universo criado pelo autor conhecido como Cosmere... Onde várias...

Palestina – Uma Nação Ocupada: Impressões e reflexões.

Palestina - Uma Nação Ocupada: Impressões e reflexões.


Palestina - Uma Nação Ocupada: Impressões e reflexões.

******************************NÃO contém spoiler****************************** Como é possível viver em um país como a Palestina? Impossível não nos fazermos esta pergunta enquanto lemos “Palestina: Uma Nação Ocupada”. Com sua reportagem em quadrinhos, o escritor Joe Sacco nos apresenta...