Título e Capa 3
Escrita / Enredo 3
Originalidade 2
Personagens 3
Final 3

Quando vi o trailer desse filme, em alguma introdutória no cinema, logo pensei: é, acho que vou assistir em casa e ver o que vai ser no fim das contas. Como de praxe vamos a sinopse para assim vocês saberem o que se passa nesse filme,  “A Terra repentinamente sofre uma série de ataques alienígenas. ..

Summary 2.8 normal
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

[crítica] A 5ª Onda

Quando vi o trailer desse filme, em alguma introdutória no cinema, logo pensei: é, acho que vou assistir em casa e ver o que vai ser no fim das contas.

Como de praxe vamos a sinopse para assim vocês saberem o que se passa nesse filme, 

“A Terra repentinamente sofre uma série de ataques alienígenas. Na primeira onda de ataques, um pulso eletromagnético retira a eletricidade do planeta. Na segunda onda, um tsunami gigantesco mata 40% da população. Na terceira onda, os pássaros passam a transmitir um vírus que mata 97% das pessoas que resistiram aos ataques anteriores. Na quarta onda, os próprios alienígenas se infiltram entre os humanos restantes, espalhando a dúvida entre todos. Com a proximidade cada vez maior da quinta onda, que promete exterminar de vez a raça humana, a adolescente Cassie Sullivan (Chloe Grace Moretz) precisa proteger seu irmão mais novo e descobrir em quem pode confiar.”

já que agora já sabem o que rola no filme, espera-se algo excelente a nível de muitos outros de ficção científica que envolve alienígenas, exército e guerra, muita guerra, tipo aquelas que não faz você desgrudar o olho da tela, mas não, não é assim; a começar pelas cenas clichê que você encontra e também por falta de inspiração, ou mais originalidade na criação dos seres extraterrestres e seus aparelhos aniquiladores.

Vamos as imagens e vocês entenderão o que digo:

A-5-ª-Onda3Batalha de Los AngelesDistrito 9

Estes Filmes foram rodados (da esquerda pra direita) em: 2016 “A Quinta Onda,2013 “Batalha de Los Angeles” e 2009 ” Distrito 9″.

Não que seja totalmente ruim usar outros como referência, ou base, mas o certo é você usar a base para ser mais original que o primeiro. Assim que funciona. Mas voltando… Agora sobre as batalhas, ou seja, normalmente sem adrenalina, ou ação, que acontecem no filme, sem dizer que quando você está vendo o filme você praticamente acerta todas as cenas que seguem no decorrer do filme, o que temos é um filme totalmente previsível. Até quando o exército chega para ajudar eu fiquei com aquilo na cabeça: Poxa! O exército demorou 4 ondas para fazer algo? Que aconteceu com os poderosos exércitos que conhecemos? Na verdade isso vai ser explicado no final, só que não me convenceu. Enfim, o filme tinha uma história estupenda pela frente, mas que não é bem trabalhada, sem falar no “romancezinho” que sempre tem nos filmes teens de hoje; de todos os filmes pós-apocalípticos e esse é o que menos conseguiu atrair atenção. Mas pelo menos eu gostei mais que jogos vorazes.

Do elenco devo dizer que a Chloë Grace Moretz (eterna Hit-Girl) atuou muito bem e convenceu muito bem. Mas não diria o mesmo do restante, ou quase todos, pois muitos ali não tiveram uma boa atuação. Enfim, esse filme é daqueles típicos “Sessão da Tarde”, ou daqueles filmes que assistimos sem compromissos; ou um filme normal. Dizem que o livro é muito bom, e que será uma série. Mas não garanto do filme, a não ser que o diretor corrija o que errou no primeiro e deixe o filme com mais personalidade.

É isso aí pessoal. Não se esqueçam da inscrição no site e demais redes sociais! Se você assistiu ou leu o livro comente aí pra vermos a sua opinião. Abraços!

Aí vai o trailer:

Related posts

Crítica: O Matador (Netflix)

Crítica: O Matador (Netflix)


Crítica: O Matador (Netflix)

  Bem-vindos amigos do Mundo das Resenhas!! Hoje iremos falar sobre o melhor filme de Bang-Bang que você vai ver aqui nas terras Tupiniquins! Isso mesmo, um filme brasileiro de Bang-Bang.   A primeira vez que vi um filme brasileiro de “bang-bang” foi no canal cultura numa tarde de domingo. Eu...

Crítica – Creed: Nascido Para Lutar

Crítica - Creed: Nascido Para Lutar


Crítica - Creed: Nascido Para Lutar

Olá amiguinhos. Entrem no Youtube, pesquisem Gonna Fly e escutem esse hino enquanto fazem a leitura de mais uma crítica aqui no Mundo das Resenhas. Hoje vamos falar sobre um filme que veio como uma surpresa para os amantes de boxe e Sylvester Stallone. Creed: Nascido para Lutar. Vou colocar a...

Crítica: A Morte te dá Parabéns

Crítica: A Morte te dá Parabéns


Crítica: A Morte te dá Parabéns

"A morte te dá parabéns" conta a história de Tree, uma jovem universitária que vive a vida sendo egoísta, arrogante e maltratando as pessoas a sua volta, inclusive o pai que ela ignora até metade do filme. Além do gênio difícil, a protagonista vive o famoso clichê, que atualmente deixou de...