Crítica – Creed: Nascido Para Lutar

Olá amiguinhos. Entrem no Youtube, pesquisem Gonna Fly e escutem esse hino enquanto fazem a leitura de mais uma crítica aqui no Mundo das Resenhas.

Hoje vamos falar sobre um filme que veio como uma surpresa para os amantes de boxe e Sylvester Stallone. Creed: Nascido para Lutar. Vou colocar a sinopse abaixo e depois vou fazer os comentários.

Adonis Johnson (Michael B. Jordan) nunca conheceu o pai, Apollo Creed, que faleceu antes de seu nascimento. Ainda assim, a luta está em seu sangue e ele decide entrar no mundo das competições profissionais de boxe. Após muito insistir, Adonis consegue convencer Rocky Balboa (Sylvester Stallone) a ser seu treinador e, enquanto um luta pela glória, o outro luta pela vida.

Sim, senhoras e senhores. Apollo Creed teve um filho fora do casamento. Para os fãs mais saudosistas da franquia do Garanhão Italiano isso pode ter sido um choque, mas, pelo que eu vi das pessoas falando, Adonis foi recebido muito bem no coração dos fãs.

A história pode até parecer um remake do primeiro Rocky, mas ainda assim é uma continuação, e uma excelente continuação por sinal. Michael nos entregou uma excelente atuação, assim como Sly. Sim, ele fez muito bem o seu trabalho afinal, Rocky é o seu carro chefe de sucesso. Tudo o que ele conquistou veio de Rocky Balboa.

Não temos muitas reviravoltas e plot twists surpreendentes no filme. Temos apenas uma historia que vai do ponto A ao ponto B sem muitas delongas e que entrega o que promete.

Para os fãs da franquia, várias referências estão inseridas no filme. Principalmente o treinamento com as galinhas.

Não tenho muito o que falar sobre esse filme, pois eu, infelizmente, não assisti todos os outros filmes do Rocky. Porém não vou mais perder tempo para vê-los.

 

Related posts

RESENHA – OS INCRÍVEIS 2 – BRAD BIRD

RESENHA - OS INCRÍVEIS 2 - BRAD BIRD


RESENHA - OS INCRÍVEIS 2 - BRAD BIRD

Após 14 anos de espera, a família preferida de heróis retorna às telonas, com uma comédia mostrando dramas e dificuldades dos super-heróis e, ao mesmo tempo, mostrando o valor da família e o companheirismo dos mesmos. A trama de Os Incríveis 2 começa imediatamente após o término do primeiro...

Crítica – Se Enlouquecer, Não Se Apaixone (2010)

Crítica - Se Enlouquecer, Não Se Apaixone (2010)


Crítica - Se Enlouquecer, Não Se Apaixone (2010)

Às vezes fico me perguntando o motivo de muitas pessoas hoje em dia acharem algo como suicídio ser tão interessante. Algo incabível para minha consciência. A sociedade está cruel, para dizer a verdade, chegam até a criar jogos que botam em riscos os jovens com a falta de endorfina, serotonina...

Resenha – Power Rangers: RPM

Resenha - Power Rangers: RPM


Resenha - Power Rangers: RPM

Sim amiguinhos. Hoje vamos falar dos heróis que não sangram, mas soltam faíscas. Os heróis que fazem toda uma coreografia para vestir suas roupas. Os heróis com os efeitos especiais mais toscos da TV. Exatamente, vamos falar de Power Rangers. Mais especificamente, Power Rangers: RPM. Vou colocar...