Título e Capa 3
Escrita / Enredo 4
Originalidade 5
Personagens 4
Final 4

Larry, o Lomax está morto. Não sei o porquê, mas eu me amarro em filmes antigos, e principalmente filmes desconhecidos. Um Morto Muito Louco é um filme muito conhecido, mas somente para as pessoas que viveram na década de 80 e 90, hoje em dia poucos conhecem, pois o filme não passa mais como passava ..

Summary 4.0 great
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Crítica – Um Morto Muito Louco [Nostalgia]

Resenha critica - Um Morto Muito Louco - Capa do DVD BlurayLarry, o Lomax está morto.

Não sei o porquê, mas eu me amarro em filmes antigos, e principalmente filmes desconhecidos. Um Morto Muito Louco é um filme muito conhecido, mas somente para as pessoas que viveram na década de 80 e 90, hoje em dia poucos conhecem, pois o filme não passa mais como passava na televisão aberta. Esse filme era nível A Lagoa Azul na sessão da tarde, toda semana tinha que passar… 

O enredo do filme é muito bom, pois mesmo que aconteçam coisas muito loucas, as cenas são engraçadas e imprevisíveis. Então, se nunca assistiram esse filme, melhor você parar por aqui, pois daqui pra frente é código vermelho em relação aos spoilers.

A história se passa com dois amigos que querem subir de cargo na seguradora em que eles trabalham, então, para mostrar trabalho, eles fazem plantões em fins de semana; e em um domingo que eles estão fazendo hora extra, Richard descobre uma fraude nas apólices de seguros. E para eles tentarem subir de posição rapidamente, mostram os documentos que comprovam as fraudes diretamente para seu gerente: Bergie Lomax. Mas o que eles não sabem é: quem fez as fraudes nas apólices de seguro da empresa é o próprio Bergie Lomax, que por ver que Larry (Andrew McCarthy) e Richard (Jonathan Silverman) descobriram seu segredo, convida os dois amigos para um fim de semana em sua casa-de-praia; mas o que os amigos Larry  e Richard  nem desconfiam é que Lomax quer que eles vão até sua casa de praia para matá-los. Só que lomax é assassinado antes de conseguir matar a dupla de funcionários.

Quando os dois amigos chegam à casa de Lomax, descobrem que ele está morto, mas antes que eles acionem a polícia, chegam a casa de praia, muito convidados de uma festa que Lomax ia dar naquele dia. E com medo de que pensem que foi eles quem assassinaram Bergie Lomax, eles decidem fingir que Lomax ainda está vivo.

Tudo isso é apenas o começo de uma comédia muito bem elaborada, tanto que 4 anos depois desse primeiro filme, foi lançado a sequência, que por si só é mais engraçada até que a primeira, mas que tem um enredo ainda mais louco, e ainda mais improvável que o segundo… Só que isso é assunto para outra resenha.

Indico esse filme para todos que gostam de uma comédia de besteirol, que não tem muito sentido, mas que contém suas cenas engraçadas e muito originais. Um fato positivo a ser citado nesse filme é a ausência de pornografia e conteúdos eróticos. Então esse filme pode ser assistido por toda família, apesar de um pouco de conteúdo violento. Pois mesmo nas partes onde há mortes, são partes engraçadas.

Pois a crítica que tenho a dar é essa, assistam a esse belo clássico de comédia e divirtam-se.

Para nos incentivar a continuar a escrever, não esqueçam de comentar sua opinião do filme ou da própria crítica.

Resenha Critica - Filme Um Morto Muito Louco

Confiram oTrailer das Antigas

 

RESENHA CRÍTICA DO FILME UM MORTO MUITO LOUCO 

Related posts

Resenha: Coração de Tinta – Cornelia Funke

Resenha: Coração de Tinta - Cornelia Funke


Resenha: Coração de Tinta - Cornelia Funke

Senhoras e senhores, peguem suas xícaras de chá, acomodem-se em suas poltronas, ou em qualquer lugar confortável, e deleitem-se com mais um resenha. Hoje, vamos conhecer um pouco sobre um mundo que existe ao mesmo tempo que não existe. Um mundo de fábulas, onde pessoas brincam, dançam e...

Resenha: A Rainha de Tearling – Erika Johansen

Resenha: A Rainha de Tearling - Erika Johansen


Resenha: A Rainha de Tearling - Erika Johansen

A Rainha de Tearling, chegou ao Brasil com toda a sua majestade em janeiro de 2017, publicado sob o selo Suma de Letras, da Editora Companhia das Letras. A obra, primeiro livro de uma trilogia, é o romance de estreia da autora Erika Johansen e terá em breve, sua adaptação exibida nas telas do...

Sociedade J.M Barrie – Barbara J. Zitwer

Sociedade J.M Barrie - Barbara J. Zitwer


Sociedade J.M Barrie - Barbara J. Zitwer

Se há uma coisa que eu gosto muito é um bom livro, ou um bom romance. Sim, aqueles livros que se aprofundam em cada personagem, nos fazendo, assim, pensar como eles, ou pelo menos entender suas motivações e ações. Outra coisa que um romance não deixa de lado é uma enrolação no enredo. Afinal, se...