Título e Capa 3
Escrita / Enredo 4
Originalidade 4
Personagens 4
Final 3

Muito bem turma!!! Hoje falarei sobre um filme que foi muito aleatório para o que costumo assistir, e não é por causa de minha esposa sempre assistir coisas coreanas as famosas Doramas. Mas hoje, caros amigos, trago um filme que traz algo que eu nunca tinha visto em filmes antes. Foi isso que me animou ..

Summary 3.6 good
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Enfeitiçado – Hwang In-ho (Netflix)

Muito bem turma!!! Hoje falarei sobre um filme que foi muito aleatório para o que costumo assistir, e não é por causa de minha esposa sempre assistir coisas coreanas as famosas Doramas. Mas hoje, caros amigos, trago um filme que traz algo que eu nunca tinha visto em filmes antes. Foi isso que me animou e me levou a dizer sobre essa obra. Acredito que muitos já tenham assistido a essa obra, o que não duvido, mas mesmo assim, comentarei sobre.

O filme Enfeitiçado, começa com um ar bem leve e suave, ao estilo comédia-romântica, no qual é claro, o mocinho vê a mocinha pela primeira vez e logo se apaixona. Mas a mocinha é diferente e mostra um ar pesado e desconfortável. Isso que faz nosso mocinho correr atrás da donzela, e então, surge a ideia de sua nova peça de mágica de horror. E então o filme começa.

Depois de ter todo aquele ar de filme ingênuo e romântico, entramos num ar de filme sombrio e horripilante, que nos faz travar na frente da tela de tão ‘’vidrante’’ que fica o filme. Sem disser que os efeitos visuais estão em um nível excepcional sem erros em momento algum, ainda mais quando assistido em qualidade de alta definição (na verdade em HD tudo fica incrível). Mas enfim, como já havia dito, no mesmo momento em que estamos curtindo momentos de risadas, de repente, sem aviso algum, nós somos lançados num filme tipicamente de terror com os estilos e técnicas que nos fazem arrepiar.

Ma Jo Goo (Lee Min Ki) é um mágico que está cansado de fazer os mesmos truques e não ter muita audiência nos seus espetáculos. Numa das suas apresentações fica intrigado com a figura de Yeo Ri (Son Ye Jin), que não ria nem expressava nenhuma reação além de tristeza. Ele vai então atrás dela e acaba tendo uma ideia para um novo espetáculo, que acaba por fazer muito sucesso. Mas mesmo depois de um ano a trabalhar juntos Yeo Ri não tem relação alguma com a equipa do espetáculo, pois ela consegue ver fantasmas e as pessoas com quem tem contato próximo acabam também por serem assombradas. Mas Jo Goo tentará se aproximar, não sabendo as consequências que isso pode trazer.

Em relação sobre os fantasmas que nós somos apresentados no filme, vemos muitas referências a clássicos do cinema do mundo a fora, como o clássico garotinho japonês daquele filme do grito, aquela lá que tem toda a face pálida e que inclusive virou comédia num dos filmes do todo mundo em pânico. Assim como outros filmes clássicos asiáticos, no qual irei mencionar aquele filme onde os fantasmas ficam nas costas das pessoas (não sei o nome daquele filme). Enfim, quando você for assistir ao filme Enfeitiçado irá encontrar muitas referências sobre fantasmas, e muitas delas são de filmes que você já deve ter assistido. Agora só falta tentar descobrir se o filme é um ‘’filmorama’’ ou ‘’dorilme’’, ou qualquer coisa que seja parecido com dorama e filmes na mesma palavra.

Então galera, deixe então minha dica, vale a pena ver Enfeitiçado, que se encontra no Netflix, vale a pena e renderá risadas. Agora deixo com vocês o convite, para comentar aí embaixo sobre o filme e também um convite para se inscrever no site! Só basta inserir o e-mail no campo específico aí no ladinho! Abraços e até a próxima.

Related posts

RESENHA – CLASH, QUANDO CORAÇÕES SE PARTEM – NICOLE WILLIAMS

RESENHA - CLASH, QUANDO CORAÇÕES SE PARTEM - NICOLE WILLIAMS


RESENHA - CLASH, QUANDO CORAÇÕES SE PARTEM - NICOLE WILLIAMS

Certas coisas não mudam nunca: Jude e Lucy sentem uma paixão intensa e avassaladora um pelo outro, e brigam com a mesma intensidade. Cada vez mais incomodada com os holofotes em Jude – e com a quantidade de mulheres em torno dele –, Lucy quer segurar seu bad boy enquanto treina para ser a...

RESENHA – OS INCRÍVEIS 2 – BRAD BIRD

RESENHA - OS INCRÍVEIS 2 - BRAD BIRD


RESENHA - OS INCRÍVEIS 2 - BRAD BIRD

Após 14 anos de espera, a família preferida de heróis retorna às telonas, com uma comédia mostrando dramas e dificuldades dos super-heróis e, ao mesmo tempo, mostrando o valor da família e o companheirismo dos mesmos. A trama de Os Incríveis 2 começa imediatamente após o término do primeiro...

Crítica – Se Enlouquecer, Não Se Apaixone (2010)

Crítica - Se Enlouquecer, Não Se Apaixone (2010)


Crítica - Se Enlouquecer, Não Se Apaixone (2010)

Às vezes fico me perguntando o motivo de muitas pessoas hoje em dia acharem algo como suicídio ser tão interessante. Algo incabível para minha consciência. A sociedade está cruel, para dizer a verdade, chegam até a criar jogos que botam em riscos os jovens com a falta de endorfina, serotonina...