Título e Capa 3
Escrita / Enredo 3
Originalidade 3
Personagens 3
Final 3

Vídeo do canal NerdCubo Muito bem vindos, amigos! hoje iremos resenhar o filme que rodou muito em festivais mundiais antes de aterrissar no Netflix. Vamos falar de Sonhos Imperiais! não, não é um filme de Star Wars só porque temos John Boyega. Imperial Dreams é um filme de drama americano escrito e dirigido por Malik ..

Summary 3.0 good
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Imperial Dreams (ORIGINAL NETFLIX)

Vídeo do canal NerdCubo

Muito bem vindos, amigos! hoje iremos resenhar o filme que rodou muito em festivais mundiais antes de aterrissar no Netflix. Vamos falar de Sonhos Imperiais! não, não é um filme de Star Wars só porque temos John Boyega.

Imperial Dreams é um filme de drama americano escrito e dirigido por Malik Vitthal. O filme teve sua estréia mundial em 2014, no Festival Sundance Film em 20 de janeiro de 2014. Ganhou o prêmio do público no festival. E foi lançado como um filme original da Netflix em 3 de fevereiro de 2017.

O Enredo tem como base Bambi (John Boyega), um jovem de 21 anos de idade, recém-reformado, e que tem amor por seu filho, Daytone, e seu futuro e o de sua família é posto à prova quando ele é libertado da prisão e retorna ao seu violento gueto de Los Angeles. Os temas incluem o encarceramento em massa, a importância da educação, o perfil racial pela polícia e os muitos obstáculos presentes no sistema, que impedem que os interessados em reabilitação sobrevivam quando colocados de volta à sociedade. O título Imperial Dreams faz referência a um ponto no filme onde a natureza dos imperadores dos projetos é exposta.

Nesse filme temos a história de Bambi, um ex-presidiário que saiu da cadeia com os olhos fitos na honestidade e sonhos. Já que enquanto preso escreveu uma autobiografia. Destinado a lançar seu livro, Bambi enfrenta logo os primeiros problemas, que são nada mais que: convites a voltar para o crime, que fora negado por Bambi, pois agora precisa cuidar de seu filho, uma vez que sua mulher está presa também. Restando apenas a Bambi cuidar de seu filho.

A atuação foi muito bem feita por John Boyega, nos deixando realmente dentro do universo do filme, que nada mais é que o gueto de Los Angeles, nos piores lugares que a cidade deixa escondido por trás das maravilhas que ela possui. Temos cenas que chocam o telespectador que nos faz pensar que não é só porque são dos EUA que tem tudo. O filme mostra que muitos pensam que não existe num local como Los Angeles.

Mas vale a pena ver o filme? Sim, vale sim, não espere um final hollywoodiano, mas espere um final que pode acontecer com qualquer um, já que a vida nem sempre é um mar de rosas.

Se você já assistiu o filme comente aqui embaixo, se não, comente também! Não esqueça de nos seguir e compartilhar nossas resenhas! até a próxima!

Related posts

RESENHA – CLASH, QUANDO CORAÇÕES SE PARTEM – NICOLE WILLIAMS

RESENHA - CLASH, QUANDO CORAÇÕES SE PARTEM - NICOLE WILLIAMS


RESENHA - CLASH, QUANDO CORAÇÕES SE PARTEM - NICOLE WILLIAMS

Certas coisas não mudam nunca: Jude e Lucy sentem uma paixão intensa e avassaladora um pelo outro, e brigam com a mesma intensidade. Cada vez mais incomodada com os holofotes em Jude – e com a quantidade de mulheres em torno dele –, Lucy quer segurar seu bad boy enquanto treina para ser a...

RESENHA – OS INCRÍVEIS 2 – BRAD BIRD

RESENHA - OS INCRÍVEIS 2 - BRAD BIRD


RESENHA - OS INCRÍVEIS 2 - BRAD BIRD

Após 14 anos de espera, a família preferida de heróis retorna às telonas, com uma comédia mostrando dramas e dificuldades dos super-heróis e, ao mesmo tempo, mostrando o valor da família e o companheirismo dos mesmos. A trama de Os Incríveis 2 começa imediatamente após o término do primeiro...

Crítica – Se Enlouquecer, Não Se Apaixone (2010)

Crítica - Se Enlouquecer, Não Se Apaixone (2010)


Crítica - Se Enlouquecer, Não Se Apaixone (2010)

Às vezes fico me perguntando o motivo de muitas pessoas hoje em dia acharem algo como suicídio ser tão interessante. Algo incabível para minha consciência. A sociedade está cruel, para dizer a verdade, chegam até a criar jogos que botam em riscos os jovens com a falta de endorfina, serotonina...