Título e Capa 4
Escrita / Enredo 4
Originalidade 5
Personagens 5
Final 2

Olá amiguinhos. Já pararam pra pensar por que a NASA não está mandando mais ninguém para a lua? Que segredos ela esconde de nós? Será que alguma criatura habita aquela pedra gigante no céu? Bem, depois de deixar você pensando nisso, vou falar sobre o livro “172 Horas na Lua”, de Johan Hastard, lançado aqui ..

Summary 4.0 great
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Resenha – 172 Horas Na Lua – Johan Harstad

172 Horas na Lua - Johan HastardOlá amiguinhos. Já pararam pra pensar por que a NASA não está mandando mais ninguém para a lua? Que segredos ela esconde de nós? Será que alguma criatura habita aquela pedra gigante no céu? Bem, depois de deixar você pensando nisso, vou falar sobre o livro “172 Horas na Lua”, de Johan Hastard, lançado aqui nas terras vencedoras das guerras memeais pela Editora Novo Conceito. Vou colocar a sinopse aqui e depois nós vamos viajar até a lua, ou não.

O ano é 2018. Quase cinco décadas desde que o homem pisou na Lua pela primeira vez.

Três adolescentes comuns vencem um sorteio mundial promovido pela NASA. Eles vão passar uma semana na base lunar DARLAH 2 – um lugar que, até então, só era conhecido pelos altos funcionários do governo americano.

Mia, Midori e Antoine se consideram os jovens mais sortudos do mundo. Mal sabem eles que a NASA tinha motivos para não ter enviando mais ninguém à Lua.

Eventos inexplicáveis e experiências fora do comum começam a acontecer…

Prepara-se para a contagem regressiva.

Antes de tudo, preciso explicar o que é o Departamento Vai Dar Merda. Esse departamento é uma pequena parte do seu cérebro de pudim que avisa quando alguma coisa vai dar merda. Pronto, entenderam? Então vamos começar.

No momento em que eu li a sinopse do livro, o dept. vai dar merda estava gritando no meu cérebro. Mas mesmo assim eu quis ler, afinal eu queria saber, exatamente, que merda iria acontecer.

O livro não tem a melhor escrita do mundo, pois o autor corta várias passagens de tempo, que poderiam ser usadas para desenvolvimento dos personagens, mas ele consegue fazer algo muito bom com o pouco que tem. Ele também faz as coisas acontecerem rápida e freneticamente, principalmente quando o livro chega ao último ato. Mas, mesmo com esses empecilhos o autor consegue entregar uma obra que nos traz um misto de suspense, drama e esperança.

Falando dos personagens, eu gostei muito da escolha para a missão na lua. Adolescentes geralmente não são os maiores seguidores das regras, porém colocar três adolescentes em um lugar que há regras até para ir ao banheiro foi uma jogada muito inteligente. Pena que, como eu disse antes, o autor não mostrou como que o laço de amizade entre os três foi forjado. Essa parte foi simplesmente jogada na nossa cara e pronto.

Uma coisa que eu gostei foi o autor nos dando várias dicas de que ia acontecer alguma coisa muito ruim se a missão fosse aprovada. Era quase como um filme de terror, onde você grita para a pessoa não tirar a roupa e copular com outra, mas ela não te escuta e morre cinco minutos depois.

Considerações finais

Mesmo tendo seus probleminhas, 172 Horas na Lua te prende do começo ao fim. Seja focado nas histórias de Mia, Midori e Antoine, ou então no resto da história. Ele faz você desenvolver uma empatia com os personagens, fazendo você torcer por eles até o fim. Então leiam esse livro, pois vale muito a pena. Mesmo com o final sendo uma droga.

Essa foi a resenha de hoje. Se for a primeira vez que você acessa o nosso site, seja muito bem vindo. Temos resenhas três vezes por semana, ou pelo menos tentamos. Sigam nossas redes sociais, pois rola muita coisa legal por lá. Inclusive sorteios de livros no nosso instagram. Sigam nosso site para não perder nenhuma resenha e comentem suas opiniões sobre essa e outras resenhas. Cuidado com as pessoas, desconfie até da sua sombra e até a próxima.

Related posts

Resenha – A Intuitiva – Hannah Howell

Resenha - A Intuitiva - Hannah Howell


Resenha - A Intuitiva - Hannah Howell

“Inglaterra, século XVIII. Assim como a maioria de seus familiares, Alethea Vaughn Channing possui dons especiais. Desde pequena ela tem visões recorrentes de um homem desconhecido. Passados 15 anos desde a primeira visão, ela prevê um risco de morte. Ela precisa encontrá-lo, contar sobre sua...

Saiba como tudo começou: Crônicas de Morrighan: A Origem do Amor

Saiba como tudo começou: Crônicas de Morrighan: A Origem do Amor


Saiba como tudo começou: Crônicas de Morrighan: A Origem do Amor

A ORIGEM DO SENTIMENTO QUE ERGUEU UM NOVO REINO Quando o primeiro volume das Crônicas de Amor & Ódio chegou ao Brasil, os leitores souberam na hora que era amor à primeira vista. A jornada de Lia — repleta de aventura, fantasia, poder e romance — fez com que os darklovers se entregassem de...

Resenha – Kimi no Na wa (Your Name)

Resenha - Kimi no Na wa (Your Name)


Resenha - Kimi no Na wa (Your Name)

Sim, amiguinhos. Hoje vamos falar sobre uma animação vinda das longínquas terras do Japão, sim, aquele Japão cheio de coisas bizarras e animes que tanto amamos, ou odiamos. Vamos falar sobre Kimi no Na wa, ou como ficou conhecido aqui no ocidente, Your Name. Bem, vou colocar a sinopse logo...