Título e Capa 5
Escrita / Enredo 4
Originalidade 5
Personagens 5
Final 4

Vinte mil léguas Submarinas 2ª parte Júlio Verne   Depois de outras 20 mil léguas submarinas a segunda parte, e final, que finalmente chegou. Na primeira parte foi dita sobre as tecnólogas e talvez a contribuição de Júlio Verne para o mundo. Desta vez iremos tratar de seus personagens e do que der pra falar. Não ..

Summary 4.6 great
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Resenha – 20 Mil léguas Submarinas – segunda parte

Vinte mil léguas Submarinas 2ª parte

Júlio Verne


 

Depois de outras 20 mil léguas submarinas a segunda parte, e final, que finalmente chegou. Na primeira parte foi dita sobre as tecnólogas e talvez a contribuição de Júlio Verne para o mundo. Desta vez iremos tratar de seus personagens e do que der pra falar. Não sei quem leu, mas para mim foi algo tipo amor e ódio. O livro traz uma descrição impressionante sobre os peixes do mar e tudo o que o professor Aronnax enxergava no mundo subaquático, nessa parte achei demasiado exagero. Mas em relação aos protagonistas achei super legal ter a descrição, assim fica mais fácil de saber e pegar mais confiança, afeto e lealdade ao personagem. Nesse caso cabe a cada leitor escolher a quem gostar. (Essa questão de descrever com lealdade cada personagem e ações facilita na hora de saber de quem se trata o travessão nos diálogos).

Professor Aronnax

A narrativa é sobre a aventura do professor Aronnax que começa com um convite irrecusável à caça à baleia ou monstro do mar, ou qualquer outra coisa que eles chamaram, até o nome desse bicho é científico. A obra é escrita como se fosse um diário e por isso as descrições são bem elaboradas e é como se de fato estamos lendo o diário de um homem estudiosos que entende de tudo ou quase de tudo. Então muitas teorias do bicho se iniciam a bordo do navio. E logo no começo já percebi que o livro teria longas descrições. Isso é ruim em algumas partes mas boa em outras. Boa para quem estuda oceanografia e ruim para quem não entende de nomes científicos de animais, em alguns momento você pensa que está lendo uma enciclopédia de bichos marinhos.

O professor Aronnax é um grande estudioso naturalista da época, e como dito acima, foi convidado para reconhecer ou estudar uma baleia que estava afundando muitos navios pelo mundo a fora. Acharam logo de cara que fosse um maligno monstro do mar. Nessa parte eu fui lendo e realmente achei que se tratava de um monstro do mar, justamente por causa das descrições que dão ao bicho quando este aparece pela primeira vez.. Ele descreveu com tanta vontade que acho que o professor ficou cego e não viu os parafusos na fuselagem. Mas dá para entender que ele ficou cego ao ver o bicho pela primeira vez e jurar ser um bicho, já que submarino ele já tinha descartado de ser. Bom, e como era renomado todos mesmo pensaram ser um bicho. O que dizer mais sobre esse professor? Ele é muito inteligente e sábio ao conversar com pessoas que não conhece seu verdadeiro modo de ser. Mas achei também ele um pouco egoísta em querer ficar com o capitão Nemo no submarino, para ele foi fácil de querer, já que não tinha família. Se tornou admirador do capitão Nemo. Sempre conversa com ele e troca ideias com o capitão do mar, afinal se não fosse essa estadia no submarino o professor não iria conseguir escrever seu livro marítimo.

Índice

O professor e seu empregado Conselheiro

O Conselheiro é o criado do professor, ele é totalmente leal as causas do professor. Tem tanta paixão pelo seu serviço e tanta dedicação a seu senhor que é capaz de dar a vida a seu patrão. Certa parte do livro ele decide parar de respirar só para que seu chefe viva em seu lugar. Mas não devemos esquecer de que ele é dotado de conhecimentos marítimos até maiores de que o professor. Em todos os momentos da história fez com que a vontade de seu senhor prevalecesse a sua, uma vez que estava ali apenas para servir a ele. Algumas únicas vezes que o seu chefe o vê como conhecedor e com a vez nas palavras é quando percebe que o Conselheiro é muito melhor em classificar as espécies.

Ned

Ned Land. Esse personagem quase foi tirado da obra por conta de intrigas envolvendo o Canadá.

Outro personagem é o Arpoador Canadense. Esse é o típico bronco, velho marujo do mar, conhecedor de mil formas de caças e de como arpoar uma baleia. A única coisa que ele quer é se livrar do submarino e voltar a sua terra. O único dos três que quer acima de tudo se sentir livre. Desde sempre na história somos informados de que ele é rústico e bom no que faz. Quando foi capturado pelo capitão logo já quis se desvencilhar. Se tornou inimigo do Capitão Nemo. Odeia tudo nele e sempre acha suspeito as atitudes do capitão. Não é a toa que foi o arpoador que planejou a fuga.

O personagem mais completo é o capitão Nemo. Ficamos a história inteira do livro tentando encontrar a nacionalidade do capitão e o motivo dele querer se esconder da sociedade em terra. Tudo o que conseguimos como resposta é que o capitão odeia as pessoas dos continentes e suas cidades. Acredito por especulação que o Capitão Nemo teve sua família assassinada por Ingleses, logo quis sua vingança. Acredito nisso por causa de uma parte no livro que ele vê um navio britânico vai logo o enfrentando com todo poder e fúria. Algumas outras partes do livro vemos o Capitão Nemo com compaixão de povos indianos, e outros povos pobres, sempre os ajuda com ouro e outras vezes salvando a vida dessas pessoas. Também se mostra alguém cruel, mas outras partes se mostra totalmente líder, Chorando a morte de seus homens. Um homem de total conhecimento e mistérios, dotado  de um conhecimento incomum. Acho que ele percebeu a fuga dos seus prisioneiros mas por compaixão resolveu fazer vistas grossas.

0506_20kleagues464

Capitão Nemo, no comando.

A tripulação do Nautilus mal aparece nos corredores do incomum submarino, muitas vezes sabemos que alguns são franceses. Talvez a tripulação toda seja contra o crescimento britânico imperial. Mas são especulações.

images

Navio afundando. Cena memorável

As cenas do livro são memoráveis com partes de um naufrágio que é de tirar o fôlego. Imagine você vendo um naufrágio de baixo pra cima, aí você enxerga os tripulantes morrendo tentando lutar contra a tempestade, vê pessoas amarradas aos mastros e corrimãos por cordas. Lutando ainda que sem vida. Ou vemos cenas de batalhas contra a morte da tripulação do Nautilus. Passando também por cenas memoráveis da qual uma em especial não direi. As caminhadas subaquáticas são maravilhosas e sem como reproduzir, apenas digo que deve ser lido. Esse livro é ótimo! Principalmente quando você vê as descobertas feitas pelos homens de escafandro. outra parte que achei muito legal foi a do salvamento de um mergulhador. Depois que colocado devidamente no barco o pobre mergulhador olha para os homens com os escafandros e se assusta. Essa parte foi demais! fiquei imaginando que o homem achou que estivesse falando com homens do espaço! Outra parte maravilhosa é a Antártica onde o professor descreve suas montanhas.

É por isso e por muito mais que esse livro é um clássico, mas sim, acho que deveria ser melhor se maneirasse um pouco em catalogar todo e qualquer bicho que aparece, mas os biólogos devem gostar.

Resenha do Livro Vinte Mil Leguas Submarinas

Related posts

Resenha – A Intuitiva – Hannah Howell

Resenha - A Intuitiva - Hannah Howell


Resenha - A Intuitiva - Hannah Howell

“Inglaterra, século XVIII. Assim como a maioria de seus familiares, Alethea Vaughn Channing possui dons especiais. Desde pequena ela tem visões recorrentes de um homem desconhecido. Passados 15 anos desde a primeira visão, ela prevê um risco de morte. Ela precisa encontrá-lo, contar sobre sua...

Saiba como tudo começou: Crônicas de Morrighan: A Origem do Amor

Saiba como tudo começou: Crônicas de Morrighan: A Origem do Amor


Saiba como tudo começou: Crônicas de Morrighan: A Origem do Amor

A ORIGEM DO SENTIMENTO QUE ERGUEU UM NOVO REINO Quando o primeiro volume das Crônicas de Amor & Ódio chegou ao Brasil, os leitores souberam na hora que era amor à primeira vista. A jornada de Lia — repleta de aventura, fantasia, poder e romance — fez com que os darklovers se entregassem de...

Resenha – Kimi no Na wa (Your Name)

Resenha - Kimi no Na wa (Your Name)


Resenha - Kimi no Na wa (Your Name)

Sim, amiguinhos. Hoje vamos falar sobre uma animação vinda das longínquas terras do Japão, sim, aquele Japão cheio de coisas bizarras e animes que tanto amamos, ou odiamos. Vamos falar sobre Kimi no Na wa, ou como ficou conhecido aqui no ocidente, Your Name. Bem, vou colocar a sinopse logo...