Título e Capa 3
Escrita / Enredo 4
Originalidade 4
Personagens 4
Final 4

“A Batalha dos Mortos”, dá continuidade ao livro “O Vale dos Mortos”, do autor nacional “Rodrigo de Oliveira”. Neste volume, passou-se praticamente um ano desde que o apocalipse zumbi teve início e as feras começaram a assolar a terra. Voltamos a ver a saga de sobrevivência dos habitantes do condomínio Colinas, liderados por Ivan e ..

Summary 3.8 good
Título e Capa 3
Escrita / Enredo 4
Originalidade 4
Personagens 4
Final 4
Summary rating from 1 user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 3.8 good

Resenha: A Batalha dos Mortos – Rodrigo de Oliveira;

a-batalha-dos-mortos-rodrigo-de-oliveira“A Batalha dos Mortos”, dá continuidade ao livro “O Vale dos Mortos”, do autor nacional “Rodrigo de Oliveira”.
Neste volume, passou-se praticamente um ano desde que o apocalipse zumbi teve início e as feras começaram a assolar a terra. Voltamos a ver a saga de sobrevivência dos habitantes do condomínio Colinas, liderados por Ivan e Estela (muito metidos a herói pro meu gosto) e são inseridos novos personagens na trama. Acho que metade do livro é voltado a esses novos personagens, que são os presidiários, que bem como Ivan, vivem numa “fortaleza”, com armas e longe dos zumbis, embora a maioria seja mais cruel do que os “desalmados”. (Quem já leu o livro, entenderá a referência).
A história é alternada entre a narração da vida de Isabel, nova personagem inserida na história, que relata toda a sua trajetória, desde o primeiro dia do apocalipse, até sua passagem pelo campo de concentração, ops, quero dizer, ao local que os ex presidiários “governam” e entre Ivan e Estela, os personagens principais do primeiro livro.
Essa alternância de narrativa de acontecimentos, ora voltando ao passado de Isabel, ora indo para o presente dos sobreviventes do condomínio Colinas, é bem dinâmica e faz o livro passar, que você nem vê.
Novos fatos sobre o surgimento dos zumbis são abordados e questionados, mas muito brevemente.
Tenho minhas críticas, é claro. Acredito que está rolando uma “heroização” (palavras esta que acabei de inventar, cujo significado é querer a todo custo tornar o personagem no herói incrível, o Batman do Brasil), dos personagens principais, Ivan e Estela, chega a ficar exagerado.
E é claro, o fato da história, que já é uma ficção, estar se encaminhando para uma ficção EXTREMA. Vide terceiro livro da série (não me responsabilizo por spoillers).
No geral, o livro é bom, mas é aquela coisa né, quando se começa a querer forçar muito a barra numa história, você pode acabar estragando-a.
Espero que minhas suspeitas estejam erradas e isso não venha a acontecer!
Bom, é isso! Confiram abaixo a sinopse oficial deste livro e até a próxima resenha!

“Ano 2018. A passagem de um planeta próximo da órbita da Terra, o que era para ser um dia de festa…
Pessoas do mundo inteiro prepararam-se para um espetáculo astronômico mas o evento se transforma num pesadelo. Um dia após à maior aproximação do planeta, um imenso calor sobrevêm e 2/3 de todas as pessoas do mundo transformam-se em zumbis.
Em São José dos Campos, um grupo cria um centro de refugiados para milhares de pessoas… eles reuniram condições de sobrevivência com água, alimentos e criaram uma grande fortaleza. Agora dedicam-se a encontrar outros focos de resistência e ajudar peregrinos do grande apocalipse. Eles não sabem, mas essa pode ser a maior comunidade de vivos na face da terra.
No entanto, próximo a eles, uma outra resistência – perversa e potente -, também cresce. Um grande Comando do Exército é tomado por criminosos do presidio de segurança máxima de Taubaté. Eles resistiram aos zumbis, escravizaram outros humanos e, fortemente armados, se tornam uma ameaça letal à comunidade vizinha.
Uma batalha está para acontecer. Um cerco para salvar vidas. E em meio a isso, inúmeras histórias de pessoas vivendo em situações-limite, muito além da sua imaginação.”

Fiquem com Booktrailer do terceiro livro da Série: A Senhora dos Mortos

Related posts

Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown

Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown


Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown

Para quem gosta de um bom romance com muita aventura, perigo e vampiros, A Menina Mais Fria De Coldtown de Holly Black é uma ótima escolha. Com capítulos intercalados entre os acontecimentos atuais e flashbacks que dão sentido a história, o livro narra em terceira pessoa a história de Tana, uma...

Resenha: O Purgatório Mental – Henrique Medeiros

Resenha: O Purgatório Mental - Henrique Medeiros


Resenha: O Purgatório Mental - Henrique Medeiros

"Em minha última manhã eu percebi que sempre fui o nada que temia me tornar." (Thy Light)  "O Purgatório Mental", trata-se de uma obra nacional de romance/fantasia, que chegou ao mercado literário nesse ano de 2017. O autor, Henrique Medeiros, escreveu a história quando tinha apenas 17...

Resenha: Sono – Haruki Murakami

Resenha: Sono - Haruki Murakami


Resenha: Sono - Haruki Murakami

Um livro muito pequeno, considerando suas poucas 120 páginas, mas com certeza de uma leitura intrigante e definitivamente indispensável. Sono do escritor japonês Haruki Murakami traz o relato de uma mulher aparentemente comum, dona de casa, mãe e mulher, mas com um pequeno detalhe de diferença...