Título e Capa 3
Escrita / Enredo 3
Originalidade 3
Personagens 3
Final 4

Aqui temos uma história que em breve será adaptada nas telonas do cinema, que possui uma fama imensa nas redes sociais e que tem uma sinopse que desperta muito a vontade de lê-la. Rachel, pega todos os dias o trem das 08:04 para ir a Londres. Conhece o percurso de cor e salteado. E, em ..

Summary 3.2 good
Título e Capa 1
Escrita / Enredo 4
Originalidade 2
Personagens 4
Final 2
Summary rating from 1 user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 2.6 normal

Resenha – A Garota no Trem – Paula Hawkins

Aqui temos uma história que em breve será adaptada nas telonas do cinema, que possui uma fama imensa nas redes sociais e que tem uma sinopse que desperta muito a vontade de lê-la.

a garota no trem
Rachel, pega todos os dias o trem das 08:04 para ir a Londres. Conhece o percurso de cor e salteado. E, em um dos bairros pelo qual o trem passa, uma casa sempre prende a atenção dela. Os moradores da casa são um casal, que Rachel apelida de Jess e Jason, ela os vê todos os dias embora eles não a vejam. E ela fantasia sobre a vida deles.
Até que um dia sai uma nota em um jornal de uma mulher que está desaparecida. A mulher é Megan Hipwell, que, na verdade é a Jess da mente de Rachel.
Esse fato faz Rachel mergulhar numa obsessão de descobrir o que aconteceu com a mulher que ela observava através da janela do trem todas as manhãs, mas será que ela vai gostar do que vai descobrir?

Aqui está uma sinopse de um suspense que, aparentemente, deveria tirar o sono de quem lê, só temos um problema nisso tudo: personagens que não cativam.

A narrativa é feita em primeira pessoa, quase que em forma de diário, e nos são apresentados três pontos de vista diferentes:
O ponto de vista de Rachel, que é o principal.
O ponto de vista de Megan e o ponto de vista de Anna. (Se você ainda não sabe quem é a Anna, relaxe, logo nas primeiras páginas você descobre).
Das três personagens que nos relatam na história, nenhuma cativa, MAS, talvez a intenção seja justamente essa.
Uma história que definitivamente não tem o personagem perfeitinho pelo qual você se apaixona.
Todas as três tem problemas e cometeram/cometem diversos erros. O que faz você não adquirir afeição por nenhuma delas.
Temos um errinho básico no título também. “A GAROTA no trem“. Mas… Rachel não é garota, já tem mais de 30 anos, está mais para mulher do que para garota.

Enfim… O enredo possui reviravoltas e, de fato, prende o leitor.
Mas, não teve aquele QUÊ a mais, de fazer você ler e dizer “UAU!”.
É sim um suspense bom, mas não é ótimo.
É uma boa leitura, não uma leitura maravilhosa de tirar o fôlego.
E você, o que achou? Não deixe de comentar o que espera da adaptação que está para ser lançada. Sua opinião sobre a obra. Nos fortaleça seguindo e/ou comentado aqui no blog.

Até a próxima!

RESENHA DO LIVRO A GAROTA NO TREM – PAULA HAWKINS

Related posts

Resenha: A Menina que não Acredita em Milagres

Resenha: A Menina que não Acredita em Milagres


Resenha: A Menina que não Acredita em Milagres

Milagres não existem para pessoas como Campbell. Ela não era alguém que podia arcar com os custos do privilegio da mágica. E com essa crença, ou “ descrença”, se entrega a doença terminal, que pouco a pouco, vai esvaindo a vida de seu corpo, bem como, sua vontade de lutar para permanecer aqui...

Resenha – How To Get Away With Murder (Lições de um Crime)

Resenha - How To Get Away With Murder (Lições de um Crime)


Resenha - How To Get Away With Murder (Lições de um Crime)

Sim, amiguinhos. Limpem o sangue de seus troféus, queimem bem os corpos e venham comigo em mais uma resenha de série aqui no mundo das Resenhas, Hoje vou falar um pouco sobre How To Get Away With Murder, produzida e distribuída pelo canal ABC e com ínicio de exibição na rede globo sob o nome...

Resenha – It, A Coisa – Stephen King

Resenha - It, A Coisa - Stephen King


Resenha - It, A Coisa - Stephen King

"Ele soca postes de montão e insiste que vê assombração" Tenho que respirar fundo antes de começar essa resenha, porque esse livro me tirou completamente o ar! "Este livro foi iniciado em Bangor, Maine, no dia 9 de setembro de 1981, e terminado em Bangor, Maine, em 28 de dezembro de 1985"...