Título e Capa 4
Escrita / Enredo 4
Originalidade 5
Personagens 4
Final 5

Se eu tivesse que descrever A Província dos Ursos de Vento em poucas palavras, elas seriam: Um ótimo livro, com uma crítica social extremamente atual. Muito bem, pessoas. Hoje vamos falar sobre o livro A Província dos Ursos de Vento, do autor José Beffa. Um livro que aborda questões sobre o que estamos fazendo com nosso pequeno planeta ..

Summary 4.4 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Resenha – A Província dos Ursos de Vento

Se eu tivesse que descrever A Província dos Ursos de Vento em poucas palavras, elas seriam: Um ótimo livro, com uma crítica social extremamente atual.

Muito bem, pessoas. Hoje vamos falar sobre o livro A Província dos Ursos de Vento, do autor José Beffa. Um livro que aborda questões sobre o que estamos fazendo com nosso pequeno planeta onde chegaremos em um futuro não tão distante. Vou deixar a sinopse aqui, e depois começo a comentar sobre o livro. Só lembrando que o tema do livro é bem pesado, então caso você tenha um estômago fraco, leia com cautela.

Caminhando para a extinção, após um vírus acabar com toda a fonte de alimento animal, a espécie humana encontrou no canibalismo uma forma de sobrevivência. Eis que surge o governo totalitário do Mercalimento, uma empresa que controla a vida em sociedade, decidindo quais grupos de pessoas servirão como alimento para que a sociedade continue viva. Neste contexto distópico, Amanda descobre que está grávida, porém, sem a permissão do governo, sua sentença será servi-los numa fazenda de leite até se tornar infértil.

Disposto a impedir que sua esposa e o futuro filho morram, Matheus segue com sua jornada em busca da Província dos Ursos de Vento, o último lugar do mundo longe da força opressora do Mercalimento. Nesta aventura retrofuturista, o casal precisará unir forças, conhecer os amigos e, sobretudo, os inimigos, para conseguir atingir seus objetivos.

Provavelmente você deve estar olhando um pouco assustado para a tela do seu computador ou celular, pensando: Eu realmente li isso? As pessoas estão usando cadáveres de outras pessoas para se alimentarem? Pois digo que esse é o enredo do livro como um todo. Conforme a leitura vai avançando, você descobre como a humanidade ferrou com o planeta e como que todos chegaram a esse ponto, onde qualquer pessoa dispensável para a sociedade vira alimento, qualquer criança que nascer sem autorização vira iguaria para paladares de pessoas ricas. Pesado isso? Muito, mas se pararmos para pensar, não fazemos muito diferente com os animais.

O livro possui criticas sociais muito grandes. A começar pela questão da carne. Mas não fica só por aí. A humanidade, em algum momento, irá acabar com os recursos que temos. Petróleo vai acabar em algum momento, assim como várias outras coisas. No universo do livro, a humanidade foi forçada a usar tecnologias “antigas” para ter conforto, coisa que é realmente possível de acontecer.

Mas vamos falar sobre a parte realmente chocante do livro. As pessoas que defendem o estilo de vida vegano já militam por coisa parecida, só que a carne consumida é de animal. A banalização que o autor criou, transformando humanos em comida, foi uma das melhores sacadas que eu já vi em distopias. Então o modo que o autor trata isso, de uma forma que as pessoas estão extremamente acostumadas com isso, é algo abrilhanta ainda mais o livro.

E, para finalizar, gostaria de falar sobre a cópia física do livro, que é uma obra de arte a parte. Vale muito a pena ser comprada.

Bem, essa foi a resenha de hoje. Curtam e compartilhem para seus amigos. Até a próxima.

 

Related posts

RESENHA – SILÊNCIO – BECCA FITZPATRICK

RESENHA - SILÊNCIO - BECCA FITZPATRICK


RESENHA - SILÊNCIO - BECCA FITZPATRICK

“Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da...

Não se apega, não! – Isabela Freitas

Não se apega, não! - Isabela Freitas


Não se apega, não! - Isabela Freitas

Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de...

RESENHA – FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO – MV BILL E CELSO ATHAYDE

RESENHA - FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO - MV BILL E CELSO ATHAYDE


RESENHA - FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO - MV BILL E CELSO ATHAYDE

“Este livro é um contundente relato pessoal de Celso Athayde e MV Bill dos bastidores da produção de um documentário explosivo sobre o universo dos meninos que trabalham no tráfico de drogas em diversas partes do país. Narrado em primeira pessoa, o livro revela as dramáticas experiências que...