Título e Capa 4
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 5
Final 4

“A Tempestade”, de “Manuela Titoto”, foi lançado no Brasil, em versão digital, pela editora Novo Conceito, sob o selo Novas Páginas. trecho: “Dizem que, quando face a face com a morte, um filme de nossa vida passa pela cabeça. Comigo isso não aconteceu. Passou um filme, sim, mas não das coisas que fiz, apenas das ..

Summary 4.6 great
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Resenha: A Tempestade – Manuela Titoto

a tempestade manuela titoto“A Tempestade”, de “Manuela Titoto”, foi lançado no Brasil, em versão digital, pela editora Novo Conceito, sob o selo Novas Páginas.

trecho:

“Dizem que, quando face a face com a morte, um filme de nossa vida passa pela cabeça. Comigo isso não aconteceu. Passou um filme, sim, mas não das coisas que fiz, apenas das que deixei de fazer. Não conheci lugares diferentes, nem experimentei novas sensações. Nunca saí com amigas, me apaixonei ou bebi. Sequer passei tempo com a minha mãe. As lembranças para aquele momento não existiam. Minha vida se resumia a um grande nada, essa era a verdade.”

A obra narra a história de Margot, uma adolescente americana que é pega por um serial killer e se vê imersa no maior pesadelo de muitas pessoas: ser trancafiada, ainda viva, dentro de um caixão.
Ela consegue, a muito custo, escapar de seu algoz – um serial killer que já fez diversas vítimas -, porém ele também consegue escapar da polícia. O serial continua à solta, e viver em Boston se torna insustentável. O título de “a única garota que conseguiu escapar do assassino” a persegue em todos os lugares que vai, bem como o medo, afinal, o assassino ainda está a solta.
Então, Margot se muda para o Brasil, a fim de tentar dar um tempo a todo esse turbilhão pelo qual vem passando, mas será que essa mudança a afastará dos fantasmas do passado?
É como já diz a capa do livro…
“Tente escapar duas vezes.”

A narração do livro é feita em primeira pessoa, sob o ponto de vista da nossa personagem principal, Margot. A autora consegue passar de forma satisfatória todas as sensações pelas quais Margot passa: a agonia e o desespero de se ver presa dentro de um caixão; a consciência perturbadora de que foi pega por um serial killer conhecido pela sua extrema maldade; as inseguranças de uma vida nova, em um país novo. Tudo é muito bem colocado.
A cada final de capítulo, é um mistério novo e você se vê querendo ler o próximo para saber o desfecho dessa tão complicada história.
É um thriller recheado de suspense e com suas doses de romance, bem como algumas reflexões:
O que alguém pensa ao encarar a morte? Saber que você esteve tão perto de morrer e escapou?
Será que a forma de encarar a vida muda, após passar por tais experiências?

O final é surpreendente e foge de tudo aquilo que você achou que fosse acontecer.
Uma história para você devorar em pouco tempo, assim como eu fiz.
E sempre é bom lembrar: é uma obra de uma autora nacional e uma excelente dica de leitura que eu deixo para vocês!

Até a próxima, galera!

Related posts

Resenha – A Intuitiva – Hannah Howell

Resenha - A Intuitiva - Hannah Howell


Resenha - A Intuitiva - Hannah Howell

“Inglaterra, século XVIII. Assim como a maioria de seus familiares, Alethea Vaughn Channing possui dons especiais. Desde pequena ela tem visões recorrentes de um homem desconhecido. Passados 15 anos desde a primeira visão, ela prevê um risco de morte. Ela precisa encontrá-lo, contar sobre sua...

Saiba como tudo começou: Crônicas de Morrighan: A Origem do Amor

Saiba como tudo começou: Crônicas de Morrighan: A Origem do Amor


Saiba como tudo começou: Crônicas de Morrighan: A Origem do Amor

A ORIGEM DO SENTIMENTO QUE ERGUEU UM NOVO REINO Quando o primeiro volume das Crônicas de Amor & Ódio chegou ao Brasil, os leitores souberam na hora que era amor à primeira vista. A jornada de Lia — repleta de aventura, fantasia, poder e romance — fez com que os darklovers se entregassem de...

Resenha – Kimi no Na wa (Your Name)

Resenha - Kimi no Na wa (Your Name)


Resenha - Kimi no Na wa (Your Name)

Sim, amiguinhos. Hoje vamos falar sobre uma animação vinda das longínquas terras do Japão, sim, aquele Japão cheio de coisas bizarras e animes que tanto amamos, ou odiamos. Vamos falar sobre Kimi no Na wa, ou como ficou conhecido aqui no ocidente, Your Name. Bem, vou colocar a sinopse logo...