Título e Capa 5
Escrita / Enredo 4
Originalidade 5
Personagens 4
Final 4

Um livro que me fez recordar minha infância. É claro que, o que me fez recordar meus tempos áureos, não são as ruas Americanas, mas as cenas pelas quais os personagens passam e que acabam acontecendo, como eles contando poucas moedas para comprar alguma coisa, ou mesmo uma invasão a alguma privacidade… Mas vou inserir ..

Summary 4.4 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Resenha – Boneca de Ossos – Holly Black

Um livro que me fez recordar minha infância.

Resenha do Livro Boneca de Ossos - Escrito por Holly BlackÉ claro que, o que me fez recordar meus tempos áureos, não são as ruas Americanas, mas as cenas pelas quais os personagens passam e que acabam acontecendo, como eles contando poucas moedas para comprar alguma coisa, ou mesmo uma invasão a alguma privacidade… Mas vou inserir a sinopse em seguida para vocês se situarem, antes de continuar a resenha.

“Poppy, Zach e Alice sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam. 

Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo…

Mas, de repente, Poppy conta para os amigos que começou a ter sonhos com a Rainha –  e também com o fantasma de uma menininha que não conseguirá descansar enquanto a boneca de ossos não for enterrada no seu túmulo vazio.

Então, Poppy, Zach e Alice partem para uma última aventura a fim de ajudar o fantasma da Rainha a encontrar o seu descanso eterno. Mas nada acontece do jeito que eles planejaram… A missão se transforma em uma jornada de arrepiar.

Será que a boneca é apenas uma boneca ou existe algo mais sinistro por trás desses fatos? Poppy está mesmo dizendo a verdade ou tudo isso não passa de um truque para que voltem a brincar juntos? Se existe mesmo um fantasma, o que vai ser das crianças agora que elas estão nas suas mãos? “

Prosseguindo com a minha opinião: desde que vi o lançamento do livro, fiquei querendo lê-lo, não sou fã da Holly Black, na verdade nunca li nenhum livro dela, mas esse em especial chamou minha atenção, pois ele tem uma capa maravilhosa e um título ainda melhor. Porém, pelo meu conhecimento de mundo que pra mimo título  não inferiu de maneira diferente, pois “boneca de ossos” pode ser um título que chama mais atenção das garotas que dos garotos, entretanto, para mim, o que mais chamou atenção foi o que poderia estar por trás dele: “Boneca humana”. Só que não. Não totalmente, pois se existe alguma boneca humana na história, ela fica nas entrelinhas para quem conhece o assunto.

Falando mais do livro em si, ele ganhou a medalha Newbery Honor, que é um prémio literário concedido anualmente pela “Association for Library Service to Children da American Library Association” para o autor da mais distinguível contribuição à literatura americana para crianças. E na contracapa vemos algo muito inovador e legal, que são emoticons com as categorias que são encontradas no livro, e é sobre isso que vou comentar agora.

As categorias encontradas neles são, respectivamente: Terror, Aventura, Humor, amor e mistério. Vou explicar, sem dar spoilers, por que foram colocadas essas categorias no livro. (lembrando: o livro é para adolescentes, o que pode ser uma coisa para um adulto, pode ser diferente para pessoas mais jovens).

Terror: muitas cenas são descritas no livro que dão aquela sensação de estar sendo vigiado e capítulos que acabam no ápice de uma cena onde você não imaginaria estar acontecendo. Sim, encontramos uma boa dose de terror no livro.

Aventura: Essa é a melhor categoria na qual o livro pode ser colocado, pois o que mais temos ele é aventura. Não é uma aventura fantasiosa, mas sim uma aventura com perigos e cenas do mundo real. A falta de fantasia pode até não deixar o livro tão cativante, porém é compensado na fantasia que os próprios personagens criam com suas brincadeiras de faz de conta.

Humor: Essa foi uma das classificações que menos tem no livro, apesar de termos cenas que nos deixam com sorriso no rosto, o humor nas cenas deixou um pouco a desejar.

Amor: Se não teve algo no livro foi isso, a não ser uma revelação que ocorre no livro, o que mais vemos que ode ter amor é o sentimento que os personagens tem com seus brinquedos. É claro, por se tratarem de crianças, o que eles vão amar mais que seus próprios brinquedos?

Mistério: Apesar de a jornada deles não ser um total mistério, o que eles encontram durante toda a aventura que eles passam é o verdadeiro mistério no livro.

Antes de começar a conclusão da resenha, quero falar sobre algo que achei interessante na trama do livro. Logo nos primeiros capítulo vemos como é uma infância ser retirada de uma criança, e como são os sentimentos dela sobre tudo o que mais lhe é importante. Não conseguimos deixar de compartilhar um pouco de sua dor, por ter algo que tanto ama ser retirado de sua vida tão repentinamente.

O final do livro não foi o mais miraculoso, com uma lição de moral que mudasse a vida de alguém, porém, tem o seu charme e me tirou um pequeno sorriso.

Para concluir, posso dizer que “Boneca de Ossos” é um livro totalmente indicado para o público infanto-juvenil, e também para quem gosta desse gênero literário. Porém fiquem cientes que o livro, mesmo sendo infanto-juvenil, não há aventuras surreais e fantasiosas, as cenas contidas nele são de acordo com a vida real e poucas coisas miraculosas ocorrem no decorrer de suas 216 páginas. É um livro mediano, que não faz você repensar fatos da vida e não tem um final bombástico. Mas mesmo assim é um livro que faz você passar horas se deliciando com a bela narrativa que no envolve totalmente e faz você querer ler sem interrupções.

Se inscrevam no site, leiam mais resenhas nossas de livros infanto-juvenis e não se esqueçam de comentar.

RESENHA DO LIVRO BONECA DE OSSOS, HOLLY BLACK

Confira o book-trailer da novo conceito

Related posts

Resenha: Piano Vermelho – Josh Malerman

Resenha: Piano Vermelho - Josh Malerman


Resenha: Piano Vermelho - Josh Malerman

Josh Malerman entrou na minha vida com o pé direito, quando eu li “Caixa de Pássaros”. Ainda posso sentir na pele toda a agonia que aquela leitura me causou (vide minha resenha da obra)... Então, assim que “Piano Vermelho” foi lançado, imediatamente entrou na minha lista de desejos. Desta vez...

Resenha do Livro Filhos e Soldados – Bruce Henderson

Resenha do Livro Filhos e Soldados - Bruce Henderson


Resenha do Livro Filhos e Soldados - Bruce Henderson

Hoje vamos comentar sobre um livro incrível, mas eu disse incrível mesmo. Uma obra que conta a valentia de como seis meninos alemães, e ainda por cima, judeus conseguiram fugir da Alemanha Nazista. Isso mesmo, o Livro Filhos e Soldados contém um registro incrível e maravilhoso de como garotos...

RESENHA – TPM, PARA QUE TE QUERO? – JU FERRAZ

RESENHA - TPM, PARA QUE TE QUERO? - JU FERRAZ


RESENHA - TPM, PARA QUE TE QUERO? - JU FERRAZ

Desde pequenas somos vistas como o sexo frágil, histéricas e incapazes de escrever a nossa própria história. Sim, somos bombardeadas por hormônios em todas as fases da nossa vida e precisamos aprender a lidar com isso. Não é fácil! Temos oscilações de humor e às vezes simplesmente não temos...