Título e Capa 4
Escrita / Enredo 5
Originalidade 3
Personagens 5
Final 4

” – Eu sei o que é se transformar em algo que você odeia. Sei como dói. Mas a vida é cheia de dores. – As sombras juntaram-se ao redor dos olhos como se estivessem provando suas palavras. – E sua capacidade de suportá-la é muito maior do que você imagina.” “Crave a Marca”, chegou ..

Summary 4.2 great
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Resenha: Crave a Marca – Veronica Roth

Resenha Crave a Marca” – Eu sei o que é se transformar em algo que você odeia. Sei como dói. Mas a vida é cheia de dores. – As sombras juntaram-se ao redor dos olhos como se estivessem provando suas palavras. – E sua capacidade de suportá-la é muito maior do que você imagina.”

“Crave a Marca”, chegou ao Brasil no mês de janeiro, publicado pela editora Rocco.
O livro dá início a nova trama construída por “Veronica Roth”, a aclamada autora da série Divergente, que angariou milhares de fãs ao redor do mundo.

A história de Crave a Marca se passa em uma galáxia, entremeada pela Corrente, uma força misteriosa que oferece dons aos seus habitantes.
Nessa galáxia mágica, estão os nossos personagens principais: Akos e Cyra.
Akos, habita o planeta-nação Thuvhe, e é um jovem tímido, que muitas vezes sequer é ouvido pelas pessoas ao seu redor.
Cyra é a portadora de um dom da corrente extremamente incomum, que a faz sentir dor o tempo inteiro. Habita a nação de Shotet, que ao contrário dos demais planetas da galáxia, não é considerado um planeta-nação (sequer consta no mapa impresso no livro) e não preciso nem dizer que o povo Shotet não gosta nem um pouco dessa discriminação, não é?
Apesar da distância que separa Akos e Cyra e das vidas diferentes que levam, seus caminhos acabam se entrelaçando, quando o irmão de Akos e ele próprio, são sequestrados e levados para Shotet.
Devido ao dom da corrente que Akos possui (que não revelarei aqui), ele é designado por Ryzek, soberano de Shotet e irmão de Cyra, a ficar junto da garota 24 horas por dia.
Mas isso não o impede de continuar seus planos de fugir daquele lugar, e levar junto seu irmão.
Mas agora, tendo que conviver com Cyra, seus planos podem vir a ser atrapalhados, até porque, Cyra já vem construindo seus próprios planos…

O marketing usado para promover essa obra, dizia que fãs de Star Wars e de Divergente iriam adorar.
Pois bem, não sou fã de nenhum dos dois (nunca li nem vi os filmes), então dei início a leitura sem saber o que esperar, até porque, seria meu primeiro contato com essa escritora.

Os capítulos do livro são divididos em capítulos mostrando o lado de Akos, em terceira pessoa e capítulos mostrando o lado de Cyra, em primeira pessoa.
Essa alternância repentina de várias páginas em terceira pessoa, depois várias páginas em primeira pessoa, podem até dar uma confundida na mente, mas é muito bem colocada.
Os personagens são muito bem desenvolvidos, apesar de eu achar que alguns pontos são muito parecidos com outras histórias que já existem por aí.
Conhecem Estilhaça-me? É uma trilogia bem famosa, cuja personagem principal inflige muita dor, e até a morte, em qualquer um que ela toque… Qualquer semelhança com Cyra deve ser mera coincidência… ou não.
Tirando esse fato, acho que a autora construiu muito bem um novo universo de ficção.
Alguns pontos, como os dons da corrente e as fortunas atribuídas a alguns personagens (não é dinheiro, garanto), são coisas que ficam mais claras ao longo da história.
A mudança que ocorre na personalidade tanto de Akos quanto de Cyra, é muito visível e dá um ar de amadurecimento tanto para eles quanto para o livro em si.
Os acontecimentos que se dão ao final da história despertam e muito a curiosidade pela continuação do próximo livro da “provável” duologia.

Por fim, posso dizer que meu primeiro contato com Veronica Roth foi com o pé direito. Gostei muito de Crave a Marca e recomendo a todos vocês, mesmo quem não seja fã de star wars e divergente.
Venham conhecer o lado da corrente da força!

Até a próxima, galera!

RESENHA DO LIVRO CRAVE A MARCA ESCRITO POR VERONICA ROTH

Não há lugar para a honra na sobrevivência.

Em um planeta onde a violência e a vingança imperam, em uma galáxia onde alguns são afortunados, todos desenvolvem habilidades especiais – o dom-da-corrente – um poder único para moldar o futuro. Enquanto a maioria se beneficia desses dons, Akos e Cyra não. Seus dons-da-corrente os tornam vulneráveis ao controle dos outros.

Será que vão conseguir recuperar o controle de seus dons, de seus destinos e das próprias vidas, e ainda instaurar o equilíbrio de poder no mundo?

Cyra é irmã de um tirano brutal que governa o povo de Shotet. Os dons especiais da jovem causam dor, mas trazem poder – algo explorado por seu irmão, que a usa para torturar seus inimigos. Mas Cyra é muito mais do que uma arma na mão do irmão: ela tem uma resistência fora do comum, o raciocínio rápido e é mais esperta do que ele imagina. Akos vem de Thuvhe, a nação amante da paz, e a lealdade à sua família não tem limite.

Mesmo protegido por um dom especial incomum, Akos não evita que ele e seu irmão sejam capturados por soldados inimigos shotet. Akos se desespera e quer resgatar o irmão vivo, não importa a que custo. Quando Akos é empurrado para o mundo de Cyra, a inimizade entre seus países e famílias parece intransponível. Acreditando ser a única saída, Akos decide se unir a Cyra. Uma união que pode resultar na sobrevivência – ou na destruição de ambos…

Numa narrativa eletrizante, no viés de Star Wars e Divergente, Veronica Roth explora – com equilíbrio e pungência – a história de um jovem que faz uma aliança com o inimigo para escapar da opressão que governa sua vida. Juntos, partem em busca de seus únicos objetivos: para um, a redenção; para o outro, a vingança.

CRAVE A MARCA

  • Autor: Veronica Roth
  • Tradução: Petê Rissatti
  • Preço: R$ 39,50
  • 480 pp. | 15,7×22,5 cm cm
  • ISBN: 978-85-7980-328-4
  • Assuntos: ficção – romance/novela, fantasia, ficção científica/distopia
  • Selo: Rocco Jovens leitores

Booktrailer

Conheça

Related posts

Resenha – Angus: O Primeiro Guerreiro

Resenha - Angus: O Primeiro Guerreiro


Resenha - Angus: O Primeiro Guerreiro

É o ano da graça de Nosso Senhor de 2017. Eu, Jeferson, um simples bardo (com alma de bárbaro), venho até vós contar sobre Angus MacLacham, destemido guerreiro, com descendência tanto nórdica quanto picta e escota. Venham e se acheguem perto da fogueira. Peguem uma caneca de hidromel, um...

Resenha: Cartas de Amor aos Mortos – Ava Della

Resenha: Cartas de Amor aos Mortos - Ava Della


Resenha: Cartas de Amor aos Mortos - Ava Della

Querido leitor, Em pouco tempo, Laurel perderá sua admirada irmã mais velha. Ela era sua inspiração. Não apenas, por aos seus olhos, May ter sido linda, comunicativa e cheia vida, mas por ser sua melhor amiga, sua companheira. Não bastasse isso, também cai sobre ela a pressão de uma nova...

A Guerra do Paraguai de Luiz Octavio de Lima

A Guerra do Paraguai de Luiz Octavio de Lima


A Guerra do Paraguai de Luiz Octavio de Lima

Bem vindos, curiosos e aficionados por guerra! Hoje irei resenhar uma obra que não vimos até agora aqui no Mundo das Resenhas, mas que uma hora iria chegar, ao menos estava na fila de leitura. A Guerra do Paraguai, ou como é conhecida lá no Paraguai, Guerra Grande ou Guerra da tríplice...