Título e Capa 4
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 5
Final 5

“Ralph Dibny… Viúvo” Até hoje, eu nunca tinha lido história melhor do que Crise de Identidade, da DC Comics. Essa história simplesmente me fez rir, chorar, ficar com muita raiva, e ver que, apesar de ter habilidades especiais, todos os heróis têm sentimentos.  E esses sentimentos são postos a prova com essa história, que é ..

Summary 4.8 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Resenha – Crise de Identidade

crise-de-identidade

“Ralph Dibny… Viúvo”

Até hoje, eu nunca tinha lido história melhor do que Crise de Identidade, da DC Comics. Essa história simplesmente me fez rir, chorar, ficar com muita raiva, e ver que, apesar de ter habilidades especiais, todos os heróis têm sentimentos.  E esses sentimentos são postos a prova com essa história, que é muito emocionante. Vamos para aquele resuminho maroto, só pra situar quem não faz ideia do que seja isso.

“Ralph Dibny, o Homem Elástico, e sua esposa, Sue, são alguns dos membros mais amados da Liga da Justiça. Sue, mesmo sem ser uma heroína, é aceita por todos nas sedes da Liga, realmente fazendo parte daquela organização como nenhum outro cônjuge faz. Mas isso tudo muda quando Sue é assassinada. E, assim como a polícia faz quando matam um policial, todos os membros da Liga, e até mesmo outras equipes, saem em busca de vingança. Vingança para Sue Dibny.”

Eu já ouvi algumas pessoas dizerem que quadrinhos não passam muitas emoções. Isso pra mim é bobagem, pois todos passam as emoções mostradas. Mas Crise de Identidade está em um outro patamar. Todos os quadros são extremamente bem desenhados, bem coloridos e bem encaixados. Várias cenas me fizeram chorar. (desculpa gente, mas eu tenho que soltar alguns pequenos spoilers) Principalmente a cena em que Ralph encontra Sue morta, e como perde o controle sobre seus poderes, aquela cena me cortou o coração. Eu realmente fiquei com dó de Ralph. Outra cena extremamente chocante é a do funeral de Sue, onde é mostrados vários integrantes da Liga, e vários civis com relações fortes com os heróis. Não vou contar mais detalhes, mas Crise de Identidade é, sem dúvida, a melhor saga de todas dos quadrinhos.

Algum tempo depois de ler essa história, eu estava refletindo sobre algumas coisas da minha vida, e, de repente, um simples pensamento me passou pela mente. “Eu espero que, algum dia, eu encontre alguém que me ame do mesmo jeito que Ralph amou a Sue.” Sim, quando vocês lerem essa história, vocês irão entender esse pedido bem a fundo.

Considerações finais.

Essa série eu recomendo para todo o mundo. Não importa quem seja, não importa se gosta ou não de quadrinhos, todos deveria ler essa história. Ela tem muitas lições importantes para nos passar, e mostra outro lado dos heróis que pensamos conhecer tão bem. Quando vocês forem ler, já vão preparados, pois ela é bem triste, então não esperem muitos momentos bobinhos e alegres, pois ela é bem sombria, mas ainda assim é muito boa.

Não consigo falar mais nada sobre Crise de Identidade, pelo menos não sem soltar alguns spoilers. Agora cabe a vocês procurar e ler essa história. Por hoje é só. Até a próxima resenha.

“Ralph e Sue Dibny… Marido e Mulher.”crise-de-identidade-2

Related posts

RESENHA – SILÊNCIO – BECCA FITZPATRICK

RESENHA - SILÊNCIO - BECCA FITZPATRICK


RESENHA - SILÊNCIO - BECCA FITZPATRICK

“Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da...

Não se apega, não! – Isabela Freitas

Não se apega, não! - Isabela Freitas


Não se apega, não! - Isabela Freitas

Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de...

RESENHA – FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO – MV BILL E CELSO ATHAYDE

RESENHA - FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO - MV BILL E CELSO ATHAYDE


RESENHA - FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO - MV BILL E CELSO ATHAYDE

“Este livro é um contundente relato pessoal de Celso Athayde e MV Bill dos bastidores da produção de um documentário explosivo sobre o universo dos meninos que trabalham no tráfico de drogas em diversas partes do país. Narrado em primeira pessoa, o livro revela as dramáticas experiências que...