Resenha – Diário do Chaves – Roberto Gómez Bolaños

 

O diário do chaves foi escrito por ele mesmo – Roberto Gómez Bolaños. – são histórias contadas por chaves sobre cada personagem, muitos fatos são os que se passam na vila, mas nos são respondidas muitas perguntas que sempre fizemos. como: de onde o chaves veio, quem era o tal amigo “Cent” dele, onde ele mora na vila, é muito engraçado o livro, e também tem partes que me deixaram triste.

Pergunta: quem não gosta de chaves?

R: é difícil as pessoas não gostarem de chaves, conheço pessoas de todas as idades que gostam ( meu irmãozinho de 1 ano e 4 meses, fica quieto e assiste quando eu coloco pra ele, as vezes até ri, não sei se ele entende mas, se ele ri é bom).

Para quem é um verdadeiro fã de chaves, não pode deixar de ler.não é um livro muito grande, 160 páginas, e tem bastante gravuras, assim, muitas crianças se interessam e ler também.Sinopse: “Escrito” pelo próprio Chaves, este livro traz uma coleção de pensamentos e situações envolvendo a turma do programa de TV: Seu Madruga, Kiko, Chiquinha e muitos outros estão presentes no livro. Primeiro livro de ficção sobre Chaves a ser lançado no Brasil, o “Diário do Chaves” desvenda histórias nunca reveladas pelo personagem na série de TV, que há quase 20 anos vem alcançando altos índices de audiência no país. A obra traz ainda ilustrações feitas pelo autor.

Diário do Chaves – Roberto Gómez Bolaños


Trechos:

“Nesta vida há coisas que são caras porque custam muito dinheiro e outras que custam muito pouco e que por isso são baratas.
Eu, por exemplo, sou um menino barato.
Por isso, a Chiquinha me olha com muita pena e me diz:
– Pobre Chavinho! Você não tem pena de ser você?

Mas o que é que eu posso fazer? Porque muitas vezes nos perguntaram o que gostaríamos de ser quando crescêssemos, e eu nunca soube responder nada.”

Related posts

Não se apega, não! – Isabela Freitas

Não se apega, não! - Isabela Freitas


Não se apega, não! - Isabela Freitas

Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de...

RESENHA – FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO – MV BILL E CELSO ATHAYDE

RESENHA - FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO - MV BILL E CELSO ATHAYDE


RESENHA - FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO - MV BILL E CELSO ATHAYDE

“Este livro é um contundente relato pessoal de Celso Athayde e MV Bill dos bastidores da produção de um documentário explosivo sobre o universo dos meninos que trabalham no tráfico de drogas em diversas partes do país. Narrado em primeira pessoa, o livro revela as dramáticas experiências que...

Resenha: O Conde de Monte Cristo – Alexandre Dumas

Resenha: O Conde de Monte Cristo - Alexandre Dumas


Resenha: O Conde de Monte Cristo - Alexandre Dumas

"Esperar e ter esperança" Ah, aquele livro enorme, que te proporciona infinitos suspiros ao término da leitura e a certeza que cada página lida valeu a pena... Assim é "O Conde de Monte Cristo". Esse romance atemporal de Alexandre Dumas, nos apresenta a Edmond...