Título e Capa 4
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 5
Final 5

Tão bom quando você conhece um novo autor e começa com o pé direito… Nunca tinha lido “Gayle Forman”, mas li a sinopse de “Eu Estive Aqui” e me interessei, mas ainda assim fiquei com um pé atrás. Parecia ser legal, porém um suspense um pouco clichê. Mas não foi nada clichê. Vou colocar a sinopse ..

Summary 4.8 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Resenha – Eu Estive Aqui – Gayle Forman

eu estive aqui gayle formanTão bom quando você conhece um novo autor e começa com o pé direito…
Nunca tinha lido “Gayle Forman”, mas li a sinopse de “Eu Estive Aqui” e me interessei, mas ainda assim fiquei com um pé atrás. Parecia ser legal, porém um suspense um pouco clichê. Mas não foi nada clichê. Vou colocar a sinopse para vocês darem uma olhada:

“Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo…

Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal?

A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos.

Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo… e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida.”

Em primeiro lugar, não me deparei com um suspense nas páginas desse livro e sim com uma história incrível sobre perdão. A autora constrói a trama de forma que você pense como Cody, a melhor amiga da garota morta, só para no final surpreender não só a Cody com a verdade, mas a você também.
O livro é todo narrado em primeira pessoa por Cody, com muitos diálogos que dão uma fluidez rápida a história.
O final é lindo e os Agradecimentos da autora são mais lindos ainda. Faz você ver que Eu Estive Aqui, na verdade, é meio que baseado em uma história real, infelizmente. Fora os conselhos dados pela autora no final, que eu achei uma fofura. Foi um dos agradecimentos de livro mais lindo que já li até hoje!
Mais do que recomendo esse livro a vocês, é ótimo de bom! Titia Gayle Forman me surpreendeu e me conquistou. Espero que os demais livros dela sejam tão bons quanto este.
Essa foi a resenha de hoje. Não esqueçam de comentar o que acharam desse livro e seguir nosso site e nossas redes sociais. Até a próxima, galera!

Related posts

O Conde de Monte Cristo: “A Divina Comédia de Alexandre Dumas”

O Conde de Monte Cristo: "A Divina Comédia de Alexandre Dumas"


O Conde de Monte Cristo: "A Divina Comédia de Alexandre Dumas"

*****************************NÃO contém spoiler**************************** (ANÁLISE DA OBRA E SEGUNDA OPINIÃO - CONFIRA A PRIMEIRA RESENHA POSTADA DE "O CONDE DE MONTE CRISTO" CLICANDO AQUI) *** Alexandre Dumas, o grande artista literário que através de sua escrita moldou narrativas que...

Trilogia Mar Despedaçado: Vale a pena a leitura #02?

Trilogia Mar Despedaçado: Vale a pena a leitura #02?


Trilogia Mar Despedaçado: Vale a pena a leitura #02?

*****************************NÃO contém spoiler***************************** (Confira o primeiro "Vale a pena a leitura?", a resenha da trilogia "A Rebelde do Deserto" clicando AQUI) O que você espera encontrar em uma história de fantasia? Talvez você tenha pensado em diversos elementos...

Nova York – A Vida na Grande Cidade: “A personificação do poder da nona arte.”

Nova York - A Vida na Grande Cidade: "A personificação do poder da nona arte."


Nova York - A Vida na Grande Cidade: "A personificação do poder da nona arte."

******************************NÃO contém spoiler**************************** Quando o assunto é quadrinhos, Will Eisner é encarado como leitura obrigatória. Ele não é somente considerado o pai das graphics novels, como inspirou a criação da maior premiação de quadrinhos, que inclusive leva seu...