Resenha – Eu Me Chamo Antonio

Resenha por Jaíne Belmonte

Nota: 2


Não, o nome do autor não é Antônio

Em mais ou menos meia hora, finalizei a leitura desse “livro”. Por que as aspas na palavra livro? Explicarei. No meu humilde modo de ver, acredito que um livro é uma história que contenha um início, um meio e um fim – nem sempre o fim de um livro se desenrola num único volume, como vemos em tantos bons exemplos por aí -, porém acredito que esta obra é mais uma coletânea de frases e fotografias. Pra quem gosta desse lance de fotos misturado com diversas frases é legal. Entretanto, serei sincera: Algumas das imagens as palavras estavam completamente ilegíveis para mim e por mais que isso para muitos seja considerado arte, não me agradei. E é aquela velha história né, se eu quiser ver frases, de qualquer natureza, vou no pensador ou então no tumblr. Mas como o autor trabalha com marketing, já sabia que daria nisso.

Então é isso, não me emocionei com a obra nem nada do tipo, acredito que ela seja destinada a um publico mais “artista plástico”, esse tipo de coisa. Mas leiam e tirem suas próprias conclusões ou então, façam um tumblr e o resultado obtido será praticamente o mesmo: você verá fotos e frases por lá também e não gastarão dinheiro…

Related posts

Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown

Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown


Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown

Para quem gosta de um bom romance com muita aventura, perigo e vampiros, A Menina Mais Fria De Coldtown de Holly Black é uma ótima escolha. Com capítulos intercalados entre os acontecimentos atuais e flashbacks que dão sentido a história, o livro narra em terceira pessoa a história de Tana, uma...

Resenha: O Purgatório Mental – Henrique Medeiros

Resenha: O Purgatório Mental - Henrique Medeiros


Resenha: O Purgatório Mental - Henrique Medeiros

"Em minha última manhã eu percebi que sempre fui o nada que temia me tornar." (Thy Light)  "O Purgatório Mental", trata-se de uma obra nacional de romance/fantasia, que chegou ao mercado literário nesse ano de 2017. O autor, Henrique Medeiros, escreveu a história quando tinha apenas 17...

Resenha: Sono – Haruki Murakami

Resenha: Sono - Haruki Murakami


Resenha: Sono - Haruki Murakami

Um livro muito pequeno, considerando suas poucas 120 páginas, mas com certeza de uma leitura intrigante e definitivamente indispensável. Sono do escritor japonês Haruki Murakami traz o relato de uma mulher aparentemente comum, dona de casa, mãe e mulher, mas com um pequeno detalhe de diferença...