Resenha – Eu Me Chamo Antonio

Resenha por Jaíne Belmonte

Nota: 2


Não, o nome do autor não é Antônio

Em mais ou menos meia hora, finalizei a leitura desse “livro”. Por que as aspas na palavra livro? Explicarei. No meu humilde modo de ver, acredito que um livro é uma história que contenha um início, um meio e um fim – nem sempre o fim de um livro se desenrola num único volume, como vemos em tantos bons exemplos por aí -, porém acredito que esta obra é mais uma coletânea de frases e fotografias. Pra quem gosta desse lance de fotos misturado com diversas frases é legal. Entretanto, serei sincera: Algumas das imagens as palavras estavam completamente ilegíveis para mim e por mais que isso para muitos seja considerado arte, não me agradei. E é aquela velha história né, se eu quiser ver frases, de qualquer natureza, vou no pensador ou então no tumblr. Mas como o autor trabalha com marketing, já sabia que daria nisso.

Então é isso, não me emocionei com a obra nem nada do tipo, acredito que ela seja destinada a um publico mais “artista plástico”, esse tipo de coisa. Mas leiam e tirem suas próprias conclusões ou então, façam um tumblr e o resultado obtido será praticamente o mesmo: você verá fotos e frases por lá também e não gastarão dinheiro…

Related posts

David Copperfield: O clássico dos clássicos?

David Copperfield: O clássico dos clássicos?


David Copperfield: O clássico dos clássicos?

******************************NÃO contém spoiler****************************** Editora: Cosac & Naify Autor: Charles Dickens / Idioma: Português / Romance de formação - Clássico inglês/ 1.312 páginas Charles Dickens é conhecido como o maior escritor da literatura inglesa e foi...

The Mad Ship (Os Mercadores de Navios-Vivos #2): Superou O Navio Arcano?

The Mad Ship (Os Mercadores de Navios-Vivos #2): Superou O Navio Arcano?


The Mad Ship (Os Mercadores de Navios-Vivos #2): Superou O Navio Arcano?

******************************NÃO contém spoiler****************************** (CONFIRA A RESENHA DE O NAVIO ARCANO CLICANDO AQUI) Editora: Harpervoyager Autora: Robin Hobb / Gênero: Fantasia / Idioma: Inglês / 915 páginas O que posso dizer sobre “The Mad Ship” (*O Navio Insano)? Melhor...

Wytches: A representação de um medo ancestral

Wytches: A representação de um medo ancestral


Wytches: A representação de um medo ancestral

******************************NÃO contém spoiler****************************** Editora: Darkside Books Autor: Scott Snyder / Ilustrador: Jock / Tradutor: Érico Assis / Gênero: Graphic Novel / 192 páginas / Capa dura Esqueça as mulheres assustadoras que voam em vassouras, que possuem...