Título e Capa 5
Escrita / Enredo 5
Originalidade 4
Personagens 5
Final 5

Sim, amiguinhos. Limpem o sangue de seus troféus, queimem bem os corpos e venham comigo em mais uma resenha de série aqui no mundo das Resenhas, Hoje vou falar um pouco sobre How To Get Away With Murder, produzida e distribuída pelo canal ABC e com ínicio de exibição na rede globo sob o nome ..

Summary 4.8 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Resenha – How To Get Away With Murder (Lições de um Crime)

Sim, amiguinhos. Limpem o sangue de seus troféus, queimem bem os corpos e venham comigo em mais uma resenha de série aqui no mundo das Resenhas, Hoje vou falar um pouco sobre How To Get Away With Murder, produzida e distribuída pelo canal ABC e com ínicio de exibição na rede globo sob o nome Lições de um Crime. Vou colocar a sinopse da primeira temporada aqui e depois começo a falar sobre a série.

A série se desenvolve ao redor da vida pessoal e profissional de Annalise Keating, uma advogada de defesa criminal proeminente. Também professora de direito na Universidade de Middleton, na Filadélfia, Annalise seleciona cinco de seus melhores alunos para trabalharem com ela em seu escritório: Wes Gibbins, Connor Walsh, Michaela Pratt, Laurel Castillo e Asher Millstone. Em sua vida pessoal, Annalise vive com seu marido Sam Keating, um renomado psicólogo, mas também vive um relacionamento às escondidas com Nate Lahey, um detetive de polícia. Quando sua vida pessoal e profissional começa a entrar em colapso, Annalise e seus alunos se vêem envolvidos, involuntariamente, em uma trama de assassinatos.

Para começar, eu não sou exatamente um fã de séries de mistério policial e coisas do gênero, pois sempre segue a mesma receita de bolo, só mudando o nome dos personagens. Mas “How To Get Away With Murder” muda isso nos primeiros minutos do episódio piloto, apresentando os alunos de Annalise envolvidos em um crime. Isso não é um spoiler, afinal está nos primeiros minutos do episódio. Spoiler mesmo seria se eu contasse que quem eles mataram é a Annalise. Brincadeira.

Falando sobre os personagens, vamos começar pela rainha da porra toda, Annalise Keating, interpretada por uma das melhores atrizes da atualidade, Viola Davis. Uma advogada e professora de direito criminal que não tem escrúpulos para defender seus clientes ou ensinar alguma coisa para seus alunos. Annalise é motivada, focada, uma ótima advogada, enfim, ela tem tudo o que uma protagonista de peso precisa para cativar os espectadores.

Passando pelos seus alunos, cada um deles tem suas peculiaridades. Não vou falar de todos separadamente, pois a resenha ficaria muito grande. Mas é interessante como cada um é diferente dos outros e, mesmo assim, eles se completam na trama. Isso serve também para os assistentes de Annalise, Frank e Bonnie, que tem suas próprias tramas desenvolvidas durante a temporada.

E falando sobre a trama em si, vou tentar explicar da seguinte forma: no episódio um, existe um mistério. Aí esse mistério troca no episódio três, e vai trocando até o final da temporada. Sim, são vários “submistérios” que surgem durante a temporada, que deixa o espectador cada vez mais focado na série.

Considerações finais.

Bem, eu vi a primeira temporada em dois dias, então deu pra notar que eu simplesmente amei a série, e estou só esperando o próximo feriado para maratonar a segunda temporada. Então, recomento muito essa série, pois ela vai te deixar com o cérebro grudado na parede, devido ao tamanho da explosão na sua cabeça, principalmente no episódio final..

Então, essa foi a resenha de hoje. Não se esqueçam de comentar as suas opiniões sobre a série e compartilhar nossas resenhas com seus amigos. Inscrevam-se em nosso site para não perder nenhuma resenha e até a próxima.

Related posts

Resenha: Piano Vermelho – Josh Malerman

Resenha: Piano Vermelho - Josh Malerman


Resenha: Piano Vermelho - Josh Malerman

Josh Malerman entrou na minha vida com o pé direito, quando eu li “Caixa de Pássaros”. Ainda posso sentir na pele toda a agonia que aquela leitura me causou (vide minha resenha da obra)... Então, assim que “Piano Vermelho” foi lançado, imediatamente entrou na minha lista de desejos. Desta vez...

RESENHA – SILÊNCIO – BECCA FITZPATRICK

RESENHA - SILÊNCIO - BECCA FITZPATRICK


RESENHA - SILÊNCIO - BECCA FITZPATRICK

“Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da...

Não se apega, não! – Isabela Freitas

Não se apega, não! - Isabela Freitas


Não se apega, não! - Isabela Freitas

Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de...