Título e Capa 4
Escrita / Enredo 5
Originalidade 4
Personagens 4
Final 3

“Minhas ações não requerem nenhuma defesa. Eu faria tudo de novo, sem pestanejar.” Sim, meus amigos, talvez essa seja a frase que possa definir os acontecimentos de Liga Da Justiça: Legião do Mal. Nessa animação, vemos o quão minucioso é o Batman, e o que pode acontecer quando seus inimigos se aproveitam dessa qualidade do morcego. ..

Summary 4.0 great
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Resenha – Liga da Justiça: Legião do Mal

Liga da Justiça - Legião do Mal

Capa da versão original do filme.

“Minhas ações não requerem nenhuma defesa. Eu faria tudo de novo, sem pestanejar.”

Sim, meus amigos, talvez essa seja a frase que possa definir os acontecimentos de Liga Da Justiça: Legião do Mal. Nessa animação, vemos o quão minucioso é o Batman, e o que pode acontecer quando seus inimigos se aproveitam dessa qualidade do morcego.

A história é simples: Quando a Liga foi formada, Batman junta várias informações dos seus colegas e fez um plano para que, se preciso, ele conseguisse neutralizar cada um deles, explorando suas fraquezas. Contudo, um grupo de vilões rouba essas informações e usa contra toda a Liga, incluindo o próprio Batman.

Pra quem é fã da DC Comics, sabe que existe uma piada entre os fãs que diz que o Batman, com preparo, consegue derrotar qualquer herói ou vilão. Claro que tem pessoas que nem ele consegue derrotar, mas já foi provado que ele pode socar muita gente. Mostrar que o Batman tem um plano de contingência para cada integrante da liga, incluindo ele mesmo, é um conceito que vai além do que conhecemos com quadrinhos, pelo menos para os mais leigos. Afinal, quem conhece um pouco mais a fundo a história dele e do Superman, sabe que o próprio escoteiro forneceu um pouco de kryptonita para que, se tudo o mais falhasse, o Morcego tivesse algum plano de escape para conter o último filho de Krypton.

Analisando a parte filosófica, a atitude dele não foi errada, pois nós sabemos que para uma pessoa se descontrolar basta apenas um dia ruim, um único acontecimento que mude toda a vida de uma pessoa. E se essa pessoa for um super herói, bem, Injustice: Gods Among Us ta aí pra nos mostrar isso.

Acho que a maior lição que essa animação nos ensina é que ninguém é invulnerável. Todos tem uma fraqueza. E se seu inimigo a descobre, você está muito encrencado. A solução é você descobrir essa fraqueza antes do seu inimigo e ter um plano para contornar ela. Ou ser amigo do Batman.

Considerações finais

Recomendo para todo o fã da DC, ou mesmo de super  heróis em geral, que assistam essa animação, que veio com a excelente leva de animações da DC. Talvez os vilões utilizados não sejam os mais legais, mas ainda assim conseguiram fazer um bom trabalho com o que eles tinham. 

Bem, essa foi a resenha de hoje. Se é a primeira vez que você acessa o Mundo das Resenhas, seja muito bem vindo. Temos resenhas sobre vários assuntos e até contos escritos pelos nossos colaboradores. Assinem o nosso site para que você não perca nenhuma resenha postada. Siga nossas redes sociais e não deixem de comentar o que acharam dessa e de outras resenhas. Até a próxima.

“- Nenhum de nós seria capaz de fazer isso com você, Bruce.

– Então todos vocês são tolos.”

Resenha da Animação Liga da Justiça: Legião do Mal – DC Comics

Related posts

Resenha – A Intuitiva – Hannah Howell

Resenha - A Intuitiva - Hannah Howell


Resenha - A Intuitiva - Hannah Howell

“Inglaterra, século XVIII. Assim como a maioria de seus familiares, Alethea Vaughn Channing possui dons especiais. Desde pequena ela tem visões recorrentes de um homem desconhecido. Passados 15 anos desde a primeira visão, ela prevê um risco de morte. Ela precisa encontrá-lo, contar sobre sua...

Crítica do Filme Mesmo se nada der certo – John Carney

Crítica do Filme Mesmo se nada der certo - John Carney


Crítica do Filme Mesmo se nada der certo - John Carney

Te faz rir, e te dá vontade de chorar, você olha a vida de um jeito que nunca parou para olhar: através da música. É assim, com essa frase, que eu consigo descrever o filme Mesmo se nada der certo dirigido por John Carney. Em certos momentos você se sente até parte do filme, como um amigo dos...

Resenha – Kimi no Na wa (Your Name)

Resenha - Kimi no Na wa (Your Name)


Resenha - Kimi no Na wa (Your Name)

Sim, amiguinhos. Hoje vamos falar sobre uma animação vinda das longínquas terras do Japão, sim, aquele Japão cheio de coisas bizarras e animes que tanto amamos, ou odiamos. Vamos falar sobre Kimi no Na wa, ou como ficou conhecido aqui no ocidente, Your Name. Bem, vou colocar a sinopse logo...