Título e Capa 3
Escrita / Enredo 2
Originalidade 5
Personagens 2
Final 1

“E se todos os heróis da Marvel se transformasse em zumbis?” A resposta é dada na saga “Marvel Zombies”, escrita por Robert Kirkman (Sim, o criador de The Walking Dead). Basicamente, essa história nos conta o que aconteceria se todos os heróis e vilões da Marvel virassem zumbis e começassem a matar todas as pessoas. ..

Summary 2.6 Bom
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Resenha – Marvel Zombies

“E se todos os heróis da Marvel se transformasse em zumbis?”

A resposta é dada na saga “Marvel Zombies”, escrita por Robert Kirkman (Sim, o criador de The Walking Dead).

Basicamente, essa história nos conta o que aconteceria se todos os heróis e vilões da Marvel virassem zumbis e começassem a matar todas as pessoas.

Quando eu comecei ler a prequel, com alguns quadrinhos do Ultimate Quarteto Fantástico, a história não parecia ser muito boa, ainda mais que se passava em universos paralelos. Aí quando realmente começou, com o Reed Richards, o Senhor Fantástico, tendo a brilhante ideia de se transformar em zumbi por vontade própria e, o que é pior ainda, infectar todos os heróis que estavam em um complexo, estudando o vírus zumbi, eu vi que ia ser uma porcaria. Furos enormes na história (oi Gavião Arqueiro), e motivações podres fizeram essa história ser um desperdício de papel. As únicas histórias que realmente prestaram foram o crossover com Ash Williams (dos filmes “Uma Noite Alucinante” e dos quadrinhos “Army of Darkness”) e a história que mostra o Deadpool zumbi. O resto foi apenas zumbis com poderes matando as pessoas. E chegou a ficar tão absurda a história que os zumbis mataram o Galactus e ficaram com os poderes deles, assim acabando com todo o universo, sobrando apenas Wakanda.

Só queria mostrar um ponto: a Vespa virar zumbi, aí ter o corpo destruído, ir para Wakanda e no final SE APAIXONAR pelo Pantera Negra. Cadê o sentido da coisa?

O que mais me incomodou foi que a Marvel, pelo jeito, queria fazer uma história com zumbis, mas não queria mexer no universo normal deles, o Universo 616. Então a prequel já se passou no Ultimate e depois foi para um universo totalmente feito para aquela história. Ouso até falar que essa história estava ficando tão ruim que no meio das edições, o Kirkman saiu e deu lugar para um outro roteirista.

Considerações finais

Eu só recomendo essa história para quem gostaria de ver as versões zumbificadas dos heróis da Marvel, mas ainda assim somente ver os desenhos e procurar outra coisa melhor para ler. Mas eu recomendo fortemente “Marvel Zombies vs. Army Of Darkness” pois essa é a melhor parte de toda essa galhofa que foi a Marvel Zombies.

Claro que a DC teve que fazer a sua versão de Marvel Zombies. Nós a conhecemos por “A Noite Mais Densa”. Confira a nossa resenha e tirem suas conclusões.

Bem, acho que não tenho mais nada para falar sobre isso então comentem o que vocês acharam da resenha e da história em si. Compartilhem com o seu amiguinho que é fã do Kirkman e não admite que as histórias dele tenham alguns furos, como todas as histórias existentes. Se virarem zumbis, não me matem e protejam o Bluehand. Até a próxima resenha.

Resenha da história em quadrinhos Marvel Zombies

Marvel Zombies - Resenha - Wallpaper

Related posts

Resenha: Piano Vermelho – Josh Malerman

Resenha: Piano Vermelho - Josh Malerman


Resenha: Piano Vermelho - Josh Malerman

Josh Malerman entrou na minha vida com o pé direito, quando eu li “Caixa de Pássaros”. Ainda posso sentir na pele toda a agonia que aquela leitura me causou (vide minha resenha da obra)... Então, assim que “Piano Vermelho” foi lançado, imediatamente entrou na minha lista de desejos. Desta vez...

RESENHA – SILÊNCIO – BECCA FITZPATRICK

RESENHA - SILÊNCIO - BECCA FITZPATRICK


RESENHA - SILÊNCIO - BECCA FITZPATRICK

“Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da...

Não se apega, não! – Isabela Freitas

Não se apega, não! - Isabela Freitas


Não se apega, não! - Isabela Freitas

Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de...