Título e Capa 3
Escrita / Enredo 5
Originalidade 4
Personagens 4
Final 5

Pessoalmente, eu sempre tive problemas para ler romances policiais. Eu gosto, mas não consigo ler dois livros seguidos. Tenho que dar um intervalo de dois meses. E o livro da vez é o excelente Não Conte a Ninguém, de Harlan Coben. Quem acompanha o site sabe que o Wesley e a Jaíne são super fãs ..

Summary 4.2 great
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Resenha – Não Conte a Ninguém – Harlan Coben

Pessoalmente, eu sempre tive problemas para ler romances policiais. Eu gosto, mas não consigo ler dois livros seguidos. Tenho que dar um intervalo de dois meses. E o livro da vez é o excelente Não Conte a Ninguém, de Harlan Coben. Quem acompanha o site sabe que o Wesley e a Jaíne são super fãs desse autor, principalmente das sagas de Myron e Mickey Bolitar. Mas eu nunca havia lido Harlan, até colocar minhas mãos em Não Conte a Ninguém. Um romance de suspense, com sua veia policial que prende do começo ao fim.

A sinopse do livro é a seguinte: O Dr. David Beck era um médico que, oito anos atrás,  teve sua esposa sequestrada e assassinada. Desde então ele segue sua vida como pode. O problema é que novas pistas fazer o caso voltar à tona. A cada nova resposta, outras perguntas surgem. Sem poder confiar em quase ninguém, Beck tem que correr para descobrir toda a verdade.

Bem, vamos as minhas impressões do livro, sem spoilers, por enquanto.

Uma coisa que eu nunca gostei dos livros do Harlan são as capas. Geral é apenas uma foto de paisagem e o título. Bem sem criatividade. Talvez seja minha veia fantástica clamando por capas exuberantes.

Devo admitir que o estilo da escrita, alternando entre primeira e terceira pessoa me confundiu nos primeiros capítulos, mas depois me acostumei e consegui ler o livro sem mais problemas.

Outra coisa que eu gostei foi o modo com o autor nos mostrava as respostas e as novas perguntas. Um progresso gradativo, sem muito desespero, sem afobação.

Primeiramente gostaria de falar do protagonista, David Beck. Um simples médico do subúrbio que atendia pessoas necessitadas que vê sua vida mudar completamente depois de um email de um fantasma. Eu até que gostei do fato dele não pirar com toda a mudança. Às vezes chegava a ser assustador a calma com a qual ele lidava com as coisas. Ponto para as vezes que, mesmo perto da morte, ele não se desesperava e tentava dar um jeito de sair da situação, ou pelo menos deixar as coisas menos piores. Devo dizer que a vontade que ele tinha de resolver o mistério o levou a fazer coisas das quais não se orgulharia. Coitado do policial. Outra personagem que merece o seu destaque é Shauna, melhor amiga e cunhada de Beck. Uma modelo de personalidade forte, que, mesmo quando parecia que Beck havia ficado louco, sempre esteve ao lado do amigo, indo contra a sua mulher, Linda (sim, casal lésbico), causando algumas brigas feias ao decorrer da série. Outro personagem que, mesmo tendo suas intenções ocultas e uma índole um tanto quanto duvidosa, me surpreendeu bastante foi Tyresee. Poderia falar sobre todos os personagens, pois eles são bem desenvolvidos, mas acho que esses são os principais a serem comentados.

Considerações finais.

Se você não gosta de uma boa reviravolta em uma história, nem perca seu tempo lendo esse livro. Digo o mesmo para quem não gosta de romances policiais ou com uma pitada de suspense. Mas recomendo para todos os fãs de uma boa história urbana.

É isso. Deixem suas opiniões sobre o livro e a resenha aqui nos comentários. Aproveitem para navegar no nosso site e conhecer várias outras obras e as nossas opiniões. Compartilhem a resenha em suas redes sociais e mandem dinheiro para nós (tá, a parte do dinheiro é mentira).

Related posts

Resenha: A Menina que não Acredita em Milagres

Resenha: A Menina que não Acredita em Milagres


Resenha: A Menina que não Acredita em Milagres

Milagres não existem para pessoas como Campbell. Ela não era alguém que podia arcar com os custos do privilegio da mágica. E com essa crença, ou “ descrença”, se entrega a doença terminal, que pouco a pouco, vai esvaindo a vida de seu corpo, bem como, sua vontade de lutar para permanecer aqui...

Resenha – How To Get Away With Murder (Lições de um Crime)

Resenha - How To Get Away With Murder (Lições de um Crime)


Resenha - How To Get Away With Murder (Lições de um Crime)

Sim, amiguinhos. Limpem o sangue de seus troféus, queimem bem os corpos e venham comigo em mais uma resenha de série aqui no mundo das Resenhas, Hoje vou falar um pouco sobre How To Get Away With Murder, produzida e distribuída pelo canal ABC e com ínicio de exibição na rede globo sob o nome...

Resenha – It, A Coisa – Stephen King

Resenha - It, A Coisa - Stephen King


Resenha - It, A Coisa - Stephen King

"Ele soca postes de montão e insiste que vê assombração" Tenho que respirar fundo antes de começar essa resenha, porque esse livro me tirou completamente o ar! "Este livro foi iniciado em Bangor, Maine, no dia 9 de setembro de 1981, e terminado em Bangor, Maine, em 28 de dezembro de 1985"...