Título e Capa 3
Escrita / Enredo 5
Originalidade 4
Personagens 4
Final 5

“Não se tratava de nenhum herói que ele ia chamar. Muito pelo contrário, mas, afinal, tudo o que importava era sobreviver. Palavras bonitas e justificativas funcionavam em tempos de paz. Em tempo de guerra, em questões de vida ou morte, a coisa era mais simples: nós ou eles.” Que “Harlan Coben” é um excelente escritor, ..

Summary 4.2 great
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Resenha: Não Há Segunda Chance – Harlan Coben

não há segunda chance harlan coben“Não se tratava de nenhum herói que ele ia chamar. Muito pelo contrário, mas, afinal, tudo o que importava era sobreviver. Palavras bonitas e justificativas funcionavam em tempos de paz. Em tempo de guerra, em questões de vida ou morte, a coisa era mais simples: nós ou eles.”

Que “Harlan Coben” é um excelente escritor, com criatividade e habilidades incríveis para bolar suspenses de tirar o fôlego, isso todos sabem. Mas e que uma de sua obras virou série na Netflix? Vocês já sabiam?
A série foi adaptada a partir do livro “Não Há Segunda Chance” e já foi lançada nos EUA e logo logo sairá por aqui, para alegria dos viciados em séries e para felicidade de quem sempre quis ver uma obra de Harlan nesse tipo de adaptação.
Mas enquanto a série não sai, o que nós devemos fazer? Ler o livro, é claro, e foi isso que eu fiz.

Não Há Segunda Chance, traz como personagem principal o Dr. Marc, um médico reconhecido, ótimo no que faz, mas que vem passando por alguns problemas em seu casamento.
De repente, Marc se vê despertar de um coma, num hospital.
Descobre que levou um tiro e que escapou da morte por pouco, porém, sua esposa Mônica não teve a mesma sorte. E sua filha, de 6 meses, Tara, está desaparecida desde o ocorrido.
A notícia o abala completamente e ele não se recorda de nada que possa levar ao culpado de tudo aquilo. Logo,
ele é apontado como principal suspeito pelo homicídio da esposa e pelo sumiço da filha.
Com a cabeça em um verdadeiro turbilhão de dúvidas, Marc recebe a notícia, de que seu sogro recebeu um pedido de resgate, exigindo 2 milhões de dólares em troca de Tara.
Porém, os sequestradores deixam bem claro: não envolva a polícia. Se envolver, nunca mais verão Tara novamente. Não Há Segunda Chance.

A história é narrada em primeira pessoa, pelo angustiado pai da criança sequestrada, Marc.
E é claro, como já é próprio do estilo de escrita de  Harlan, alguns capítulos na história são narrados em terceira pessoa, mostrando momentos e opiniões de outros personagens da trama.
Você se vê imerso em uma espiral de dúvidas. E a cada página, uma nova dúvida surge.
A trama toma rumos que você não imaginaria que pudesse tomar e como sempre, somos surpreendidos.

Ao invés de uma história em que se procura um suspeito para o que aconteceu a outra pessoa, o personagem principal é a quem tudo aconteceu e ao mesmo tempo é o suspeito de tudo.

Como já era de esperar, somos brindados, mais uma vez, com um ótimo suspense. Então, enquanto você espera a série sair, que tal procurar o livro e dar início a leitura?

Até a próxima, galera!

Related posts

Resenha: Coração de Tinta – Cornelia Funke

Resenha: Coração de Tinta - Cornelia Funke


Resenha: Coração de Tinta - Cornelia Funke

Senhoras e senhores, peguem suas xícaras de chá, acomodem-se em suas poltronas, ou em qualquer lugar confortável, e deleitem-se com mais um resenha. Hoje, vamos conhecer um pouco sobre um mundo que existe ao mesmo tempo que não existe. Um mundo de fábulas, onde pessoas brincam, dançam e...

Resenha: A Rainha de Tearling – Erika Johansen

Resenha: A Rainha de Tearling - Erika Johansen


Resenha: A Rainha de Tearling - Erika Johansen

A Rainha de Tearling, chegou ao Brasil com toda a sua majestade em janeiro de 2017, publicado sob o selo Suma de Letras, da Editora Companhia das Letras. A obra, primeiro livro de uma trilogia, é o romance de estreia da autora Erika Johansen e terá em breve, sua adaptação exibida nas telas do...

Sociedade J.M Barrie – Barbara J. Zitwer

Sociedade J.M Barrie - Barbara J. Zitwer


Sociedade J.M Barrie - Barbara J. Zitwer

Se há uma coisa que eu gosto muito é um bom livro, ou um bom romance. Sim, aqueles livros que se aprofundam em cada personagem, nos fazendo, assim, pensar como eles, ou pelo menos entender suas motivações e ações. Outra coisa que um romance não deixa de lado é uma enrolação no enredo. Afinal, se...