Título e Capa 3
Escrita / Enredo 4
Originalidade 3
Personagens 4
Final 4

A Resenha foi publicada na sexta (23:59). Vai que dou sorte de um fantasma aparecer… “Kenji e Mitsue ficam empolgados quando o pai deles anuncia que vão deixar o Japão para viver nos Estados Unidos. Aos 14 anos, Kenji mal podia esperar para chegar ao país. A irmã menor também ansiava por conhecer o novo ..

Summary 3.6 good
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Resenha – O Fantasma da Meia-noite – Sidney Sheldon

o fantasma da meia noite sidney sheldon

Capa do Livro que li *-*

A Resenha foi publicada na sexta (23:59). Vai que dou sorte de um fantasma aparecer…

“Kenji e Mitsue ficam empolgados quando o pai deles anuncia que vão deixar o Japão para viver nos Estados Unidos. Aos 14 anos, Kenji mal podia esperar para chegar ao país. A irmã menor também ansiava por conhecer o novo lar da família Yamada na cidade de Nova York. Mas o sonho transforma-se em terrível pesadelo quando vão morar em uma casa assombrada por um mistério. O que era para ser uma temporada de descobertas e novas experiências revela-se um perigoso jogo em que a vida de todos corre sério risco. “O Fantasma da Meia-Noite” é um grande thriller com a assinatura de um dos melhores e mais populares escritores do mundo.”

Depois de exatos 4 anos sem ler nenhuma obra do “rei” Sidney Sheldon, resolvi ler essa obra, intitulada: “Fantasma da Meia Noite“. Estou numa vibe muito grande de ler romances policiais e infanto-juvenil nos últimos tempos. Esse livro, muito importante citar isso, não é um obra qualquer, foi um dos poucos livros escritos por “Sidney Sheldon” dedicados ao público infanto-juvenil. Dos livros que eu conheço, mas ainda não li, que são dessa classificação são: “O Fantasma da Meia-noite“, “A Perseguição” e “Corrida pela Herança” e “O Estrangulador“. Se você conhecer mais alguma obra dele que seja indicado para esse público, comentem no final da resenha.

Para os leitores mais velhos, se não souberem ou não perceberem, podem achar esse livro fraco, com um final bem previsível e com um enredo muito fraco; mas o livro foi feito para o público infantil, juvenil no máximo, que estão entrando no mundo literário agora. Podemos notar que o enredo segue à risca o que se deve ter em um livro Infantil, então adultos, calma lá na hora de criticar essa bela obra de prima do mestre.

Os dois irmãos acabam de se mudar do Japão para Nova Iorque e, com essa mudança, são evidenciadas as novidades e descobertas de estarem em um país completamente diferente do país onde nasceram, viveram e cresceram. Além de todas essas novas descobertas, um terrível mistério acontece na casa para onde eles se mudam: um fantasma de uma garota que aparece sempre na madrugada de sexta para sábado, o horário nem preciso dizer qual é, né?!

Indico esse livro a todo público infantil, também recomendo para os pais lerem junto com seus filhos, pois é livro que contém poucas páginas. E, se você é uma pessoa que lê livros sem preconceitos e curte literatura infantil, pode correr e adquirir um exemplar para apreciar essa obra que tem apenas 142 páginas e entre ela há gravuras para você (ou seu filho, irmão…) interagirem, pois um bom livro infantil sem gravuras não é um bom “livro infantil“.

É isso amantes de livros, leiam o livro, se inscrevam em nosso site e comentem em nossas resenhas. Caso deseje, visite nossas resenhas do Sidney Sheldon

Resenha do Livro O Fantasma da Meia-Noite, Escrito por Sidney Sheldon

Related posts

A Sereia – Kiera Cass

A Sereia - Kiera Cass


A Sereia - Kiera Cass

Já faz um tempo desde que li A Seleção e me apaixonei pela America e seu jeito único de ser, e vi nascer entre ela e Maxon um amor tão envolvente que me fez querer entrar nos livros da série. Mas não é sobre esse casal que vim falar hoje, e sim sobre o livro A Sereia, também da mesma autora...

Resenha: Onde não houver reciprocidade não se demore – Iandê Albuquerque

Resenha: Onde não houver reciprocidade não se demore - Iandê Albuquerque


Resenha: Onde não houver reciprocidade não se demore - Iandê Albuquerque

Sabe, crescer nos faz perceber, que o amor nem sempre se trata de insistir. As vezes queremos tanto algo ou alguém, que sequer nos damos o trabalho de refletir se aquilo, de fato, é bom pra a gente. Mantemos relacionamentos ruins, corremos atrás de pessoas que já deixaram claro que nos...

Resenha: 3% – Segunda Temporada (Original Netflix)

Resenha: 3% - Segunda Temporada (Original Netflix)


Resenha: 3% - Segunda Temporada (Original Netflix)

    Muito bem galera! Finalmente saiu a segunda temporada de 3%. E francamente, achei que não teríamos mais essa série, já que faz muito tempo desde que lançou a primeira temporada, que inclusive foi resenhada aqui no site também.     Lembro de ter reclamado das roupas dos...