Título e Capa 4
Escrita / Enredo 5
Originalidade 4
Personagens 5
Final 4

Nota: 5  E a rainha do mistério faz mais uma vítima Como já era de se esperar da reputação da escritora, ela me enganou direitinho! Sim, eu fui outra vítima do mistério dela. Li nas notas do livro que ela era conhecida por tornar impossível ao leitor suspeitar quem era o autor do crime. Só ..

Summary 4.4 great
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Resenha Especial – 2 livros da Agatha Christie

Nota: 5 

Versão lida por mim

Versão lida por mim, com a capa dura – LINDO

E a rainha do mistério faz mais uma vítima

Como já era de se esperar da reputação da escritora, ela me enganou direitinho! Sim, eu fui outra vítima do mistério dela. Li nas notas do livro que ela era conhecida por tornar impossível ao leitor suspeitar quem era o autor do crime. Só posso dizer uma coisa a respeito dessa observação: É VERDADE.

Passei todo o livro tecendo opiniões e suspeitas em cima de alguns dos personagens e quando me veio a resposta, vi que passei longe! Bem longe!

Cá entre nós, livros de romance policial são encantadores, não é? Sempre nos levam a nos tornarmos detetives tentando desvendar a identidade do assassino e as razões para tal assassinato. Por isso, convido-os a conhecerem Anthony Cade e tentarem desvendar os mistérios dessa obra surpreendente e intrigante.

Foi a primeira obra da autora Agatha Christie que eu li e certamente não será a última!



Nota 4

Versão lida por mim, aliás, bem antiga mesmo, com as folhas super amareladas ♥

Versão lida por mim, aliás, bem antiga mesmo, com as folhas super amareladas ♥

Agora, façamos uso de nossas pequenas células cinzentas!

Este livro da então nomeada rainha do crime, nos apresenta 18 casos/mistérios/contos como preferirem chamar, do detetive Hercule Poirot, que é um personagem padrão que já rendeu outros livros, não sei precisar exatamente quantos, já que essa foi a primeira vez que me deparei com esse detetive. Mas ele é mais ou menos como o Robert Langdon do Dan Brown, o mesmo personagem só que em histórias diferentes.
(Fãs fervorosos da Agatha, por favor, não sintam raiva da minha comparação caso não gostem de Dan Brown).

Como já é costume, quando um livro apresenta diversas histórias, eu costumo dar minha opinião a respeito de cada uma em separado, mas nesse caso achei melhor não.
Em cada conto, óbviamente, acontece um crime, normalmente assassinatos, há vários suspeitos e Hercule Poirot fazendo uso de suas pequenas células cinzentas desvenda os casos deixando quem lê de boca aberta por dificilmente acertar quem é o culpado.
Mas dou uma dica: sempre é quem você menos imagina.

Acompanhado pelo Capitão Hastings, Poirot vai fazendo sua reputação como um incrível detetive. E sempre mantendo os bigodes impecáveis.
É recomendável lê-lo com um dicionário do lado, já que por ser um livro mais antigo, tem algumas palavras não tão comuns no vocabulário atual e também com o google tradutor aberto, já que aparece muito francês no livro (bom, eu acho que é francês, porque sinceramente não procurei traduzir).

Agora leiam e tentem se tornar detetives tão espertos quanto Poirot!


Para quem gosta de romances policiais sugiro um vídeo bem legal do LiteratusTV

Resenha do Livro O Segredo de Chimneys

Resenha do Livro Os Primeiros Casos de Poirot

Escrito pela autora Agatha Christie

Related posts

Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown

Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown


Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown

Para quem gosta de um bom romance com muita aventura, perigo e vampiros, A Menina Mais Fria De Coldtown de Holly Black é uma ótima escolha. Com capítulos intercalados entre os acontecimentos atuais e flashbacks que dão sentido a história, o livro narra em terceira pessoa a história de Tana, uma...

Resenha: O Purgatório Mental – Henrique Medeiros

Resenha: O Purgatório Mental - Henrique Medeiros


Resenha: O Purgatório Mental - Henrique Medeiros

"Em minha última manhã eu percebi que sempre fui o nada que temia me tornar." (Thy Light)  "O Purgatório Mental", trata-se de uma obra nacional de romance/fantasia, que chegou ao mercado literário nesse ano de 2017. O autor, Henrique Medeiros, escreveu a história quando tinha apenas 17...

Resenha: Sono – Haruki Murakami

Resenha: Sono - Haruki Murakami


Resenha: Sono - Haruki Murakami

Um livro muito pequeno, considerando suas poucas 120 páginas, mas com certeza de uma leitura intrigante e definitivamente indispensável. Sono do escritor japonês Haruki Murakami traz o relato de uma mulher aparentemente comum, dona de casa, mãe e mulher, mas com um pequeno detalhe de diferença...