Título e Capa 3
Escrita / Enredo 4
Originalidade 5
Personagens 5
Final 5

Que a literatura nacional tem histórias incríveis para nos oferecer, isso nós já sabemos. E hoje, venho falar de mais uma obra dessa literatura tão maravilhosa. “O Último Ceifador – Elo Dimensional”, do autor Henrique de Micco, foi publicado no Brasil pela Editora Giostri. A obra, com direito a anjos, demônios e até outros mundos, trata-se ..

Summary 4.4 Incrível
Título e Capa 5
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 5
Final 4
Summary rating from 1 user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 4.8 Incrível

Resenha: O Último Ceifador – Henrique de Micco

Que a literatura nacional tem histórias incríveis para nos oferecer, isso nós já sabemos. E hoje, venho falar de mais uma obra dessa literatura tão maravilhosa.

“O Último Ceifador – Elo Dimensional”, do autor Henrique de Micco, foi publicado no Brasil pela Editora Giostri.
A obra, com direito a anjos, demônios e até outros mundos, trata-se do primeiro livro de uma trilogia.

 “…Preciso ir agora, mas antes preciso que carregue minhas próximas palavras com você, para onde quer que vá, e em qualquer situação: Não é o poder concedido a você que define quem você é, Henry. Mas os motivos pelos quais o poder te escolheu como ferramenta. Leve isso como a primeira de muitas lições que aprenderá no decorrer dessa jornada.” 

Henry é um jovem problemático e sem muitas perspectivas de vida, até que um dia, um “sonho” muito estranho vira sua vida de cabeça para baixo.
Do dia para noite, o garoto se torna parte de uma ordem sagrada, a Ordem dos Ceifadores.
Agora, vivendo uma vida dupla, ora em seu mundo, ora num mundo onde o céu é vermelho e anjos, demônios e diversos monstros andam livremente, o garoto terá que lidar com novas responsabilidades e perigos, bem maiores do que ele pode imaginar.

Sabe aquele livro que você vê a sinopse e pensa “preciso ler agora!”, pois foi exatamente assim que me senti quando li a contra capa de “O Último Ceifador”.
Poxa, uma história onde um garoto humano se tornaria um Ceifador? Uma figura tão mítica que nos ronda desde sempre… Eu precisava ler! E após finalizar a leitura, não tenho do que reclamar!

“Há pouco tempo ele havia sido um jovem que não valorizava a vida que levava, e talvez nem tivesse se importado tanto em ser morto por aquelas criaturas nojentas; Mas ele agora tinha um propósito, e morrer não era uma opção.” 

O autor constrói muito bem o outro mundo, o qual Henry, começará a fazer parte, bem como todos os personagens que o habitam, fazendo com que você mergulhe de fato nessa nova realidade, onde muita coisa é possível.
Além de abordar o lado “fantasioso” da história, é abordada também a velha questão humana:
“Alguém que não possui uma índole lá muito boa e que ganha do dia para a noite, determinados poderes… 
Será que a pessoa vai usar esses novos dons só para os fins a que são destinados? Será mesmo?” 

A ação não para, todas as dúvidas que rodeiam nosso protagonista, te rodeiam também.
O que significa de fato ser o Último dos Ceifadores? E por que todos parecem estar escondendo alguma informação muito importante?
Ao final, você só terá uma certeza: preciso da continuação!
Leitura mais do que recomendada ao pessoal que gosta de uma boa fantasia!

Essa foi a resenha de hoje, até a próxima, pessoal!

Related posts

RESENHA – SILÊNCIO – BECCA FITZPATRICK

RESENHA - SILÊNCIO - BECCA FITZPATRICK


RESENHA - SILÊNCIO - BECCA FITZPATRICK

“Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da...

Não se apega, não! – Isabela Freitas

Não se apega, não! - Isabela Freitas


Não se apega, não! - Isabela Freitas

Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de...

RESENHA – FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO – MV BILL E CELSO ATHAYDE

RESENHA - FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO - MV BILL E CELSO ATHAYDE


RESENHA - FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO - MV BILL E CELSO ATHAYDE

“Este livro é um contundente relato pessoal de Celso Athayde e MV Bill dos bastidores da produção de um documentário explosivo sobre o universo dos meninos que trabalham no tráfico de drogas em diversas partes do país. Narrado em primeira pessoa, o livro revela as dramáticas experiências que...