Título e Capa 4
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 5
Final 5

Indo para os favoritos em 3… 2… 1 Sempre ouvia falar de um tal escritor “Victor Hugo”, sempre tive curiosidade de ler, mas nunca procurava obras dele, essa semana, porém, mudei isso. Joguei o nome dele no Google e a primeira obra que apareceu foi “Os Miseráveis”. Imediatamente, me lembrei do filme/musical pelo qual sou ..

Summary 4.8 great
Título e Capa 4
Escrita / Enredo 4
Originalidade 5
Personagens 5
Final 5
Summary rating from 1 user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 4.6 great

Resenha – “Os Miseráveis”; Victor Hugo

Indo para os favoritos em 3… 2… 1

Sempre ouviaos miseráveis victor hugo falar de um tal escritor “Victor Hugo”, sempre tive curiosidade de ler, mas nunca procurava obras dele, essa semana, porém, mudei isso.

Joguei o nome dele no Google e a primeira obra que apareceu foi “Os Miseráveis”.
Imediatamente, me lembrei do filme/musical pelo qual sou apaixonada e que leva esse nome. E com uma breve pesquisa, descobri que esse musical tão lindo, que tem como atores nomes renomados como “Hugh Jackman”, “Russel Crowe”, “Anne Hathaway”, “Amanda Seyfried”, enfim, só atores bons, era baseado na obra de Victor Hugo.
Não preciso nem dizer que fui atrás do livro na hora para ler né? Achei e comecei a leitura.

É um livro perfeito, de época, que tem como foco principal, a desigualdade e a injustiça social. Imaginem, alguém passar 19 anos de sua vida preso, praticamente trabalhando como um escravo, por ter roubado um pão para alimentar sua família? Essa a história de Jean Valjean, o personagem central do drama.
Ao longo das páginas, você encontra drama, romance, religião. Uma obra extremamente simples e que encanta pela abordagem tão perfeita do tema que trata.

Logo na introdução, eu li uma recomendação: “leia com o dicionário do lado”. E estou me perguntado até agora “por que?”, a linguagem usada não é nenhum pouco “arcaica” em vista da época em que essa obra foi escrita, 1862, é extremamente tranquila, fácil de compreender, como eu disse anteriormente, SIMPLES.
Preciso dizer, o livro, como sempre, supera o filme. E olha que o filme é MUITO BOM.

É uma obra relativamente curta, inclusive, eu finalizei a leitura em dois dias. Porque além da história ser curta, o ebook que li por exemplo, tinha 97 páginas, a história te prende. Você quer saber o que acontece depois.
Os capítulos são curtos e cheios de ações que te encantam e fazem você querer saber o que acontecerá a seguir.
A obra em si, apresenta lições de bondade incríveis e ao mesmo tempo, atos de maldade no mesmo nível.
Victor Hugo, conseguiu, de uma maneira direta e clara, mostrar o pior e o melhor do ser humano nessa obra.

Esse vai para os meus favoritos, com certeza.
E esse eu recomendo com total certeza: leiam, porque vale MUITO a pena! E depois de ler assistam o filme/musical porque também vale muito a pena!

 

RESENHA DO LIVRO “OS MISERÁVEIS”, ESCRITO POR “VICTOR HUGO”

cabecalho_osmiseraveis

Related posts

Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown

Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown


Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown

Para quem gosta de um bom romance com muita aventura, perigo e vampiros, A Menina Mais Fria De Coldtown de Holly Black é uma ótima escolha. Com capítulos intercalados entre os acontecimentos atuais e flashbacks que dão sentido a história, o livro narra em terceira pessoa a história de Tana, uma...

Resenha: O Purgatório Mental – Henrique Medeiros

Resenha: O Purgatório Mental - Henrique Medeiros


Resenha: O Purgatório Mental - Henrique Medeiros

"Em minha última manhã eu percebi que sempre fui o nada que temia me tornar." (Thy Light)  "O Purgatório Mental", trata-se de uma obra nacional de romance/fantasia, que chegou ao mercado literário nesse ano de 2017. O autor, Henrique Medeiros, escreveu a história quando tinha apenas 17...

Resenha: Sono – Haruki Murakami

Resenha: Sono - Haruki Murakami


Resenha: Sono - Haruki Murakami

Um livro muito pequeno, considerando suas poucas 120 páginas, mas com certeza de uma leitura intrigante e definitivamente indispensável. Sono do escritor japonês Haruki Murakami traz o relato de uma mulher aparentemente comum, dona de casa, mãe e mulher, mas com um pequeno detalhe de diferença...

  • Lucas Caldas

    Oxi Jaíne, essa é uma adaptação da obra original que contém mais de 1500 páginas. Então se você curtiu, vale a pena ler o original 😛 Esse sim pode precisar de um dicionário