Título e Capa 5
Escrita / Enredo 4
Originalidade 5
Personagens 4
Final 4

Todos os anos, no mês de outubro, a família de Cara sofre com diversos acidentes. Mesmo escondendo as facas, protegendo as quinas dos móveis, evitando mexer com fogo… Todo o ano é a mesma coisa. Arranhões, hematomas, quedas, ossos quebrados… E isso acontece apenas com eles. Mas por que? O que causa a temporada de ..

Summary 4.4 great
Título e Capa 5
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 5
Final 4
Summary rating from 1 user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 4.8 great

Resenha: Temporada de Acidentes – Moïra Fowley-Doyle

temporada-de-acidentesTodos os anos, no mês de outubro, a família de Cara sofre com diversos acidentes. Mesmo escondendo as facas, protegendo as quinas dos móveis, evitando mexer com fogo… Todo o ano é a mesma coisa. Arranhões, hematomas, quedas, ossos quebrados… E isso acontece apenas com eles. Mas por que? O que causa a temporada de acidentes?
E algo diz que a temporada desse ano pode ser a pior de todas. Talvez já esteja na hora da temporada de acidentes acabar.

Esse é um livro que te atrai pela capa e pelo título e que logo que foi lançado por aqui, virou uma febre. Você via fotos dele pra todo lado no Instagram. Curiosidade a mil, adquiri.
Inicialmente, quando li a sinopse por cima, achei que a temporada de acidentes era algo mais “universal”. Talvez universal seja exagero, mas achei que esses tais acidentes misteriosos acontecessem com toda uma população de alguma cidade, fui surpreendida quando ao ler a sinopse direito, vi que os atingidos por esse mal eram apenas UMA família.
Isso não tirou o meu interesse pela história e iniciei a leitura.

O livro é narrado em primeira pessoa, pela visão de Cara, uma adolescente que pertence a família afligida pela temporada de acidentes, que convive com esse “evento” em sua vida desde sempre, mas todo ano, o medo a assola, bem como aos demais familiares, do mesmo jeito.
A narração em primeira pessoa te envolve na leitura e são tantas perguntas sem respostas que não tem como não ficar curioso.
O livro é uma fantasia/ficção, certo? A temporada de acidentes em si já é bem anormal e em alguns momentos do livro, principalmente quando começa a se iniciar o desfecho, a autora escreve umas coisas bem “viajadas”, fazendo o estilo “contos de fadas, aplicados a realidade”.
Aparecem personagens como um lobo, um homem de lata, uma fada, uma sereia… Entre outros…
Mas quando você presta atenção, percebe que esses seres são as representações fantasiosas dos personagens da vida real.
É um jogo bem legal (e arriscado) de se fazer.
Ao final do livro, fiquei um pouco decepcionada, porque por mais que tenha tido um lado MUITO FOFO E BONITO, achei que a resposta a minha pergunta principal ficou meio incompleta ou talvez, não tão clara quanto eu gostaria que tivesse sido, foi um final mais “preste atenção nas entrelinhas que você capta”.
A avaliação final é que “Temporada de Acidentes”, primeiro livro da autora “Moïra Fowley-Doyle” (não faço ideia de como se pronuncie o nome dela) é bom!
E lembrem-se, segredos guardados podem se mostrar perigosos tanto para você, quanto para os outros.
Até a próxima, galera!

Related posts

Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown

Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown


Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown

Para quem gosta de um bom romance com muita aventura, perigo e vampiros, A Menina Mais Fria De Coldtown de Holly Black é uma ótima escolha. Com capítulos intercalados entre os acontecimentos atuais e flashbacks que dão sentido a história, o livro narra em terceira pessoa a história de Tana, uma...

Resenha: O Purgatório Mental – Henrique Medeiros

Resenha: O Purgatório Mental - Henrique Medeiros


Resenha: O Purgatório Mental - Henrique Medeiros

"Em minha última manhã eu percebi que sempre fui o nada que temia me tornar." (Thy Light)  "O Purgatório Mental", trata-se de uma obra nacional de romance/fantasia, que chegou ao mercado literário nesse ano de 2017. O autor, Henrique Medeiros, escreveu a história quando tinha apenas 17...

Resenha: Sono – Haruki Murakami

Resenha: Sono - Haruki Murakami


Resenha: Sono - Haruki Murakami

Um livro muito pequeno, considerando suas poucas 120 páginas, mas com certeza de uma leitura intrigante e definitivamente indispensável. Sono do escritor japonês Haruki Murakami traz o relato de uma mulher aparentemente comum, dona de casa, mãe e mulher, mas com um pequeno detalhe de diferença...