Título e Capa 3
Escrita / Enredo 5
Originalidade 3
Personagens 5
Final 4

Há muito tempo não leio um livro de romance, se não me engano, o último livro que li foi A Escolha, também do Nicholas Sparks, inclusive tem uma resenha do livro aqui no site, confere lá. Eu decidi ler Uma Curva na Estrada, pois mesmo sabendo que ele segue à risca a “fórmula” de livros ..

Summary 4.0 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Resenha: Uma Curva na Estrada – Nicholas Sparks

Resenha do Livro Uma Curva Na Estrada - Nicholas SparksHá muito tempo não leio um livro de romance, se não me engano, o último livro que li foi A Escolha, também do Nicholas Sparks, inclusive tem uma resenha do livro aqui no site, confere lá.

Eu decidi ler Uma Curva na Estrada, pois mesmo sabendo que ele segue à risca a “fórmula” de livros do “Nicholas Sparks“, que sempre tem um belo drama em todos os seus livros, algo que o fez ganhar um público fiel e que querem todos os livros dele, mesmo todos tendo a mesma receita. Não sou muito à favor de autores que usam a mesma receita em todos os livros e não saem do padrão, mas sou ainda mais contra os autores que atiram para todos os lados, tentando ganhar diversos públicos, mas que não são bons em outros gêneros além do qual tem os melhores livros, vide James Patterson aqui no site.

Apesar de o livro ter essa receitinha, ele sai um pouco dos padrões, pois é logo no início que temos a tragédia e a maior parte do drama envolvendo a esposa do Subxerife da cidade, Myles Ryan.

“Nunca me arrependi de ter me casado com ela. Nunca. A gente passava horas só conversando, sobre tudo ou sobre nada. Na verdade não tinha importância. Ela adorava ler, sempre me falava das historias que estava lendo, e tinha um jeito de contar que me dava vontade de ler o livro também. Lembro que ela costumava ler na cama e de vez em quando eu acordava no meio da noite e ela estava ferrada de sono, com o livro em cima da mesa de cabeceira e a luz do abajur ainda acesa. Eu tinha que levantar da cama para apagar.”

Myles e Missy sempre foram apaixonados, namoraram desde a época de escola, cresceram e se casaram; porém, após uma discussão, Missy saiu para correr e acabou sendo atropelada. O motorista fugiu sem prestar socorros. Myles tentou descobrir quem era o “assassino”, mas não conseguiu. E isso foi um grande fardo, pois ele além de ser marido dela, é também um oficial da lei, e isso para ele é algo totalmente imperdoável.

Dois anos se passam sem resposta para o assassinato de sua esposa e Myles conhece a nova professora de seu filho Jonah, Sarah. Eles se apaixonam e começam um novo romance. Só que algo será revelado no decorrer do livro e poderá mudar o rumo desse novo amor.

“- Uma mulher como você? Tenho certeza que recebe muitos convites para sair.
— O que não quer dizer que eu os aceite.
— Fica bancando a difícil?
— Não. Só não gosto de magoar ninguém.
— Quer dizer que você arrasa corações?
— Não, não arraso corações — respondeu baixinho.
— O meu coração é que foi arrasado.”

Diferentemente de outros livros do Nicholas, o que me chamou a atenção para ler esse foi exatamente o fato da tragédia ter acontecido no começo da trama, o que foi bom. Porém confesso que fiquei com muito medo de que mais alguém morresse no final do livro, pois todos os personagens na trama me cativaram. Esse livro foi um dos melhores romances que já li em minha vida, temos de tudo nele: Romance, humor, suspense e lições de vida. Tudo na medida correta, sem forçar a barra. O que menos me agradou foi o final, apesar de termos um final bem legal, ficou um pouco fácil saber quem era o culpado pelo atropelamento de Missy. Quanto ao protagonista foi o que mais me agradou, pois me vi nele, em suas ações, as incertezas e decisões que ele toma, mesmo ele sendo um pouco impulsivo.

“Falta pouco para as duas da manhã e estou totalmente desperto. Passei quase uma hora me virando de um lado para o outro na cama, até que desisti. Agora estou sentado diante da escrivaninha, caneta na mão, refletindo sobre meu próprio encontro com o destino. Não é algo incomum para mim. Ultimamente, parece que é tudo em que consigo pensar.”

Uma Curva na Estrada” é narrado entre terceira pessoa e primeira pessoa. Tem poucas páginas, apenas 304, o que te faz ler rapidamente. Foi lançado pela editora arqueiro em 2013, do título original A Bend in Road.

Para concluir, indico esse livro a todos que gostam de romances e do autor Nicholas Sparks. Indico também àqueles que não gostam de Nicholas Sparks, pois esse livro, como disse anteriormente, foge dos padrões dele e vai te fazer roer as unhas e desejar um final que não tenha mais uma tragédia…

“Onde de fato começa uma história? Na vida, são raros os inícios bem marcados, aqueles instantes dos quais um dia podemos dizer: “ Foi ali que tudo começou.” Mas às vezes o destino cruza nosso caminho e inicia uma sequência de acontecimentos que levam a um desfecho imprevisível.”

Se essa é a primeira vez que acessa nosso site, navegue e veja mais resenhas e se inscreva para ver nossas opiniões sobre livros, filme série e muito mais. Se quer ganhar prêmios, visite nosso instagram, lá sempre está rolando sorteios de livros. Boa sorte e sempre olhem para os lados ao atravessar uma rua e não tirem o olho da pista se estiver dirigindo. A Missy não está aqui pra contar, mas ela serve como exemplo. AH, mais uma coisinha: cuidado com cachorros…

Resenha do Livro Uma Curva na Estrada – Escrito por Nicholas Sparks

Related posts

Resenha: Piano Vermelho – Josh Malerman

Resenha: Piano Vermelho - Josh Malerman


Resenha: Piano Vermelho - Josh Malerman

Josh Malerman entrou na minha vida com o pé direito, quando eu li “Caixa de Pássaros”. Ainda posso sentir na pele toda a agonia que aquela leitura me causou (vide minha resenha da obra)... Então, assim que “Piano Vermelho” foi lançado, imediatamente entrou na minha lista de desejos. Desta vez...

Resenha do Livro Filhos e Soldados – Bruce Henderson

Resenha do Livro Filhos e Soldados - Bruce Henderson


Resenha do Livro Filhos e Soldados - Bruce Henderson

Hoje vamos comentar sobre um livro incrível, mas eu disse incrível mesmo. Uma obra que conta a valentia de como seis meninos alemães, e ainda por cima, judeus conseguiram fugir da Alemanha Nazista. Isso mesmo, o Livro Filhos e Soldados contém um registro incrível e maravilhoso de como garotos...

RESENHA – TPM, PARA QUE TE QUERO? – JU FERRAZ

RESENHA - TPM, PARA QUE TE QUERO? - JU FERRAZ


RESENHA - TPM, PARA QUE TE QUERO? - JU FERRAZ

Desde pequenas somos vistas como o sexo frágil, histéricas e incapazes de escrever a nossa própria história. Sim, somos bombardeadas por hormônios em todas as fases da nossa vida e precisamos aprender a lidar com isso. Não é fácil! Temos oscilações de humor e às vezes simplesmente não temos...