Título e Capa 4
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 5
Final 5

Resenha por: Neto Pires A Base das Bases da ficção O que dizer do livro que trouxe ao mundo o mundo da ficção para todos. A ficção é algo que mostra a que ponto a humanidade está em questão de ciência, o que já se descobriu, e acima de tudo, a que ponto poderá chegar. ..

Summary 4.8 great
Título e Capa 5
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 5
Final 5
Summary rating from 1 user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 5.0 great

Resenha – Viagem ao Centro da Terra – Julio Verne

Resenha por: Neto Pires


400px-Voyageaucentrede00vernuoft_raw_0151_1A Base das Bases da ficção

O que dizer do livro que trouxe ao mundo o mundo da ficção para todos. A ficção é algo que mostra a que ponto a humanidade está em questão de ciência, o que já se descobriu, e acima de tudo, a que ponto poderá chegar.

Ao ler um livro do século retrasado devemos ter em mente o que já sabiam e o que não sabiam. Júlio Verne é considerado o pai da ficção que trouxe ao planeta questões que na época não eram retratadas com importância que de fato existe. E outra coisa também é que na época a matéria de ciência não era aplicado na sala de aula, ou seja, não era ensinado como matéria. Então o livro de Júlio Verne trouxe as escolas a oportunidade de conhecer mais sobre a ciência para os “homenzinho” ( crianças) do final do século 19.

Quando pensamos em ficção, achamos também que só são mostradas coisas do futuro e que jamais poderíamos ter, mas sabemos que não é em assim. No livro “Viagem Ao Centro da Terra” vemos um mundo normal do século 19 onde muitas descobertas científicas são apresentadas a sociedade, mas que não são reconhecidas pela cúpula. Somos bombardeados do início ao fim com informações precisas de dados conhecidos e teorias inventadas para justificar a ideia do livro. O fato de os heróis percorrem galerias do mundo subterrâneo veio graças ao que conheciam sobre o planeta, já que acreditavam que a terra possuía passagens subterrâneas e essas coisas de geologia que conheciam e achavam ser verdadeiras

Sabe-se hoje em dia de uma teoria onde a terra é oca, ou seja, por dentro de nosso planeta terra não encontramos núcleo quente, mas sim outro mundo. Há teorias também de civilizações adâmicas, em outras palavras, há uma teoria de homens que viviam antes mesmo de Adão e Eva. Há evidências também de homens gigantes que habitavam no nosso mundo vivo e que viviam em paz. Há muitas outras coisas que conhecemos que são abordados no livro de uma maneira profunda ou de simples passagem que podem passar despercebidos, mas que são de valor. Viva uma aventura que foi escrita há muito tempo atrás, mas que ainda está viva e bem atualizada. Saiba antes de ler que é necessário ter conhecimento de geografia e um vasto conhecimento de mundo para entender as inferências abordadas, e de brinde aprenda palavras soltas do islandês e de como é feito o edredom.

Demorei muito para ler os primórdios da ficção, mas li com velocidade incrível. Se prepare também para o sistema de medida e velocidade do século 19 que não são as mesmas de hoje. E não se assuste com as geringonças do século 19 para iluminar na escuridão. Esteja preparado para um livro de ficção que não mostra o futuro, mas que mostra que o presente (tente ler pensando que você ainda está no século 19) é tão estranho e futurista quanto á esse que vivemos e que iremos viver; e por fim entenda o motivo da ficção ser escrita desse jeito que conhecemos.

Para quem quiser mais informações sobre como é de fato no núcleo da terra ( o que se sabe ) acessem o link abaixo:

Related posts

Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown

Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown


Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown

Para quem gosta de um bom romance com muita aventura, perigo e vampiros, A Menina Mais Fria De Coldtown de Holly Black é uma ótima escolha. Com capítulos intercalados entre os acontecimentos atuais e flashbacks que dão sentido a história, o livro narra em terceira pessoa a história de Tana, uma...

Resenha: O Purgatório Mental – Henrique Medeiros

Resenha: O Purgatório Mental - Henrique Medeiros


Resenha: O Purgatório Mental - Henrique Medeiros

"Em minha última manhã eu percebi que sempre fui o nada que temia me tornar." (Thy Light)  "O Purgatório Mental", trata-se de uma obra nacional de romance/fantasia, que chegou ao mercado literário nesse ano de 2017. O autor, Henrique Medeiros, escreveu a história quando tinha apenas 17...

Resenha: Sono – Haruki Murakami

Resenha: Sono - Haruki Murakami


Resenha: Sono - Haruki Murakami

Um livro muito pequeno, considerando suas poucas 120 páginas, mas com certeza de uma leitura intrigante e definitivamente indispensável. Sono do escritor japonês Haruki Murakami traz o relato de uma mulher aparentemente comum, dona de casa, mãe e mulher, mas com um pequeno detalhe de diferença...