Título e Capa 5
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 5
Final 5

******************************NÃO contém spoiler****************************** “Ficha catalográfica:” Título original: Blankets Editora no Brasil: Companhia das Letras / 592 páginas / Tradutor: Érico Assis / Revisão: Andressa Bezerra da Silva e Arlete zebber Durante uma caminhada pelos corredores de uma importante livraria em Curitiba, me deparei com “Retalhos”, a premiada HQ escrita e desenhada por Craig Thompson, lançada ..

Summary 5.0 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Retalhos: Uma graphic novel de alto nível!

******************************NÃO contém spoiler******************************

“Ficha catalográfica:”

Título original: Blankets

Editora no Brasil: Companhia das Letras / 592 páginas / Tradutor: Érico Assis / Revisão: Andressa Bezerra da Silva e Arlete zebber

Durante uma caminhada pelos corredores de uma importante livraria em Curitiba, me deparei com “Retalhos”, a premiada HQ escrita e desenhada por Craig Thompson, lançada pela Companhia das Letras em 2009. Folheando esta preciosidade, me vi encantado pelo conteúdo e pelos traços, e com isso resolvi comprá-la. Nunca imaginei que tal HQ fosse me impactar de maneira tão profunda e permanente.

Thompson dedicou cinco anos trabalhando nesta obra-prima, seu quadrinho autobiográfico. Com muita sinceridade e com maestria, o autor narra sua juventude de maneira bastante identificável, construindo um romance de formação que nos encanta, nos ensina e nos surpreende em cada página, seja pelos traços que nos hipnotizam ou pelo texto muito bem inserido que carrega uma carga emocional palpável.

O autor e também personagem principal, narra sua relação com a família, com a religião que lhe é imposta, a relação com o irmão mais novo com quem divide a cama e com a necessidade de se encontrar, de se conhecer de maneira mais intrínseca. Temos o distanciamento entre irmãos com o passar do tempo e a descoberta do primeiro amor. É uma HQ que só melhora com o virar das páginas e que chegou a me tirar algumas lágrimas.

O autor explora também descobertas sexuais, mostrando o quanto alguns momentos são importantes para a nossa descoberta como seres-humanos e o quanto nos conhecermos é importante para conhecermos outrem e o mundo que nos cerca. Craig Thompson fala sobre pedofilia, solidão, bullying, pressão familiar e a importância de nos perdoarmos, sempre reforçando o quanto a vida é dura.

É um quadrinho MUITO imersivo, reflexivo, intimista e bem sincero. foi vencedor de três prêmios Harvey (melhor artista, melhor graphic novel e melhor cartunista), dois prêmios Eisner (melhor graphic novel e melhor escritor/artista), e, em 2005 do prêmio da crítica da Associação Francesa de Críticos e Jornalistas de Quadrinhos. Angariou elogios de artistas de peso como Neil Gaiman, Alan Moore e Art Spiegelman.

É uma leitura incrível que me chocou com tamanha qualidade e com os assuntos tão bem inseridos. Os traços possuem identidade e Craig Thompson é mais um artista que pretendo ler tudo que ele escrever. Guardarei “Retalhos” em meu coração como uma obra para ser relida milhares de vezes até o fim dos meus dias.

Related posts

David Copperfield: O clássico dos clássicos?

David Copperfield: O clássico dos clássicos?


David Copperfield: O clássico dos clássicos?

******************************NÃO contém spoiler****************************** Editora: Cosac & Naify Autor: Charles Dickens / Idioma: Português / Romance de formação - Clássico inglês/ 1.312 páginas Charles Dickens é conhecido como o maior escritor da literatura inglesa e foi...

The Mad Ship (Os Mercadores de Navios-Vivos #2): Superou O Navio Arcano?

The Mad Ship (Os Mercadores de Navios-Vivos #2): Superou O Navio Arcano?


The Mad Ship (Os Mercadores de Navios-Vivos #2): Superou O Navio Arcano?

******************************NÃO contém spoiler****************************** (CONFIRA A RESENHA DE O NAVIO ARCANO CLICANDO AQUI) Editora: Harpervoyager Autora: Robin Hobb / Gênero: Fantasia / Idioma: Inglês / 915 páginas O que posso dizer sobre “The Mad Ship” (*O Navio Insano)? Melhor...

Wytches: A representação de um medo ancestral

Wytches: A representação de um medo ancestral


Wytches: A representação de um medo ancestral

******************************NÃO contém spoiler****************************** Editora: Darkside Books Autor: Scott Snyder / Ilustrador: Jock / Tradutor: Érico Assis / Gênero: Graphic Novel / 192 páginas / Capa dura Esqueça as mulheres assustadoras que voam em vassouras, que possuem...