Título e Capa 4
Escrita / Enredo 3
Originalidade 3
Personagens 5
Final 4

Hayley Atwell brilhou como uma heroína do universo Marvel. É fácil ser cético sobre as tendências no cinema e televisão em relação a super-heróis e “universos”, onde tudo é, em última análise, um comercial para outra coisa, algo vendido “separadamente”, mas com intuito de promover outros produtos. Mas, até agora, a Marvel Studios tem efetivamente ..

Summary 3.8 Ótimo
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Série Agente Carter – Marvel Studios

Hayley Atwell brilhou como uma heroína do universo Marvel.

É fácil ser cético sobre as tendências no cinema e televisão em relação a super-heróis e “universos”, onde tudo é, em última análise, um comercial para outra coisa, algo vendido “separadamente”, mas com intuito de promover outros produtos. Mas, até agora, a Marvel Studios tem efetivamente glórias a seu favor, nos brindando com criatividade e belas atuações.

Após retornar para América com o fim da Guerra, em 1946, Peggy Carter (Hayley Atwell) encontra-se trabalhando secretamente na Reserva Científica Estratégica (SSR, no original em inglês), enquanto seus amigos a tratam como uma simples telefonista.

Stark se aproxima de Peggy em segredo e pede sua ajuda para limpar seu nome. O governo acusa Stark de traição, dizendo que ele vendeu algumas de suas mais perigosas invenções, que ele chama de suas “armas mortais”, para estrangeiros e criminosos. Na realidade, a tecnologia foi roubada e Stark querq que Peggy trabalhe junto ao seu mordomo inventivo Edwin Jarvis (James D’Arcy) para obter essas armas mortais para de volta e também para descobrir quem os levou em primeiro lugar.

“Marvel’s Agent Carter” inicia muito bem, mas termina como um fracasso.

A série conta com duas temporadas, a primeira com 8 episódios e a segunda com 10 episódios, e atualmente está cancelada, e provavelmente não terá uma terceira temporada, devido às baixas audiências tanto na primeira quanto na segunda temporada, mesmo tendo uma ótima nota de média nas críticas.

Quanto à atriz Hayley Atwell, parece que mesmo ela tendo belas atuações nas séries que ela protagoniza, elas acabam sendo canceladas. Após o cancelamento de Agente Carter, ela atuou em Conviction, que também teve seu cancelamento confirmado, mas só que essa foi na primeira temporada mesmo.

Veredito Final

O ponto mais forte da série é usar uma mulher como uma personagem forte como a Peggy Carter. O espectador já conhece as habilidades que ela tem e, ao vê-la rebaixada e ignorada, só fortalece o momento em que Carter é vista pelos outros agentes da forma que nós a vemos.

A série teve uma iniciativa mesmo sendo uma série menor, mas que foi mais direta ao ponto e trouxe bons momentos e boas atuações para os fãs do universo Marvel.

Related posts

Resenha – Power Rangers: RPM

Resenha - Power Rangers: RPM


Resenha - Power Rangers: RPM

Sim amiguinhos. Hoje vamos falar dos heróis que não sangram, mas soltam faíscas. Os heróis que fazem toda uma coreografia para vestir suas roupas. Os heróis com os efeitos especiais mais toscos da TV. Exatamente, vamos falar de Power Rangers. Mais especificamente, Power Rangers: RPM. Vou colocar...

Resenha: 3% – Segunda Temporada (Original Netflix)

Resenha: 3% - Segunda Temporada (Original Netflix)


Resenha: 3% - Segunda Temporada (Original Netflix)

    Muito bem galera! Finalmente saiu a segunda temporada de 3%. E francamente, achei que não teríamos mais essa série, já que faz muito tempo desde que lançou a primeira temporada, que inclusive foi resenhada aqui no site também.   Lembro de ter reclamado das roupas dos militares, ou...

Resenha – Erased (Original Netflix)

Resenha - Erased (Original Netflix)


Resenha - Erased (Original Netflix)

Eu sempre amei histórias que mexem com viagem no tempo. Mas, ultimamente, eu venho preferindo histórias que usam a viagem no tempo apenas como um motor para fazer as coisas andarem, e não como fator principal. E é isso que a série Erased nos trás. Primeiro vou deixar a sinopse aqui e depois eu...