Título e Capa 5
Escrita / Enredo 4
Originalidade 4
Personagens 4
Final 5

Finalmente! Depois de muito tempo e dedicação consegui completar todas as temporadas da minha franquia preferida. Estou me referindo às 6 temporadas das guerras clônicas entre a República e a Federação do Comércio. Mas é necessário assistirmos os filmes de Star Wars para vir a curiosidade de toda essa guerra. Sabemos que o episódio 2 ..

Summary 4.4 great
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 bad

Resenha – Star Wars: The Clone Wars (Série)

Finalmente! Depois de muito tempo e dedicação consegui completar todas as temporadas da minha franquia preferida. Estou me referindo às 6 temporadas das guerras clônicas entre a República e a Federação do Comércio. Mas é necessário assistirmos os filmes de Star Wars para vir a curiosidade de toda essa guerra. Sabemos que o episódio 2 de Star Wars é o mais político de todos, também o mais melação, e que o título guerra dos clones não é exatamente o que se vê, já que só temos alguns minutos dos clones lutando no filme. Isso deixou muita gente chateada. Quando vimos que no episódio três a guerra estava terminada praticamente nos vem a mente: Mas como que ocorreram os plots para terminar uma guerra que foi a maior que a galáxia jamais viu? É nesse momento que devemos nos apegar ao universo expandido. Sei que tem um em série animada, estilo samurai x, mas hoje vou falar da série CGI que é mais belicosa, ao meu ver, é claro. Aqui irei falar de todas as temporadas, assim teremos uma resumão melhor do que presenciei.

Asoka Tano, com novo visual, mais série e madura. totalmente ao contrário das primeiras temporadas.

Os primeiros episódios da série começa bem simples. É previsto que o espectador já tenha assistido o filme do mesmo nome onde vemos Anakin recebendo sua Padawan (a galáxia precisava de mais jedi no campo de batalha, logo precisavam ensinar à todos os padawans). Percebemos que a série nesse momento usou toda sua liberdade criativa, mas o problema será ter que desfazer a ideia de Anakin ter uma Padawan. Sem dizer que a Asoka Tano é muito chata e metida, importunado a todos quando “joga na cara” que é superior hierarquicamente no comando de tropas. Cara, isso me deixou furioso e já me desanimou quanto a essa personagem metida. Vemos também um “Anakin” com pouca experiência. Sem dizer que vemos os androids da república muito bobos e idiotas. Resumindo, essa primeira experiência não foi agradável e  só víamos batalhas, batalhas, batalhas… Os elementos que conhecemos não estão muito presente e percebemos um certo controle em tudo que vemos, nada de extraordinário na primeira temporada. Acho que em toda a primeira temporada, o melhor episodio vai para o intitulado de (soldados reluzentes). Lá vemos que os clones são bons no que fazem. Sem dizer que os personagens (Clones) apresentados lá, serão protagonistas em muitos episódios futuros.

Bom, depois da primeira temporada, se você aguentou, relaxe, a segunda é bem melhor e assim vai sucessivamente, daí em diante que começamos a ver relações com a força e explicações das coisas serem o que são. A interação entre Obiwan e Anakim começa a ser mais acentuada e com muitas intrigas também. Começamos a ver a Percepção do mestre Obiwan com Anakin em relação a ele ser como é. No meu caso eu sempre quis saber o motivo de Obiwan sempre ser tão paciente e mostrar reciproco sobre os dois ( me refiro ao jedi e sua esposa secreta, Amidala). Há episódios em que vemos o olhar de preocupação do mestre com seu amigo. Sem dizer que vemos muito mais das histórias dos personagens que conhecemos . Até mesmo o heroico Yoda ganha espaço nessa obra. Mesmo que no final da série. Mas o mais surpreendente para mim foi os episódios de Darth Maul, já sabia que ele havia sobrevivido, mas nunca o tinha visto e não sabia que nessa série teríamos ele. Foi muito empolgante os episódios em que ele aparece, só não gostei de não terem concluído sobre seu futuro sem ninguém saber ao certo o fim do vilão mais icônico da série. Mas pelo menos gostei do fim que Asoka teve na série, foi algo muito forte e impressionante. O bom que vemos como foi que a Federação do Comércio perdeu seu poder e como que os jedi descobriram que o Darth Sidios é o Imperador. Sem dizer em Qui-Gon Jinn que se mostra em espírito ensinando Yoda.

O que me chamou muito a atenção foram os personagens, que conhecemos em filmes, presentes na série animada, inclusive Saw Guerrera ( personagem de Rogue One) mostrado como o radical da mesma maneira que vimos no filme, sem dizer o Governador Tarkin na série sendo mal como sempre, mesmo do lado dos jedi podíamos ver sua total falta de fé perturbadora e patriotismo.

Mas vale a pena assistir a todos? digo que sim! vale muito, ainda

mais se você é um fã da franquia e tem a oportunidade de assistir. Ainda mais agora que podemos ver em Full HD. Sem dizer que conseguimos ver uma melhora significativa entre uma temporada e outra em relação aos efeitos mostrados. Cada episódio conta com detalhes incríveis e que deixam a série mais real, afinal a parte infantil ficou só na primeira temporada  já que depois dela vemos cada vez menos piadas e mais ação, guerra e intrigas mais complexas. Até os droids de batalha ficaram menos burro e sem piadinhas. Há batalhas que precisam de três episódios para se encerrar! É de encher os olhos de tantas batalhas. Sem dizer também a imersão que temos quando são nos apresentados os mundos dos personagens que só vimos no episódio VI, me refiro ao Almirante Ackbar o Mom Calamari, um dos mais querido de todos. E quem assiste na NetFlix terá uma temporada a mais, já que adicionaram os episódios que ficaram de fora na tv. E são episódios que fecharam com chave de ouro.

Epguide408

Primeira vez que vemos um jedi traidor. Pong Krell

Mas sabe o que é mais desafiador? Tentar descobrir os milhares de “easter eggs” espalhados pelos episódios  tentar descobrir a ordem cronológica de cada episódio, já que elas seguem ordens diferentes. caso queira saber qual a ordem acesse o link aqui e você será levando ao site onde conterá uma lista maravilhosa sobre como assistir os episódios sem dar muita confusão na memória.

Mas é isso pessoal, por hoje encerro com minhas observações sobre a Série Star Wars the Clone Wars, até a próxima e não esqueçam de comentar sobre a série e de se inscrever no nosso site e todo o resto de plataforma que temos para os informar.[/vc_column_text]

Finalmente! Depois de muito tempo e dedicação consegui completar todas as temporadas da minha franquia preferida. Estou me referindo às 6 temporadas das guerras clônicas entre a República e a Federação do Comércio. Mas é necessário assistirmos os filmes de Star Wars para vir a curiosidade de toda essa guerra. Sabemos que o episódio 2 de Star Wars é o mais político de todos, também o mais melação, e que o título guerra dos clones não é exatamente o que se vê, já que só temos alguns minutos dos clones lutando no filme. Isso deixou muita gente chateada. Quando vimos que no episódio três a guerra estava terminada praticamente nos vem a mente: Mas como que ocorreram os plots para terminar uma guerra que foi a maior que a galáxia jamais viu? É nesse momento que devemos nos apegar ao universo expandido. Sei que tem um em série animada, estilo samurai x, mas hoje vou falar da série CGI que é mais belicosa, ao meu ver, é claro. Aqui irei falar de todas as temporadas, assim teremos uma resumão melhor do que presenciei.

Os primeiros episódios da série começa bem simples. É previsto que o espectador já tenha assistido o filme do mesmo nome onde vemos Anakin recebendo sua Padawan (a galáxia precisava de mais jedi no campo de batalha, logo precisavam ensinar à todos os padawans). Percebemos que a série nesse momento usou toda sua liberdade criativa, mas o problema será ter que desfazer a ideia de Anakin ter uma Padawan. Sem dizer que a Asoka Tano é muito chata e metida, importunado a todos quando “joga na cara” que é superior hierarquicamente no comando de tropas. Cara, isso me deixou furioso e já me desanimou quanto a essa personagem metida. Vemos também um “Anakin” com pouca experiência. Sem dizer que vemos os androids da república muito bobos e idiotas. Resumindo, essa primeira experiência não foi agradável e  só víamos batalhas, batalhas, batalhas… Os elementos que conhecemos não estão muito presente e percebemos um certo controle em tudo que vemos, nada de extraordinário na primeira temporada. Acho que em toda a primeira temporada, o melhor episodio vai para o intitulado de (soldados reluzentes). Lá vemos que os clones são bons no que fazem. Sem dizer que os personagens (Clones) apresentados lá, serão protagonistas em muitos episódios futuros.

Momento épico com Qui-Gon Jin e Obiwan Kenobi

Bom, depois da primeira temporada, se você aguentou, relaxe, a segunda é bem melhor e assim vai sucessivamente, daí em diante que começamos a ver relações com a força e explicações das coisas serem o que são. A interação entre Obiwan e Anakim começa a ser mais acentuada e com muitas intrigas também. Começamos a ver a Percepção do mestre Obiwan com Anakin em relação a ele ser como é. No meu caso eu sempre quis saber o motivo de Obiwan sempre ser tão paciente e mostrar reciproco sobre os dois ( me refiro ao jedi e sua esposa secreta, Amidala). Há episódios em que vemos o olhar de preocupação do mestre com seu amigo. Sem dizer que vemos muito mais das histórias dos personagens que conhecemos . Até mesmo o heroico Yoda ganha espaço nessa obra. Mesmo que no final da série. Mas o mais surpreendente para mim foi os episódios de Darth Maul, já sabia que ele havia sobrevivido, mas nunca o tinha visto e não sabia que nessa série teríamos ele. Foi muito empolgante os episódios em que ele aparece, só não gostei de não terem concluído sobre seu futuro sem ninguém saber ao certo o fim do vilão mais icônico da série. Mas pelo menos gostei do fim que Asoka teve na série, foi algo muito forte e impressionante. O bom que vemos como foi que a Federação do Comércio perdeu seu poder e como que os jedi descobriram que o Darth Sidios é o Imperador. Sem dizer em Qui-Gon Jinn que se mostra em espírito ensinando Yoda.

O que me chamou muito a atenção foram os personagens, que conhecemos em filmes, presentes na série animada, inclusive Saw Guerrera ( personagem de Rogue One) mostrado como o radical da mesma maneira que vimos no filme, sem dizer o Governador Tarkin na série sendo mal como sempre, mesmo do lado dos jedi podíamos ver sua total falta de fé perturbadora e patriotismo.

Mas vale a pena assistir a todos? digo que sim! vale muito, ainda mais se você é um fã da franquia e tem a oportunidade de assistir. Ainda mais agora que podemos ver em Full HD. Sem dizer que conseguimos ver uma melhora significativa entre uma temporada e outra em relação aos efeitos mostrados. Cada episódio conta com detalhes incríveis e que deixam a série mais real, afinal a parte infantil ficou só na primeira temporada  já que depois dela vemos cada vez menos piadas e mais ação, guerra e intrigas mais complexas. Até os droids de batalha ficaram menos burro e sem piadinhas. Há batalhas que precisam de três episódios para se encerrar! É de encher os olhos de tantas batalhas. Sem dizer também a imersão que temos quando são nos apresentados os mundos dos personagens que só vimos no episódio VI, me refiro ao Almirante Ackbar o Mom Calamari, um dos mais querido de todos. E quem assiste na NetFlix terá uma temporada a mais, já que adicionaram os episódios que ficaram de fora na tv. E são episódios que fecharam com chave de ouro.

Mas sabe o que é mais desafiador? Tentar descobrir os milhares de “easter eggs” espalhados pelos episódios  tentar descobrir a ordem cronológica de cada episódio, já que elas seguem ordens diferentes. caso queira saber qual a ordem acesse o link aqui e você será levando ao site onde conterá uma lista maravilhosa sobre como assistir os episódios sem dar muita confusão na memória.

Mas é isso pessoal, por hoje encerro com minhas observações sobre a Série Star Wars the Clone Wars, até a próxima e não esqueçam de comentar sobre a série e de se inscrever no nosso site e todo o resto de plataforma que temos para os informar.

Finalmente! Depois de muito tempo e dedicação consegui completar todas as temporadas da minha franquia preferida. Estou me referindo às 6 temporadas das guerras clônicas entre a República e a Federação do Comércio. Mas é necessário assistirmos os filmes de Star Wars para vir a curiosidade de toda essa guerra. Sabemos que o episódio 2 de Star Wars é o mais político de todos, também o mais melação, e que o título guerra dos clones não é exatamente o que se vê, já que só temos alguns minutos dos clones lutando no filme. Isso deixou muita gente chateada. Quando vimos que no episódio três a guerra estava terminada praticamente nos vem a mente: Mas como que ocorreram os plots para terminar uma guerra que foi a maior que a galáxia jamais viu? É nesse momento que devemos nos apegar ao universo expandido. Sei que tem um em série animada, estilo samurai x, mas hoje vou falar da série CGI que é mais belicosa, ao meu ver, é claro. Aqui irei falar de todas as temporadas, assim teremos uma resumão melhor do que presenciei.

Os primeiros episódios da série começa bem simples. É previsto que o espectador já tenha assistido o filme do mesmo nome onde vemos Anakin recebendo sua Padawan (a galáxia precisava de mais jedi no campo de batalha, logo precisavam ensinar à todos os padawans). Percebemos que a série nesse momento usou toda sua liberdade criativa, mas o problema será ter que desfazer a ideia de Anakin ter uma Padawan. Sem dizer que a Asoka Tano é muito chata e metida, importunado a todos quando “joga na cara” que é superior hierarquicamente no comando de tropas. Cara, isso me deixou furioso e já me desanimou quanto a essa personagem metida. Vemos também um “Anakin” com pouca experiência. Sem dizer que vemos os androids da república muito bobos e idiotas. Resumindo, essa primeira experiência não foi agradável e  só víamos batalhas, batalhas, batalhas… Os elementos que conhecemos não estão muito presente e percebemos um certo controle em tudo que vemos, nada de extraordinário na primeira temporada. Acho que em toda a primeira temporada, o melhor episodio vai para o intitulado de (soldados reluzentes). Lá vemos que os clones são bons no que fazem. Sem dizer que os personagens (Clones) apresentados lá, serão protagonistas em muitos episódios futuros.

Bom, depois da primeira temporada, se você aguentou, relaxe, a segunda é bem melhor e assim vai sucessivamente, daí em diante que começamos a ver relações com a força e explicações das coisas serem o que são. A interação entre Obiwan e Anakim começa a ser mais acentuada e com muitas intrigas também. Começamos a ver a Percepção do mestre Obiwan com Anakin em relação a ele ser como é. No meu caso eu sempre quis saber o motivo de Obiwan sempre ser tão paciente e mostrar reciproco sobre os dois ( me refiro ao jedi e sua esposa secreta, Amidala). Há episódios em que vemos o olhar de preocupação do mestre com seu amigo. Sem dizer que vemos muito mais das histórias dos personagens que conhecemos . Até mesmo o heroico Yoda ganha espaço nessa obra. Mesmo que no final da série. Mas o mais surpreendente para mim foi os episódios de Darth Maul, já sabia que ele havia sobrevivido, mas nunca o tinha visto e não sabia que nessa série teríamos ele. Foi muito empolgante os episódios em que ele aparece, só não gostei de não terem concluído sobre seu futuro sem ninguém saber ao certo o fim do vilão mais icônico da série. Mas pelo menos gostei do fim que Asoka teve na série, foi algo muito forte e impressionante. O bom que vemos como foi que a Federação do Comércio perdeu seu poder e como que os jedi descobriram que o Darth Sidios é o Imperador. Sem dizer em Qui-Gon Jinn que se mostra em espírito ensinando Yoda.

O que me chamou muito a atenção foram os personagens, que conhecemos em filmes, presentes na série animada, inclusive Saw Guerrera ( personagem de Rogue One) mostrado como o radical da mesma maneira que vimos no filme, sem dizer o Governador Tarkin na série sendo mal como sempre, mesmo do lado dos jedi podíamos ver sua total falta de fé perturbadora e patriotismo.

Mas vale a pena assistir a todos? digo que sim! vale muito, ainda mais se você é um fã da franquia e tem a oportunidade de assistir. Ainda mais agora que podemos ver em Full HD. Sem dizer que conseguimos ver uma melhora significativa entre uma temporada e outra em relação aos efeitos mostrados. Cada episódio conta com detalhes incríveis e que deixam a série mais real, afinal a parte infantil ficou só na primeira temporada  já que depois dela vemos cada vez menos piadas e mais ação, guerra e intrigas mais complexas. Até os droids de batalha ficaram menos burro e sem piadinhas. Há batalhas que precisam de três episódios para se encerrar! É de encher os olhos de tantas batalhas. Sem dizer também a imersão que temos quando são nos apresentados os mundos dos personagens que só vimos no episódio VI, me refiro ao Almirante Ackbar o Mom Calamari, um dos mais querido de todos. E quem assiste na NetFlix terá uma temporada a mais, já que adicionaram os episódios que ficaram de fora na tv. E são episódios que fecharam com chave de ouro.

Mas sabe o que é mais desafiador? Tentar descobrir os milhares de “easter eggs” espalhados pelos episódios  tentar descobrir a ordem cronológica de cada episódio, já que elas seguem ordens diferentes. caso queira saber qual a ordem acesse o link aqui e você será levando ao site onde conterá uma lista maravilhosa sobre como assistir os episódios sem dar muita confusão na memória.

Mas é isso pessoal, por hoje encerro com minhas observações sobre a Série Star Wars the Clone Wars, até a próxima e não esqueçam de comentar sobre a série e de se inscrever no nosso site e todo o resto de plataformas que possuímos.

Related posts

Crítica: O Matador (Netflix)

Crítica: O Matador (Netflix)


Crítica: O Matador (Netflix)

  Bem-vindos amigos do Mundo das Resenhas!! Hoje iremos falar sobre o melhor filme de Bang-Bang que você vai ver aqui nas terras Tupiniquins! Isso mesmo, um filme brasileiro de Bang-Bang.   A primeira vez que vi um filme brasileiro de “bang-bang” foi no canal cultura numa tarde de domingo. Eu...

Crítica – Creed: Nascido Para Lutar

Crítica - Creed: Nascido Para Lutar


Crítica - Creed: Nascido Para Lutar

Olá amiguinhos. Entrem no Youtube, pesquisem Gonna Fly e escutem esse hino enquanto fazem a leitura de mais uma crítica aqui no Mundo das Resenhas. Hoje vamos falar sobre um filme que veio como uma surpresa para os amantes de boxe e Sylvester Stallone. Creed: Nascido para Lutar. Vou colocar a...

Crítica: A Morte te dá Parabéns

Crítica: A Morte te dá Parabéns


Crítica: A Morte te dá Parabéns

"A morte te dá parabéns" conta a história de Tree, uma jovem universitária que vive a vida sendo egoísta, arrogante e maltratando as pessoas a sua volta, inclusive o pai que ela ignora até metade do filme. Além do gênio difícil, a protagonista vive o famoso clichê, que atualmente deixou de...