Título e Capa 4
Escrita / Enredo 4
Originalidade 3
Personagens 4
Final 4

******************************NÃO contém spoiler****************************** Roteiro e direção: Rob Letterman / Produção: Mary Parent e Cale Boyter / Duração: 1h35min  Elenco: Justice Smith, Ryan Reynolds, Kathryn Stevens, Bill Nighy, Karan Soni, Omar Chaparro Nunca fui um fã de Pokémon como fui de outros desenhos como Dragon Ball, Digimon e outros. Mas cresci assistindo ao desenho mesmo que ..

Summary 3.8 Ótimo
Título e Capa 5
Escrita / Enredo 4.5
Originalidade 4.5
Personagens 4.5
Final 4.5
Summary rating from 2 user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 4.6 Incrível

Detetive Pikachu: Bom sem ser exagerado.

******************************NÃO contém spoiler******************************

Roteiro e direção: Rob Letterman / Produção: Mary Parent e Cale Boyter / Duração: 1h35min 

Elenco: Justice Smith, Ryan Reynolds, Kathryn Stevens, Bill Nighy, Karan Soni, Omar Chaparro

Nunca fui um fã de Pokémon como fui de outros desenhos como Dragon Ball, Digimon e outros. Mas cresci assistindo ao desenho mesmo que não de forma tão assídua. Por este motivo, não consegui conter minha empolgação quando anunciado o lançamento de um live-action desta famosa franquia. Fiquei animado e com o pé atrás ao mesmo tempo, afinal de contas, já tivemos ao longo dos anos uma enxurrada de decepções acerca de adaptações desse tipo. Quando anunciado que o filme não seguiria os passos de Ash, o clássico protagonista dos animes e sua trupe, fiquei bem incomodado e muito chateado, pois qual a dificuldade de agraciar aos fãs com uma adaptação que nos entregasse as versões humanas desses icônicos personagens?

Ao ver ao trailer me animei mais um pouco… gostei dos visuais fieis dos Pokémons e de como o CGI estava excelente. O trailer elevou minhas expectativas e o filme conseguiu chegar quase perto de supri-las. A trama de Detetive Pikachu é inspirada no game de mesmo nome lançado para Nintendo 3DS cuja história é praticamente a mesma do filme, se focando inclusive no mesmo protagonista do jogo, Tim Goodman (Justice Smith) e seu parceiro Pikachu (Ryan Reynolds), uma dupla dinâmica de detetives. No longa acompanhamos o jovem se unindo ao famoso Pokémon na intenção de investigar a morte de seu pai. Temos um Pikachu que conversa normalmente e que rouba a cena, algo já esperado.

Temos algumas referências fabulosas não somente ao anime como também aos jogos e aos filmes, como “Pokémon The Movie” lançado em 2000. Inclusive, fica mais do que claro que o filme se passa no mesmo universo, tudo está interligado, o que é fantástico e o que desperta uma ponta de esperança de vermos os personagens clássicos nas possíveis sequencias.

Os diálogos estão engraçados, os Pokémons estão incríveis e o universo cinematográfico é fascinante e mágico. A direção é boa e as atuações não são espetaculares, mas não são ruins, são agradáveis. O filme tem uma pecada leve, bem infanto-juvenil, o que seria estranho se não fosse dessa forma, o que me deixa pensativo quando me deparo com reclamações de que o filme se foca demais nesse público alvo. Acredito que esta tenha sido uma decisão assertiva, apesar de entender que este foco pode acabar impedindo que o filme alcance maiores bilheterias, mesmo que ele já esteja sendo considerado um sucesso e que uma continuação já tenha sido anunciada.

A trama tem bons plot-twists, vilões bacanas, e enquanto assistia ao filme senti uma nostalgia gigantesca. Conforme citado no primeiro parágrafo, fiquei aguardando e senti sim falta de mais fan-service. Fiquei caçando o tempo todo o máximo de referências possíveis e queria MUITO ter ouvido ou pescado algo sobre Ash. Inclusive gostaria de ter ouvido a clássica música da abertura do anime de forma mais empolgante, seja no início ou no final do longa. E que falta senti da equipe Rocket (:/). O filme é bom, nada além disso, diverte e é refrescante como adaptação. Tem uma vibe bem “Sessão da Tarde” e eu com certeza o reverei, seja no cinema novamente ou na televisão. Um bom filme para assistir com toda a família. A criançada irá adorar… a diversão é garantida!

Compartilhe
Share

Related posts

RESENHA: O NOME DA ROSA – UMBERTO ECO

RESENHA: O NOME DA ROSA - UMBERTO ECO

O Nome da Rosa é o primeiro romance escrito pelo italiano Umberto Eco e publicado em 1980. Muito aclamado pela crítica (e com razão), o romance conta a história do monge Adso de Melk que acompanha o seu mestre Guilherme de Baskerville na resolução de um mistério. Umberto Eco retrata a história...

Lista Atualizada das Séries de Harlan Coben

Lista Atualizada das Séries de Harlan Coben

Um das Maiores autores de livros, Harlan Coben, de romances policiais de todos os tempos, está cada vez mais aparecendo como escritor de roteiros para séries e também está tendo vários livros sendo adaptados para as telinhas de streaming (Netflix atualmente). Então resolvemos fazer uma pequena...

Crítica: Janela Indiscreta – Alfred Hitchcock

Crítica: Janela Indiscreta - Alfred Hitchcock

Janela Indiscreta (Rear Window, no original) é um filme de suspense produzido por Alfred Hitchcock em 1954. O longa recebeu uma classificação etária de 12 anos e possui duração de 112 minutos. Sobre o Enredo Jeff (James Stewart) é um fotógrafo imobilizado devido a uma perna fraturada...

Leave a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.