Título e Capa 5
Escrita / Enredo 5
Originalidade 5
Personagens 4
Final 4

******************************NÃO contém spoiler***************************** (CONFIRA A RESENHA DE PETER PAN [OBRA ORIGINAL] CLICANDO AQUI) *** Autor: Régis Loisel / HQ baseada na obra de James Matthew Barrie Editora: Vents d’Ouest / Gênero: Fantasia / Idioma: Francês / 336 páginas   Tal HQ já foi publicada no Brasil pela editora NEMO / Grupo Autêntica em 4 volumes  ..

Summary 4.6 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

(HQ) Peter Pan: Nascemos monstros ou é a sociedade que nos transforma neles?

******************************NÃO contém spoiler*****************************

(CONFIRA A RESENHA DE PETER PAN [OBRA ORIGINAL] CLICANDO AQUI)

***

Autor: Régis Loisel / HQ baseada na obra de James Matthew Barrie

Editora: Vents d’Ouest / Gênero: Fantasia / Idioma: Francês / 336 páginas

 

Tal HQ já foi publicada no Brasil pela editora NEMO / Grupo Autêntica em 4 volumes 

Quando decidi ler a adaptação em nona arte de Peter Pan de Régis Loisel, esperava encontrar apenas a transcrição ilustrada do clássico de J. M. Barrie. Mas o que encontrei foi algo superior a obra original. A respectiva HQ me surpreendeu pela audácia do autor em não apresentar mais do mesmo, além de se aprofundar na narrativa e entregar respostas de questões tratadas de maneira subjetiva na obra-prima infantil.

Funcionando como um prelúdio, Peter Pan em HQ traz backgrounds pesados que nos possibilitam entendermos melhor toda a repugnância do personagem título em relação aos adultos. Acompanhamos de maneira ácida e cruel toda sua infância, repleta de torturas psicológicas por parte da mãe, de abusos sexuais por parte de diversos personagens e sua constante fuga para pensamentos fantasiosos que funcionam como válvulas de escape, resultados de traumas decorrentes das diversas aprovações que a vida lhe impõe.

Com diálogos e cenas pesadas e repletas de significados sexuais, Loisel narra uma trágica infância que colabora para a formação de alguém que se nega a crescer por simplesmente enxergar tal fase como a mais pura representação da corrupção humana. Peter Pan (a obra original) não é um clássico infantil com passagens leves e com um protagonista o qual as crianças devem se inspirar. Ele é cruel, assassina adultos e sente prazer em tal ato. Esquece do que faz e segue em frente como se tudo não passasse de mera brincadeira. No âmbito psicológico, trata-se de um comportamento que funciona como a revanche de traumas não superados. Mas quando lemos a obra de J. M. Barrie, o máximo que podemos fazer é nos questionarmos. Por que tanta resistência e a constante negação em crescer? De onde vem tamanha repugnância por adultos e pela figura materna? No caso da HQ de Loisel, estas questões se fazem desnecessárias, já que a proposta de tal adaptação é exatamente respondê-las.

Temos a realidade se contrapondo ao fantástico. Temos dois Peter-Pans em um. Enquanto na Londres Dickensiana acompanhamos uma criança tentando se encaixar no meio das imundícias e crueldades da famosa cidade, em Neverland (Terra do Nunca) temos a fantasia à flor da pele. Criaturas mitológicas, uma ilha mágica, tesouros, sereias, fadas, piratas, índios… todos convivendo e lutando para encontrarem um novo líder que deve defender o maior de seus tesouros, que se não protegido, colocaria em cheque suas existências. Uma trama bem arquiteta que aborda temas polêmicos; que diverte, que choca e que nos faz pensar sobre nossos papéis como seres-humanos / cidadãos. O tema é complexo, mas necessário. Nascemos monstros ou é a sociedade que nos transforma neles?

Temos a origem de diversos personagens. Passando por Peter-Pan, Sininho (outra louca e assassina) e até o fabuloso Capitão-Gancho. As respostas são convincentes e tal HQ consegue apresentar ainda mais peso do que a obra a qual ela se inspirou. Loisel também insere em sua já pesada e dramática versão um elemento histórico que chocou não somente Londres em 1888, como o mundo inteiro. Um elemento enriquecedor.  A trama tem seus momentos cômicos, cenas imortalizadas que se repetem aqui, mas possui uma carga psicológica complicada de ser digerida. Tanto a obra original quanto a adaptação em quadrinhos que aqui resenho, devem ser lidas, analisadas e problematizadas. Diferente do que muitos acreditam, Peter Pan não se trata de uma estória sobre manter a inocência e abraçar a imaginação. Trata-se de uma narrativa sobre negação. A recusa de crescer e seguir em frente.

Compartilhe
Share

Related posts

O BEIJO DAS SOMBRAS – RICHELLE MEAD

O BEIJO DAS SOMBRAS - RICHELLE MEAD


O BEIJO DAS SOMBRAS - RICHELLE MEAD

A Escola São Vladimir não é uma escola como outra qualquer. É um esconderijo onde vampiros aprender a controlar seus poderes e dampiros são treinados para protege-los. Rose Hathaway é uma dampira, guarda-costas de sua melhor amiga, Lissa, uma princesa vampira Moroi. Há dois anos elas estão...

Meio Sol Amarelo: A obra que precisa ser lida!

Meio Sol Amarelo: A obra que precisa ser lida!


Meio Sol Amarelo: A obra que precisa ser lida!

******************************NÃO contém spoiler****************************** Autora: Chimamanda Ngozi Adiche Editora: Companhia das Letras / Gênero: Ficção histórica / Idioma: Português / 504 páginas Falou em Chimamanda Ngozi Adiche eu já começo a leitura esperando o melhor do melhor...

As Mentiras de Locke Lamora (Nobres Vigaristas #01) : Li errado?

As Mentiras de Locke Lamora (Nobres Vigaristas #01) : Li errado?


As Mentiras de Locke Lamora (Nobres Vigaristas #01) : Li errado?

******************************NÃO contém spoiler****************************** Autor: Scott Lynch Editora: Arqueiro / Gênero: Fantasia / Idioma: Português / 464 páginas As Mentiras de Locke Lamora muito mais do que um livro de fantasia hypado, é um romance fantástico que ocupa no meio...

Leave a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.