Mundo das Resenhas
O Castelo Animado, Diana Wynne Jones O Castelo Animado, Diana Wynne Jones
Surpresas podem se esconder sob uma cara de mau, um rosto enrugado ou um castelo encantado… Certo dia, enquanto trabalhava entediada na chapelaria da... O Castelo Animado, Diana Wynne Jones

Surpresas podem se esconder sob uma cara de mau, um rosto enrugado ou um castelo encantado… Certo dia, enquanto trabalhava entediada na chapelaria da família, a jovem Sophie é surpreendida pela perversa Bruxa das Terras Desoladas. Por motivos que ela desconhece, a Bruxa a transforma numa velha de 90 anos, e Sophie não vê outra saída senão fugir para evitar a dor de não ser reconhecida por suas irmãs. Vagando sem rumo, a “jovem senhora” acaba na porta dos fundos do castelo do terrível Mago Howl, conhecido por devorar o coração das moças do povoado. Assim começa a mágica aventura de O castelo animado. Sophie, Howl, Calcifer e todos os personagens desta história estão prontos para mostrar que é possível encontrar humanidade e compaixão dentro de cada um.

Primeiro livro da trilogia.

Sophie Hatter é a mais velha de três irmãs. Ela e sua madrasta, Fanny administram a chapelaria que pertencera outrora ao seu falecido pai. Certo dia, Fanny chama as filhas para conversar, afinal, já está na hora de decidir o futuro das três meninas.

Martha, a caçula, será enviada para aprender feitiçaria com a Sra. Fairfax, Lettie, a mais bela das garotas, irá trabalhar na Confeitaria Cesari e, a mais responsável, Sophie, que herdara a chapelaria, terá que ficar com Fanny e ajudá-la na confecção dos chapéus e na administração do local.

Apesar de ter ficado “presa” a chapelaria, Sophie não vê um futuro melhor para si. Ela gostou bastante do que Fanny propôs e entendeu que a madrasta fez o melhor que pôde para ajudar suas irmãs.

Sophie, ao ouvir, sentiu que Fanny havia resolvido tudo exatamente como deveria ser. Lettie, como a segunda filha, não tinha grandes chances de conquistar muito, então Fanny a colocou num local onde pudesse encontrar um jovem e belo aprendiz e viver feliz para sempre. Martha, destinada a se dar bem e fazer fortuna, teria a feitiçaria e amigos ricos para ajudá-la.

Sophie não esperava que seus dias se tornassem tão cansativos e sem graça. Ela vive apenas para trabalhar, não tem amigos e nem mesmo recebe um salário. Quando enfim decide visitar sua irmã Martha, ela percebe haver um mundo do lado de fora da chapelaria, mesmo que esse mundo ainda a assuste.

O Castelo Animado, Diana Wynne Jones

Ingary, onde ela vive, é um local repleto de criaturas curiosas, magos, feiticeiras e bruxas. Maldições e feitiços fazem parte do cotidiano da maioria dos moradores, por isso, quando Sophie se depara com um lindo rapaz de cabelos louros, ela decide escapar de suas investidas.

O dia da garota se torna um turbilhão de sentimentos e descobertas, afinal, quando chega na Confeitaria Cesari ela descobre que, ao invés de Lettie, é Martha quem está trabalhando lá. A caçula usou um feitiço para parecer com a irmã Lettie e ambas trocaram de lugar, pois desejavam um futuro diferente. Quando retorna à noite, Sophie se sente confusa e irritada com as coisas que escutou, por isso, quando uma curiosa senhora entra na chapelaria e não se agrada com os chapéus, Sophie decide tratá-la com igual desprezo. A jovem é amaldiçoada pela senhora, que, na verdade, é a temida Bruxa das Terras Desoladas, e se transforma em uma idosa de 90 anos.

Sophie dirigiu-se ao espelho e percebeu que caminhava com dificuldade. O rosto no espelho refletia calma, pois ali estava o que ela esperava ver. Era o rosto de uma velha macilenta, murcho e encardido, emoldurado pelos cabelos brancos ralos.

No dia seguinte, vovó Sophie parte para um local onde ninguém a reconheça. Ela não tem ideia de para onde está indo, mas em sua jornada e, principalmente por estar com frio, fome e querendo evitar pernoitar na estrada, a ideia de invadir o castelo do temido Howl não lhe parece tão assustadora.

Após ser recebida por Calcifer, o demônio do fogo, e fazer um acordo com ele, Sophie percebe que precisa encontrar maneiras de permanecer no castelo. Primeiro ela convence Michael, um adolescente aprendiz de feitiçaria, depois, precisa se mostrar útil para Howl e, para isso, ela se torna a faxineira do castelo.

Ela devia agradecer às suas estrelas a feliz escapada que tivera, supunha, mas, na verdade, seu principal pensamento era: Santo Deus! O mago Howl é só um garoto de vinte e poucos anos, com toda a sua pervercidade. Fazia tanta diferença ser velha, pensou ela, enquanto virava as fatias de bacon na frigideira. E ela teria morrido antes de permitir que esse garoto vestido com exagero soubesse que ela era a garota de quem ele sentira pena no Primeiro de Maio. Corações e almas não entravam nessa história. Howl não ia saber.

No decorrer da história, Sophie entende que suas primeiras impressões e os boatos em relação a Howl são equivocados. A vovó também percebe que, pela primeira vez, está vivendo de verdade e que o mundo é bem maior do que sua chapelaria.

O Castelo animado é um livro maravilhoso, cheio de profundidade, cenas engraçadas e fantasiosas. Os personagens foram bem construídos, a narrativa é fluída e viciante.

Você também pode avaliar a obra, vote! .
0 / 5 Avaliações: 0 0

Your page rank:

Compartilhe
Share

Sthephanie Figueiredo

0 0 votos
Article Rating
Inscrever.
Notificação de:
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Share
0
Adoraria ver seu comentário ♥x
()
x
%d blogueiros gostam disto: