Mundo das Resenhas
Recursão – Blake Crouch | A ilógica mais lógica que já li. Recursão – Blake Crouch | A ilógica mais lógica que já li.
5
******************************NÃO contém spoiler****************************** Autor: Blake Crouch Editora: Intrínseca / Gênero: Ficção-científica / Idioma: Português / 320 páginas Imagine se da noite pro dia você... Recursão – Blake Crouch | A ilógica mais lógica que já li.

******************************NÃO contém spoiler******************************

Autor: Blake Crouch

Editora: Intrínseca / Gênero: Ficção-científica / Idioma: Português / 320 páginas

Imagine se da noite pro dia você e milhares de outras pessoas ao redor do mundo começassem a ter memórias de uma vida que nunca viveram? Casamentos e filhos que nunca se concretizaram. Carreiras, amizades e caminhos nunca traçados provenientes de memórias tão vivídas de vidas nunca vividas. O que é realmente verdade e qual vida é a verdadeira? Blake Croucho mesmo autor de outro grande hype da ficção-científica dos últimos anos, o famigerado Matéria Escura – volta com Recursão, outro grande thriller cintífico que nos mergulha em uma trama eletrizante, onde nada parece ser o que é. Frenética, intrincada e cheia de surpresas a cada virar de páginas, a obra torna-se com rapidez uma narrativa viciante onde largá-la se torna um ato impossível até lermos a última página. A sede por respostas e o plot genial e muito bem trabalhado pelo autor, nos movimenta ao longo da leitura de forma imersiva e reflexiva, trazendo bons momentos de suspense e adrenalina ininterruptas.

Se comparada com sua obra antecessora – que também gostei demais, tendo poucas ressalvas – posso dizer que senti um amadurecimento quanto a narrativa do escritor, principalmente no que tange seu desenvolvimento como um todo; entregando na obra atual bons desdobramentos e um desfecho que pra mim soou como algo mais planejado e tangível. A forma como os personagens são posicionados, fizeram com que a mesma se tornasse mais sólida e com um impacto maior quanto aos acontecimentos da história. Não espere uma obra com fortes explicações científicas que te farão enlouquecer enquanto tenta decifrar e entender por completo os enigmas apresentados. Os mistérios e as aguardadas explicações existem, mas são de fáceis assimilações, o que distancia Recursão das ficções-cinetíficas tidas como hard, tornando-a uma boa escolha para quem deseja começar a ler o gênero de Issac Asimov. O que você irá encontrar é uma trama de ação e reviravoltas alucinantes a respeito de personagens que tentam entender seus lugares em um mundo que parece se desintegrar com rapidez.

Sendo um vício total, Recursão é uma obra que indico sem pensar duas vezes. Com pouquíssimas ressalvas, a loucura de Blake Crouch é o tipo de livro que vale toda a hype que possui, e o tipo de narrativa que realmente não dá pra deixar passar. Com excessão de algumas repetições ao longa da trama – que fazem sentido, mas que me deram uma cansada – o livro aqui resenhado vale cada segundo do tempo investido. Diálogos excelentes, teorias mirabolantes e empolgantes, cenas de ação bem elaboradas e personagens bacanas que se complementam e que não soam em momento algum como unilaterais. As questões do livro são simples, bem pensadas e trazem o peso narrativo que a obra necessita.

O que é passado, presente e futuro? A qual realidade pertercemos? Não seria o presente o nosso já passado? Ou o passado é o nosso presente e o futuro é o presente que já vivemos e que se tornou o passado? Como dizia Einstein, a distinção entre passado, presente e futuro é apenas uma ilusão persistente. Talvez uma ilógica que insistimos em tentar ententer, mas que está além da compreensão humana, já que esbarra em nossas limitações temporais e humanas. Se ainda tem dúvida se deve ou não ler Recursão, te digo que a mesma é a ilógica mais lógica que já li, e que você e todo mundo também deveria ler. Uma ficção-científica acessível, que mostra com maestria a força de uma boa narrativa.

 

 

Você também pode avaliar a obra, vote! .
0 / 5 Avaliações: 0

Your page rank:

Compartilhe
Share

Fernando Lafaiete

O que vocês devem saber sobre mim? Me Chamo Fernando Henrique Lafaiete, mas vocês podem me chamar de China. Apelido este, dado pelos meus melhores amigos. Sou viciado em leitura, sou poliglota, auditor de hotel, professor de inglês, fã de fantasia, fã de livros policiais, fã de YA, fã terror e fã de clássicos. Luto ao máximo contra o preconceito literário que alimenta a conduta dos pseudo-intelectuais e sou fã de animes e qualquer coisa que envolva super-heróis. Amo escrever todo tipo de texto, em especial resenhas. Espero que minhas opiniões sejam de alguma valia para todos que tiverem acesso as mesmas. Sou sempre sincero e me comprometo a dividir minhas opiniões da maneira mais verdadeira possível. Agradeço o convite para fazer parte do grupo de resenhistas do site e que minha presença aqui seja duradoura.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share
%d blogueiros gostam disto: