Título e Capa 3
Escrita / Enredo 4
Originalidade 4
Personagens 4
Final 4

“A Batalha dos Mortos”, dá continuidade ao livro “O Vale dos Mortos”, do autor nacional “Rodrigo de Oliveira”. Neste volume, passou-se praticamente um ano desde que o apocalipse zumbi teve início e as feras começaram a assolar a terra. Voltamos a ver a saga de sobrevivência dos habitantes do condomínio Colinas, liderados por Ivan e ..

Summary 3.8 Ótimo
Título e Capa 3
Escrita / Enredo 4
Originalidade 4
Personagens 4
Final 4
Summary rating from 1 user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 3.8 Ótimo

Resenha: A Batalha dos Mortos – Rodrigo de Oliveira;

a-batalha-dos-mortos-rodrigo-de-oliveira“A Batalha dos Mortos”, dá continuidade ao livro “O Vale dos Mortos”, do autor nacional “Rodrigo de Oliveira”.
Neste volume, passou-se praticamente um ano desde que o apocalipse zumbi teve início e as feras começaram a assolar a terra. Voltamos a ver a saga de sobrevivência dos habitantes do condomínio Colinas, liderados por Ivan e Estela (muito metidos a herói pro meu gosto) e são inseridos novos personagens na trama. Acho que metade do livro é voltado a esses novos personagens, que são os presidiários, que bem como Ivan, vivem numa “fortaleza”, com armas e longe dos zumbis, embora a maioria seja mais cruel do que os “desalmados”. (Quem já leu o livro, entenderá a referência).
A história é alternada entre a narração da vida de Isabel, nova personagem inserida na história, que relata toda a sua trajetória, desde o primeiro dia do apocalipse, até sua passagem pelo campo de concentração, ops, quero dizer, ao local que os ex presidiários “governam” e entre Ivan e Estela, os personagens principais do primeiro livro.
Essa alternância de narrativa de acontecimentos, ora voltando ao passado de Isabel, ora indo para o presente dos sobreviventes do condomínio Colinas, é bem dinâmica e faz o livro passar, que você nem vê.
Novos fatos sobre o surgimento dos zumbis são abordados e questionados, mas muito brevemente.
Tenho minhas críticas, é claro. Acredito que está rolando uma “heroização” (palavras esta que acabei de inventar, cujo significado é querer a todo custo tornar o personagem no herói incrível, o Batman do Brasil), dos personagens principais, Ivan e Estela, chega a ficar exagerado.
E é claro, o fato da história, que já é uma ficção, estar se encaminhando para uma ficção EXTREMA. Vide terceiro livro da série (não me responsabilizo por spoillers).
No geral, o livro é bom, mas é aquela coisa né, quando se começa a querer forçar muito a barra numa história, você pode acabar estragando-a.
Espero que minhas suspeitas estejam erradas e isso não venha a acontecer!
Bom, é isso! Confiram abaixo a sinopse oficial deste livro e até a próxima resenha!

“Ano 2018. A passagem de um planeta próximo da órbita da Terra, o que era para ser um dia de festa…
Pessoas do mundo inteiro prepararam-se para um espetáculo astronômico mas o evento se transforma num pesadelo. Um dia após à maior aproximação do planeta, um imenso calor sobrevêm e 2/3 de todas as pessoas do mundo transformam-se em zumbis.
Em São José dos Campos, um grupo cria um centro de refugiados para milhares de pessoas… eles reuniram condições de sobrevivência com água, alimentos e criaram uma grande fortaleza. Agora dedicam-se a encontrar outros focos de resistência e ajudar peregrinos do grande apocalipse. Eles não sabem, mas essa pode ser a maior comunidade de vivos na face da terra.
No entanto, próximo a eles, uma outra resistência – perversa e potente -, também cresce. Um grande Comando do Exército é tomado por criminosos do presidio de segurança máxima de Taubaté. Eles resistiram aos zumbis, escravizaram outros humanos e, fortemente armados, se tornam uma ameaça letal à comunidade vizinha.
Uma batalha está para acontecer. Um cerco para salvar vidas. E em meio a isso, inúmeras histórias de pessoas vivendo em situações-limite, muito além da sua imaginação.”

Fiquem com Booktrailer do terceiro livro da Série: A Senhora dos Mortos

Compartilhe
Share

Related posts

Starters – Lissa Price: Vale a Pena a leitura? #12

Starters - Lissa Price: Vale a Pena a leitura? #12


Starters - Lissa Price: Vale a Pena a leitura? #12

STARTERS DE LISSA PRICE - FINAL DIGNO DE UM OSCAR Resenha postadas originalmente em: 07 de Janeiro de 2015. Em STARTERS, um míssil esporo varreu todos os cidadãos não vacinados e deixou apenas adolescentes e os muito velhos vivos. Os idosos são chamados de Enders, eles administram...

RESENHA – NASCIDA À MEIA NOITE – C.C. HUNTHER

RESENHA - NASCIDA À MEIA NOITE - C.C. HUNTHER


RESENHA - NASCIDA À MEIA NOITE - C.C. HUNTHER

“Kylie Galen está na pior. Seus pais vão se divorciar, seu namorado acaba de romper com ela e, uma noite depois de ser presa por estar na festa errada, com as pessoas erradas e na hora errada, sua mãe a manda para Shadow Falls -um acampamento para adolescentes problemáticos, localizado numa...

Macunaíma: O retrato cultural de uma nação

Macunaíma: O retrato cultural de uma nação


Macunaíma: O retrato cultural de uma nação

******************************NÃO contém spoiler****************************** Macunaíma: O Herói Sem Nenhum Caráter Autor: Mário de Andrade Editora: Penguin Companhia / Gênero: Clássicos brasileiros / Idioma: Português / 232 páginas Bordão do protagonista: "Ai que...

Leave a comment