Mundo das Resenhas
Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown
Para quem gosta de um bom romance com muita aventura, perigo e vampiros, A Menina Mais Fria De Coldtown de Holly Black é uma... Resenha: A Menina Mais Fria De Coldtown

RESENHA DO LIVRO A MENINA MAIS FRIA DE COLDTOWN - HOLLY BLACKPara quem gosta de um bom romance com muita aventura, perigo e vampiros, A Menina Mais Fria De Coldtown de Holly Black é uma ótima escolha. Com capítulos intercalados entre os acontecimentos atuais e flashbacks que dão sentido a história, o livro narra em terceira pessoa a história de Tana, uma garota que fará de tudo para ajudar aqueles que gosta evitando a todo custo se tornar uma vampira.

Os personagens são fascinantes, ao mesmo tempo encantadores e misteriosos. A forma como as cenas são descritas é perfeita, dando detalhes minuciosos não só do cenário em questão, como principalmente do turbilhão de emoções que cada personagem sente.

[testimonials user=” email=” name=” position=” photo=”]“Eu não quero ser uma vampira, dizia a si mesma, repetidas vezes. Porém, em seus sonhos, ela meio que queria, sim.”[/testimonials]

Aiden, o ex namorado, está infectado e sedento de sangue e Graviel, um vampiro em quem tecnicamente não deveria confiar, parece ser o único a saber o que fazer, juntos após uma chacina na festa onde estavam, eles a seguem a caminho da Coldtown mais próxima como a única esperança de se manter a salvo.

[testimonials user=” email=” name=” position=” photo=”]“E, ao lado da cama, amordaçado e acorrentado, estava outro garoto, de cabelos tão negros quanto tinta nanquim. Ele ergueu o olhar para ela. Seus olhos eram brilhantes com rubis e tão vermelhos quanto.”[/testimonials]

Midnight e Winter são os gêmeos misteriosos que eles encontram no caminho e para quem dão carona, e que sabem tanto sobre a Coldtown quanto os moradores de lá, os dois conseguem ser ainda mais misteriosos que Graviel, e portanto, mais perigosos, e diferente de Tana, querem a todo custo se tornar vampiros.

[testimonials user=” email=” name=” position=” photo=”]“Midnight e Winter, pensou Tana. Sabia que os nomes tinham que ser falsos e que a aparência dos dois era um artifício elaborado, mas eles usavam sua estranha beleza como pintura de guerra. Formavam uma dupla intimidante.”[/testimonials]

Os flashbacks são muito importantes, e vão moldando todo o contexto da história, nos fazendo conhecer melhor cada personagem e entender cada escolha que eles fazem ao longo do percurso, a maioria deles são de Tana, mas tem alguns de Graviel também, que se encaixam perfeitamente na história e vão dando sentido a tudo.

O caminho que os quatro percorrem e o lugar onde devem chegar é basicamente perigoso, o que torna a história ainda mais emocionante. A leitura é muito fácil, tanto que devorei o livro em duas noites, tudo flui naturalmente, deixando um gostinho de quero mais ao fim de cada capítulo e principalmente quando o livro acaba.

Para quem ainda não leu A Menina Mais Fria De Coldtown, eu recomendo a leitura, e depois de ler não se esqueçam de deixar sua opinião sobre o livro nos comentários.

Você também pode avaliar a obra, vote! .
0 / 5 Avaliações: 0 0

Your page rank:

Compartilhe
Share

Ádilla Pereira

Uma garota comum, fanática por livros, filmes, séries e músicas, e louca para escrever muito sobre várias coisas.

0 0 votos
Article Rating
Inscrever.
Notificação de:
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Share
0
Adoraria ver seu comentário ♥x
()
x
%d blogueiros gostam disto: