Título e Capa 5
Escrita / Enredo 5
Originalidade 3
Personagens 5
Final 5

Em 2016 nós tivemos o que prometia ser o verdadeiro pontapé inicial do universo cinematográfico da DC Comics com Batman vs Superman: A Origem da Justiça. Com decisões de roteiro bastante questionáveis, vemos que esse filme só serviu para trazer mais dúvidas sobre o futuro dos heróis da DC nos cinemas. Mas enquanto a DC ..

Summary 4.6 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Resenha – A Morte do Superman (2018)

Em 2016 nós tivemos o que prometia ser o verdadeiro pontapé inicial do universo cinematográfico da DC Comics com Batman vs Superman: A Origem da Justiça. Com decisões de roteiro bastante questionáveis, vemos que esse filme só serviu para trazer mais dúvidas sobre o futuro dos heróis da DC nos cinemas.

Mas enquanto a DC tenta emplacar seu próprio universo nos cinemas, para seguir o comboio que a Marvel vem puxando, nas animações temos um verdadeiro universo compartilhado, que faz muito bem o seu trabalho em nos entregar versões dos heróis que são compatíveis com o que conhecemos nos quadrinhos. E a última pérola saída das animações é o incrível “A Morte do Superman”.

É de conhecimento geral que o Azulão, em determinado momento da sua carreira nos quadrinhos, morre para o vilão Apocalipse. Inclusive já foi feita uma animação sobre essa história, na década passada, mas vamos nos concentrar na animação mais recente, onde temos uma das melhores adaptações já feitas de uma história de heróis. Vou deixar a sinopse logo abaixo e depois começo a falar sobre essa obra.

Sinopse aqui

A maioria das pessoas que assistiram BVS sentiram que o filme poderia ter sido muito mais do que realmente foi. Com A Morte de Superman, nós vimos exatamente o que faltou no “épico” da Warner. A animação, logo no começo, toma o cuidado de estabelecer quem é o Superman para o povo. O que ele representa para todas as pessoas. Um guardião, um heróis, um amigo. A animação traz toda a aura de bondade que o Azulão possui, fazendo com que as pessoas se importem com ele e que o final da animação arranque lágrimas de todos.

Outra coisa que a Warner poderia fazer com seus filmes é deixar que os roteiristas dos quadrinhos escrevam os roteiros. Peter Tomasi, que fez um trabalho excepcional em Superman no run do Renascimento, é o nome que criou toda a trama da animação. Ele soube encaixar uma das melhores histórias do Superman no que já estava acontecendo no universo animado da DC. Você vê os personagens que fazem parte do universo desde Liga da Justiça: Guerra, mas ainda assim o roteiro encontra espaço para desenvolver toda uma nova leva de tramas.

A qualidade técnica do filme é impressionante. Várias lutas que podem ser melhores até do que alguns filmes feitos pela DC. E um adendo importante é sobre a dublagem brasileira que, como sempre, deu um show de interpretação. Mas o destaque vai mesmo para Guilherme Briggs, que nos entregou um Superman totalmente amigão da vizinhança.

No mais, a animação é, sem sombra de dúvida, uma das melhores dos últimos anos. A Warner realmente tem muito o que aprender com a equipe de animação da DC.

Essa foi a resenha de hoje. Se você assistiu a animação, ou então leu os quadrinhos, deixe seu comentário sobre suas impressões a respeito da trama. Não se esqueça de compartilhar nossas resenhas e se inscrever em nosso site. Até a próxima.

Compartilhe
Share

Related posts

CRÍTICA – LABIRINTO VERDE 1ª TEMPORADA

CRÍTICA - LABIRINTO VERDE 1ª TEMPORADA


CRÍTICA - LABIRINTO VERDE 1ª TEMPORADA

Imagine morar numa pequena cidadezinha onde não há sinal de GPS, telefones que funcionem direito e com uma internet que não é das melhores. Onde uma família poderosa domina as principais fontes de renda, a prefeitura e a maioria das pessoas e, para piorar, com um grande índice de assassinatos e...

CRÍTICA – A CINCO PASSOS DE VOCÊ – JUSTIN BALDONI

CRÍTICA - A CINCO PASSOS DE VOCÊ - JUSTIN BALDONI


CRÍTICA - A CINCO PASSOS DE VOCÊ - JUSTIN BALDONI

Que filmes de dramas adolescentes fazem sucesso, já estamos carecas de saber. Até mesmo quando não gostamos do gênero, temos a curiosidade de compreender a história e, assim, acabamos assistindo e tirando nossas próprias conclusões. “A Cinco Passos de Você”, mais uma tragédia de amor...

3%  Terceira Temporada (Série original Netflix)

3% Terceira Temporada (Série original Netflix)


3% Terceira Temporada (Série original Netflix)

Quem diria, minha gente, que uma série brasuca seria tão bem falada mundialmente? Pelo menos foi na primeira e segunda temporada. Me parece que nessa terceira temporada os ânimos de alguns canais e noticias não estão tão empolgados. Mas na minha opinião a terceira temporada veio num ritmo...

Leave a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.