Título e Capa 4
Escrita / Enredo 4
Originalidade 4
Personagens 4
Final 4

A Rainha de Tearling, chegou ao Brasil com toda a sua majestade em janeiro de 2017, publicado sob o selo Suma de Letras, da Editora Companhia das Letras. A obra, primeiro livro de uma trilogia, é o romance de estreia da autora Erika Johansen e terá em breve, sua adaptação exibida nas telas do cinema. ..

Summary 4.0 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Resenha: A Rainha de Tearling – Erika Johansen

RESENHA DO LIVRO A RAINHA DE TEARLING, ESCRITO POR ERIKA JOHANSEN

“Muita coisa agora depende de uma garota, pensou, sombriamente. Deus planeja um jogo arriscado para nós.”

A Rainha de Tearling, chegou ao Brasil com toda a sua majestade em janeiro de 2017, publicado sob o selo Suma de Letras, da Editora Companhia das Letras.
A obra, primeiro livro de uma trilogia, é o romance de estreia da autora Erika Johansen e terá em breve, sua adaptação exibida nas telas do cinema.

Kelsea foi criada isolada, numa cabana em um canto afastado do reino de Tearling.
Sem nenhum amigo além dos livros e tendo como única família um casal, que foi escolhido a dedo, para mantê-la longe das intrigas do reino que ela está destinada a governar. E distante de prováveis assassinos, é claro.
Filha da última rainha, que morreu há algum tempo e que em nada contribuiu para o bem-estar de Tearling, Kelsea, herdeira legítima do trono, terá que reivindicar sua coroa. No dia do seu décimo novo aniversário, a guarda da antiga Rainha (e agora sua guarda) bate a porta da cabana onde ela foi criada para levá-la de volta ao reino que ela está destinada a governar.
Um reino quebrado, cheio de desigualdades sociais, problemas e repleto de pessoas que ganhariam bem mais se a nova rainha nunca chegasse a se sentar em seu trono.
Mas Kelsea, está determinada a tomar sua coroa e transformar o reino de Tearling num lugar melhor. De posse da safira tear – uma misteriosa joia que vem sido passada de governante para governante há gerações-, e de uma guarda disposta a sacrificar a própria vida para protegê-la, ela adentrará nesse mundo caótico, onde há bem mais inimigos do que amigos, e que está sob a ameaça constante do Reino de Mortmesne, e de sua temida governante, a Rainha Vermelha.
Kelsea terá muitos desafios pela frente, mas o mais importante, é ela conseguir se manter viva para enfrentá-los.

Quando peguei esse livro em mãos, com toda a sua majestosa capa azul e li a seguinte frase no topo da capa: “A rainha Kelsea é a heroína mais corajosa e interessante desde Katniss Everdeen”, tive dois pensamentos:
1°: que comentário audacioso!
2°: preciso ler para conhecer essa Kelsea de perto.

Embora, depois de ler, continue achando que foi audacioso ao extremo fazer comparação a Katniss, em nada me decepcionei com a trama desenvolvida por Erika Johansen.
Um toque medieval, com reis, rainhas e seus cavaleiros misturado a ficção.

Agora, algumas opiniões:
Achei o começo da história, que narra Kelsea sendo levada da cabana onde viveu até o reino que irá governar, um pouco “parado”, TEM ação, mas não tanto quanto quando a protagonista de fato chega ao seu reino, aí sim, eu não conseguia mais desgrudar os olhos da história.
Se tratando do final, muitas coisas ficam em aberto, afinal, A Rainha de Tearling será uma trilogia, e a curiosidade que fica ao ler a última página…
Torcendo para que a continuação saia logo por aqui e torcendo para que o filme que será lançado, também não nos decepcione.
É uma boa história e um bom início de carreira para Erika Johansen, vamos ver o que mais vem por aí e o que mais nos aguarda no Reino de Tearling.

Essa foi a resenha de hoje, até a próxima galera!

Compartilhe
Share

Related posts

Starters – Lissa Price: Vale a Pena a leitura? #12

Starters - Lissa Price: Vale a Pena a leitura? #12


Starters - Lissa Price: Vale a Pena a leitura? #12

STARTERS DE LISSA PRICE - FINAL DIGNO DE UM OSCAR Resenha postadas originalmente em: 07 de Janeiro de 2015. Em STARTERS, um míssil esporo varreu todos os cidadãos não vacinados e deixou apenas adolescentes e os muito velhos vivos. Os idosos são chamados de Enders, eles administram...

RESENHA – NASCIDA À MEIA NOITE – C.C. HUNTHER

RESENHA - NASCIDA À MEIA NOITE - C.C. HUNTHER


RESENHA - NASCIDA À MEIA NOITE - C.C. HUNTHER

“Kylie Galen está na pior. Seus pais vão se divorciar, seu namorado acaba de romper com ela e, uma noite depois de ser presa por estar na festa errada, com as pessoas erradas e na hora errada, sua mãe a manda para Shadow Falls -um acampamento para adolescentes problemáticos, localizado numa...

Macunaíma: O retrato cultural de uma nação

Macunaíma: O retrato cultural de uma nação


Macunaíma: O retrato cultural de uma nação

******************************NÃO contém spoiler****************************** Macunaíma: O Herói Sem Nenhum Caráter Autor: Mário de Andrade Editora: Penguin Companhia / Gênero: Clássicos brasileiros / Idioma: Português / 232 páginas Bordão do protagonista: "Ai que...

Leave a comment