Mundo das Resenhas
Resenha – Caçadores: Vale da morte Resenha – Caçadores: Vale da morte
Ultimamente estou escutando musicas específicas enquanto escrevo minhas resenhas. Para essa resenha estou escutando a ost sensacional de The Witcher 3, jogo que eu... Resenha – Caçadores: Vale da morte

Resenha do Livro Cacadores - Vale da MorteUltimamente estou escutando musicas específicas enquanto escrevo minhas resenhas. Para essa resenha estou escutando a ost sensacional de The Witcher 3, jogo que eu espero comentar aqui algum dia, mas não é sobre isso que eu venho até vós nesta noite chuvosa estava chovendo quando escrevi a resenha. Hoje vou falar sobre o livro “Caçadores: Vale da Morte” de Priscila Magalhães Palmeira.

Vou jogar a sinopse oficial do livro e depois comentar um pouco sobre a obra.

Quando as bruxas rompem a tênue linha que as separa dos humanos, três jovens caçadoras irão persegui-las e matá-las custe o que custar, mas agora elas têm uma missão em que, se falharem, quatro virgens serão sacrificadas no grande sabattum, a festa sabática das bruxas.

Correndo contra o tempo para descobrir o lugar exato onde será feito o sacrifício, as três encontram em seu caminho um lindo e misterioso cigano que as seguirá a fim de descobrir os segredos que envolvem sua própria vida.

Conseguirão passar pelos perigos e desafios que os espera ao longo da tenebrosa jornada e chegar a tempo de salvar as inocentes virgens?

Bem, se tem uma coisa que eu sempre vou gostar é de livros de fantasia medieval. Por toda a ambientação, as lutas de espadas, os monstros e tudo o mais. Caçadores me deu isso e muito mais com uma história simples, divertida e empolgante. Devo confessar que em certos momentos eu não queria parar de ler, mesmo quase levando um apagador na cara de algum professor.

Temos cinco personagens principais: Diju, Angelina, Petra, Doru e Leonardo. Diju, Petra e Angelina são caçadoras, um trabalho que é passado de geração para geração. As três mulheres já sofreram perdas terríveis em suas vidas, mas ambas sabem que isso nada mais é do que o destino dos caçadores. Doru vivia em uma vila cigana. Um homem bonito (de acordo com a descrição do livro) e misterioso que queria ver mais do mundo e que teve essa oportunidade quando conheceu Diju. E temos Leonardo, um homem que vivia em uma vila pacata até que, depois de alguns acontecimentos, resolveu acompanhar o grupo de caçadores. Não vou entrar em detalhes sobre os personagens, pois seria revelar um pouco da trama em si.

Uma coisa que gostaria de fazer e eu espero que a autora não me mate é comparar o livro ao jogo The Witcher. Mas não em quesito da trama principal e sim dos caçadores em si. Pessoas que arriscam suas vidas e matam monstros em troca de dinheiro. Diju, principalmente, me lembrou um pouco o protagonista do jogo, Geralt de Rívia, mas no mais são duas obras bem diferentes que seguem seus caminhos e encantam a todos.

Considerações finais

Fãs de fantasia, aventura, monstros e caçadores devem ler esse livro. É uma leitura leve, direta e muito boa de fazer. Você começa a ler e não se toca que tem que descer do ônibus para ir à escola. Gostaria de deixar os nossos agradecimentos do Mundo das Resenhas para a autora e a nossa torcida para que sua carreira seja uma carreira de sucesso.

Então é isso, amiguinhos. Ao som de Hunt Or Be Hunted vou ficando por aqui. Comentem o que vocês acharam da resenha, opiniões, sugestões e criticas construtivas. Sigam nossas redes sociais, pois sempre rola muita coisa boa por lá e se toparem com alguma bruxa por aí, chame os Caçadores.

Compartilhe
Share

Jeff Pereira

Nerd, projeto de escritor, leitor e, nas horas vagas, viajante do tempo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share
%d blogueiros gostam disto: