Título e Capa 3
Escrita / Enredo 5
Originalidade 4
Personagens 4
Final 5

Como princesa do País das Maravilhas e futura Rainha de Copas, os dias de Dinah são uma monotonia sem fim. São muitos chás, tortas e uma série de humilhações causadas pelo Rei de Copas, seu pai. O momento mais esperado de seus dias é quando é visitada por Wardley, seu melhor amigo de infância, o ..

Summary 4.2 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

RESENHA – RAINHA DE COPAS – COLLEN OAKES

Como princesa do País das Maravilhas e futura Rainha de Copas, os dias de Dinah são uma monotonia sem fim. São muitos chás, tortas e uma série de humilhações causadas pelo Rei de Copas, seu pai. O momento mais esperado de seus dias é quando é visitada por Wardley, seu melhor amigo de infância, o futuro Cavaleiro de Copas – e o amor de sua vida.

Quando a coroação de Dinah se aproxima, uma sequência de eventos sangrentos sugere que algo errado está acontecendo nos extravagantes salões do palácio. A princesa terá de desvendar esses mistérios antes que ela perca a cabeça para um inimigo sagaz.

Primeiro livro da série “Rainha de Copas”.

Dinah tem 15 anos e é a princesa de Copas, vivendo no País das Maravilhas com o seu pai, o terrível Rei de Copas, o seu irmão Charles, mais conhecido como “Chapeleiro Maluco”, e todas as criaturas e criados do palácio real.

Dinah passou a vida toda esperando o momento de subir ao trono, quando completar 18 anos. Ela deseja governar, parar de sofrer as humilhações de seu pai e orgulhar a mãe, que morreu quando ela era pequena, mas embora todos saibam que ela vai assumir o trono e tudo pareça seguir para esse caminho, acontecimentos inexplicáveis causam uma reviravolta na vida da jovem.

“Ela voltou a olhar para a mensagem em seu prato: “coma-me”. Seria um insulto? Uma ameaça? Um veneno? Dinah rapidamente esfregou a mensagem com a sua colher de prata. Cada respiração sua cheia de curiosidade, ela levantou o garfo e o espetou no pão. Ouviu o clique do metal na louça, e encontrou um minúsculo frasco de vidro, menor que um carretel de costura. Com as mãos trêmulas, ela pegou o frasco, mantendo as mãos baixas sobre o prato. A rolha saiu facilmente e um pedacinho de papel escorreu de seus dedos ansiosos”.

Além do ódio que cultiva do pai, que a despreza e a insulta sempre que pode, Dinah também tem um péssimo relacionamento com a irmã, bastarda de seu pai, Vittiore. Essa, por outro lado, aparente conquistar o rei cada dia mais.

Como toda boa história, também acompanhamos a paixão de Dinah por seu melhor amigo de infância, Warldey, que é uma das poucas pessoas que ama e confia.

“Dinah pousou a mão nas bochechas de Warldey. Ela se sentiu tão próxima dele; sua presença física era devastadora. Sentiu um calor subindo em seu rosto, um suor brotando em sua fronte, o cabelo chocolate encaracolado dele casualmente caindo da sua testa. Sem pensar, pressionou seus lábios contra o dele. Luzes brancas explodiram dentro das pálpebras de Dinah e ela abriu a boca suavemente sob a dele”.

É um livro bem estruturado, com um universo bem trabalhado e explorado, apresentando personagens que já conhecemos do mundo de “Alice no País das Maravilhas”, mas de uma forma sombria e com muito suspense, onde acompanhamos Dinah em situações sangrentas e de tirar o fôlego.

“Levou uma hora, mas eles finalmente conseguiram encontrar o caminho correto no labirinto e seguiram para uma porta baixa, que se abria para a Torre dos Assassinos. O cheiro dominou os sentidos de Dinah mais uma vez. Mas ela não teve tempo para vomitar. Eles estavam correndo para cima da espiral, para onde a porta esquecida os levaria para a piscina de gelo”.

“Rainha de Copas” é sem dúvida uma ótima escolha para amantes de fantasia, suspense e histórias cheias de reviravoltas e mistérios. Após lerem, deixem a opinião nos comentários.

Compartilhe
Share

Related posts

O Som e a Fúria: A complexidade psicológica de Faulkner

O Som e a Fúria: A complexidade psicológica de Faulkner


O Som e a Fúria: A complexidade psicológica de Faulkner

******************************NÃO contém spoiler****************************** Autor: William Faulkner Editora: Companhia das Letras / Clássico Norte-americano / Idioma: Português / 376 páginas Como analisar uma obra que tem como ponto forte sua inconsistência narrativa e sua forte...

Jardins da Lua & Os Portais da Casa dos Mortos: Vale a pena a leitura? #15

Jardins da Lua & Os Portais da Casa dos Mortos: Vale a pena a leitura? #15


Jardins da Lua & Os Portais da Casa dos Mortos: Vale a pena a leitura? #15

******************************NÃO contém spoiler****************************** Autor: Steven Erikson Editora Arqueiro  / Gênero: Fantasia Adulta / Idioma: Português  Jardins da Lua: 608 páginas / Os Portais da Casa dos Mortos: 816 páginas No meio de deuses manipulares que caminham...

A SELEÇÃO – KIERA CASS

A SELEÇÃO - KIERA CASS


A SELEÇÃO - KIERA CASS

Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China, e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças entre dezesseis e vinte anos de todas as...

Leave a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.