Mundo das Resenhas
Resgate (Netflix): Filme & HQ Resgate (Netflix): Filme & HQ
4
******************************NÃO contém spoiler****************************** Roteiro: Joe Russo / Direção: Sam Hargrave / Produção: Anthony Russo & Chris Hemswoth / 117 min. HQ: Ciudad / Editora:... Resgate (Netflix): Filme & HQ 4

******************************NÃO contém spoiler******************************

Roteiro: Joe Russo / Direção: Sam Hargrave / Produção: Anthony Russo & Chris Hemswoth / 117 min.

HQ: Ciudad / Editora: Oni Press / Gênero: Ação / Idioma: Inglês / 168 páginas

Inspirado na HQ Ciudad dos criadores de Vingadores (Joe e Anthony Russo), Resgate, o novo filme de ação da Netflix veio para abalar as estruturas e nos fazer pirar o cabeção. Com uma boa direção (ainda mais se levarmos em conta que o diretor é novato no ramo), um bom roteiro e na maioria das vezes boas atuações, o filme apesar de repetir a fórmula de outras grandes obras do gênero, nos prende e nos alucina com suas excelentes cenas de ação sem cortes, com movimentos frenéticos tanto das câmeras quanto dos atores, que unidos a trilha sonora, nos deixa vidrados a todo momento. Chris Hemsworth continua sendo Chris Hemsworth, seja em Thor ou em qualquer outro filme, sua atuação parece a mesma, e isso não é algo de todo ruim. Ele convence como o protagonista brutal, sanguinário e também humano que se dedica por inteiro para alcançar o seu objetivo… resgatar o filho sequestrado de um dos maiores traficantes da Índia. 

No meio de tiros e correria a todo momento, vemos o desenvolvimento do protagonista com seu protegido, onde nos apegamos aos personagens e torcemos para que o mercenário consiga escapar são e salvo. O clima tenso e os momentos de ação da HQ estão bem representados no filme, mesmo que em alguns momentos as cenas que as antecedem não convençam muito, se você for alguém que já tenha lido a HQ (que apresenta contextualizações superiores). Apesar do cerne de Ciudad estar 90% presente no filme, há mudanças significativas, que pra mim que li a HQ e segundos depois de terminá-la comecei a ver o filme, fizeram diferença. Ciudad é uma cidade perigosa, fronteira do México com o Brasil, bem descrita, de forma que sentimos seus cheiros, seus perigos e o quanto ela é importante pra trama. Já no filme temos todo o plot situado em Dhaca, capital de Bangladesh que serve apenas como ambientação e que não me despertou os aspectos viscerais da cidade que dá título a obra original. Outra importante mudança se dá pelo gênero dos personagens que precisam ser resgatados. Na HQ temos Eva, uma garota de personalidade forte, decidida, que desenvolve uma relação bacana com o protagonista e que protagoniza boas cenas. Ela desperta empatia ao leitor e a relação com Tyler – o personagem central – é muito boa. Já no filme temos Ovi (Rudhraksh Jaiswal), um personagem que sofre pela atuação fraca do ator, problema que se estende também a algumas outras atuações, infelizmente em sua maioria do elenco indiano.

O filme também peca por algumas incongruências que transforma alguns momentos em uma verdadeira confusão, difícil de entender ou de aceitar. Óbvio que Resgate também sofre de diversos clichês… Como o protagonista quase nunca ser atingido, ou quando atingido, continuar andando como se nada tivesse acontecido. Mas são coisas comuns neste tipo de filme e que portanto, não me importei muito por estarem presentes, já que era algo o qual eu já esperava encontrar. Resgate é um bom filme de ação, que apresenta um dos melhores planos sequencia que vi nos últimos tempos,  com clichês, com problemas, mas que cumpre o papel de ser aquilo o qual ele foi criado para ser; um bom filme de ação. Se espera encontrar algo nível Oscar, os aconselho a pular este filme. A verdade é que seja em HQ ou em filme, Resgate funciona. Prefiro Ciudad em quase todos os aspectos; mas Resgate me divertiu, me fez pirar em alguns momentos e me fez lembrar o por que adoro filmes de ação sem roteiros muito elaborados. Com ou sem problemas, o novo boom da Netflix tem uma fama merecida e justificável.

Compartilhe
Share

Fernando Lafaiete

O que vocês devem saber sobre mim? Me Chamo Fernando Henrique Lafaiete, mas vocês podem me chamar de China. Apelido este, dado pelos meus melhores amigos. Sou viciado em leitura, sou poliglota, auditor de hotel, professor de inglês, fã de fantasia, fã de livros policiais, fã de YA, fã terror e fã de clássicos. Luto ao máximo contra o preconceito literário que alimenta a conduta dos pseudo-intelectuais e sou fã de animes e qualquer coisa que envolva super-heróis. Amo escrever todo tipo de texto, em especial resenhas. Espero que minhas opiniões sejam de alguma valia para todos que tiverem acesso as mesmas. Sou sempre sincero e me comprometo a dividir minhas opiniões da maneira mais verdadeira possível. Agradeço o convite para fazer parte do grupo de resenhistas do site e que minha presença aqui seja duradoura.

No comments so far.

Be first to leave comment below.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share
%d blogueiros gostam disto: