Mundo das Resenhas
Sword Daughter – volumes 1-9 (A Filha da Espada) | Brian Wood, Mack Chater & Lauren Affe Sword Daughter – volumes 1-9 (A Filha da Espada) | Brian Wood, Mack Chater & Lauren Affe
3
******************************NÃO contém spoiler****************************** Autor: Brian Wood / Ilustradores: Mack Chater & Lauren Affe Editora: Dark Horse Books / Idioma: Inglês / 288 páginas Após... Sword Daughter – volumes 1-9 (A Filha da Espada) | Brian Wood, Mack Chater & Lauren Affe

******************************NÃO contém spoiler******************************

Autor: Brian Wood / Ilustradores: Mack Chater & Lauren Affe

Editora: Dark Horse Books / Idioma: Inglês / 288 páginas

Após sua vila ser massacrada por um grupo sanguinário conhecido como As Quarentas Espadas, Elsbeth, uma garota traumatizada e enigmática se vê diante de um dilema: O que fazer a partir de agora sendo ao lado do pai os únicos sobreviventes? Com sangue no olho e uma espada na mão, a personagem central embarca em uma jornada com o objetivo de saciar seu desejo por vingança.

Com cenas de ação muito bem desenhadas e com uma boa protagonista, Sword DaughterA Filha da Espada em tradução livre – navega pelo comodismo, pelo óbvio e pelo morno, não se propondo ir além do básico já conhecido desse tipo de narrativa. Seguindo duas linhas tempotais destintas, o quadrinho de Brian Wood se perde no meio do caminho, apresentando situações que causam mais incomodo e confusão do que eleva nossa curiosidade.

Os personagens e a ambientação são bons, servindo como dois pontos que nos leva adiante, nos deixando minimamente intrigados, sendo o suficiente – nada além disso –  para seguirmos até o final. Contudo,  suas faltas de profundidade deixam a sensação nítida de serem criações mal exploradas e aproveitas pelo autor. O mundo que envolve elementos fantásticos sutis e críticas religiosas não desperta deslumbramento e nem nos deixa eufóricos para querermos saber mais do mesmo. O que faz de Sword Daughter apenas mais uma HQ entre tantas outras disponíveis no mercado editorial.

A trama e tudo que a envolve não sao ruins e nem uma leitura que possa ou deva ser classificada como descartável. Todavia, a mesma é mediana, decepcionante e muito aquém do esperado. A arte e a colorização são bem empregadas e os diálogos, quando aparecem, são ok; apesar de rasos. De leitura fácil, recheada de requadros em sua maioria nulos de elementos textuais e com escolhas narrativas batidas, a trama de Wood é o tipo de história para se ler em uma tarde, sem grandes expectativas e com a sensação de que a mesma renderia uma “boa” adaptação dirigida por diretores como Ben Falcone e Paul W. S. Anderson; já que trata-se de algo sem grandes complexidades. Pra quem procura algo apenas para passar o tempo, a  HQ de Brian Wood é a indicação perfeita.

Nota informativa: Sword Daughter é composta por 9 fascículos de 36 páginas cada um, organizados em três encardenados compostos de 96 páginas cada volume. O primeiro é intitulado Sword Daughter: She Brightly Burns, o segundo Sword Daughter vol. 2: Folded Metal e o terceiro Sword Daughter vol. 3: Elsbeth of the Island. Nenhum dos três ainda publicados no Brasil.

ENCONTRE E ADQUIRÁ-OS NO SITE DA AMAZON CLICANDO NOS LINKS ABAIXO:

 

Sword Daughter: She Brightly Burns

Sword Daughter vol. 2: Folded Metal

Sword Daughter vol. 3: Elsbeth of the Island

Você também pode avaliar a obra, vote! .
0 / 5 Avaliações: 3 1

Your page rank:

Compartilhe
Share

Fernando Lafaiete

O que vocês devem saber sobre mim? Me Chamo Fernando Henrique Lafaiete, mas vocês podem me chamar de China. Apelido este, dado pelos meus melhores amigos. Sou viciado em leitura, sou poliglota, auditor de hotel, professor de inglês, fã de fantasia, fã de livros policiais, fã de YA, fã terror e fã de clássicos. Luto ao máximo contra o preconceito literário que alimenta a conduta dos pseudo-intelectuais e sou fã de animes e qualquer coisa que envolva super-heróis. Amo escrever todo tipo de texto, em especial resenhas. Espero que minhas opiniões sejam de alguma valia para todos que tiverem acesso as mesmas. Sou sempre sincero e me comprometo a dividir minhas opiniões da maneira mais verdadeira possível. Agradeço o convite para fazer parte do grupo de resenhistas do site e que minha presença aqui seja duradoura.

0 0 votos
Article Rating
Inscrever.
Notificação de:
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Share
0
Adoraria ver seu comentário ♥x
()
x
%d blogueiros gostam disto: