Título e Capa 5
Escrita / Enredo 1
Originalidade 1
Personagens 2
Final 1

******************************NÃO contém spoiler****************************** Muita gente está afirmando que Capitã Marvel, o mais novo filme do universo Marvel nos cinemas, é ruim. E eu irei reiterar esta opinião. Ou melhor, o filme não é ruim, ele péssimo! Sendo o primeiro filme da Marvel Studios protagonizado por uma personagem feminina, a única coisa que se salva é ..

Summary 2.0 Bom
Título e Capa 5
Escrita / Enredo 2
Originalidade 1
Personagens 3
Final 1
Summary rating from 1 user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 2.4 Bom

Capitã Marvel: Muito mais do que apenas fraco.

******************************NÃO contém spoiler******************************

Muita gente está afirmando que Capitã Marvel, o mais novo filme do universo Marvel nos cinemas, é ruim. E eu irei reiterar esta opinião. Ou melhor, o filme não é ruim, ele péssimo! Sendo o primeiro filme da Marvel Studios protagonizado por uma personagem feminina, a única coisa que se salva é a representativa e a importância que o feminismo vem tomando dentro da indústria cinematográfica. Mas fora esta questão, o filme é uma bomba.

A desculpa usava por alguns de que ele é um filme de transição de “Vingadores: Guerra Infinita” para “Vingadores: Ultimato” e que por isso ele é mais descompromissado e menos épico, não cola pra mim. Esta é a típica desculpa preguiçosa de quem não quer admitir que o filme é sim ruim, muito mais do que apenas um filme fraco.

Inspirado na HQ de Kelly Sue Deconnick, o filme não consegue nem ser uma boa adaptação. O roteiro além de ser ruim, sofre ainda mais quando os problemas são ressaltados pela péssima direção. Quem será que pensou que escolher Anna Boden e Ryan Fleck para dirigir um filme tão importante como Capitã Marvel era uma boa ideia? Não há uma cena de ação que presta. A câmera não nos entrega um panorama amplo de tais cenas, as mesmas são mal coreografadas e algumas são escuras. Tudo ruim.

E o que dizer da trilha sonora? Horrível! Músicas deslocadas que surgem e somem do nada em momentos que chegam a dar vergonha… Pura vergonha alheia! Esse filme é um desrespeito com a personagem feminina mais importante do universo Marvel e uma das mais antigas. Personagem esta que tem na Marvel a importância que Mulher-Maravilha tem para a DC comics. Roteiro ruim, trilha sonora ruim… daí você deve pensar, o que se salva então? As atuações? Negativo.

O que aconteceu com Brie Larson? A atriz ganhadora do Oscar pela atuação no filme Quarto (adaptação de um livro excelente, fica a dica!) está robótica, forçada e nem um pouco carismática. Parece que não está feliz de estar atuando. Não sei se o roteiro que é horroroso demais e acabou não dando espaço para a atriz mostrar todo o seu talento ou se ela mesma que não soube lidar com o papel. Samuel L. Jackson de personagem austero se transforma no bobo da corte. Piadinhas idiotas o tempo todo e atuação por incrível que pareça, fraca. Os vilões são péssimos e durante o filme eu já estava tão de saco cheio, que além de alguns momentos me darem sono, me vi incomodado até com os efeitos especiais.

O filme não tem emoção, é cansativo, chato e se não fosse pelo força feminina, nem relevante seria. Os desfechos e explicações para questões importantes são mais decisões preguiçosas, mal inseridas e que chegam a passar do ridículo. Parecia que eu estava assistindo um filme de classe B e não um blockbuster que faz parte de um universo sólido composto por filmes como Pantera Negra.

Nem momentos aguardados que costumam levar os fãs ao delírio (como o momento em que ela veste o universo nas cores originais dos quadrinhos) são funcionais. Momento sem graça que poderia ter sido apresentado como um ponto alto da trama, como ocorre em Aquaman por exemplo.

Pra mim Capitã Marvel não serve nem como filme de origem, nem como filme de apresentação e nem como filme transitório. É um filme feito as pressas que pelo que percebi pelas reações no cinema, não está agradando nem as pessoas aparentemente leigas. Se você assistiu e gostou, que bom! Eu também gostaria muito de ter gostado, mas sai do cinema irritadíssimo com tudo que vi. Esperava sair feliz, emocionado, como saí ao ver Mulher-Maravilha. Nunca imaginei que este filme me traria sentimentos opostos.

Compartilhe
Share

Related posts

Kengan Ashura (Parte I – Netflix): Lute ou morra!

Kengan Ashura (Parte I - Netflix): Lute ou morra!


Kengan Ashura (Parte I - Netflix): Lute ou morra!

******************************NÃO contém spoiler****************************** Em uma verdadeira selva de pedra, somente os mais fortes e ferozes sobrevivem. Em um mundo dominado pela ambição, as grandes corporações do mundo lutam pelo direito de liderar tudo e todos. 32 empresas e inúmeros...

Sex Education: Indecente e sábia?

Sex Education: Indecente e sábia?


Sex Education: Indecente e sábia?

******************************NÃO contém spoiler****************************** Como entender a mente dos jovens? Como não se perder em seus dilemas e em suas constantes descobertas e ebulições psicológicas e sexuais? Como lidar com situações muitas vezes constrangedoras em um mundo onde a...

CRÍTICA – ELITE 2ª TEMPORADA – CARLOS MONTERO E DÁRIO MADRONA

CRÍTICA - ELITE 2ª TEMPORADA - CARLOS MONTERO E DÁRIO MADRONA


CRÍTICA - ELITE 2ª TEMPORADA - CARLOS MONTERO E DÁRIO MADRONA

Para os amantes de dramas adolescentes, com uma pitada de mistério, Elite, série espanhola da Netflix, retorna em sua 2ª temporada, trazendo um desfecho para o assassinato da personagem Marina. A narrativa acompanha os estudantes do colégio “Las Encinas” tentando seguir em frente após a...

Leave a comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.