Mundo das Resenhas
O Retrato de Dorian Gray | Oscar Wilde O Retrato de Dorian Gray | Oscar Wilde
5
******************************NÃO contém spoiler******************************** Autor: Oscar Wilde / Gênero: Literatura clássica / Editora: Biblioteca Azul / 354 páginas Muito pode ser dito sobre O Retrato... O Retrato de Dorian Gray | Oscar Wilde

******************************NÃO contém spoiler********************************

Autor: Oscar Wilde / Gênero: Literatura clássica / Editora: Biblioteca Azul / 354 páginas

Muito pode ser dito sobre O Retrato de Dorian Gray, a obra clássica que exalta, codifica e personifica de maneira sombria os aspectos literários do esteticismo, movimento que enfatiza os valores estéticos em detrimento dos sociais. Polêmico? Talvez. Vulgar e uma afronta a boa literatura? Jamais. Compreensível que Wilde tenha incomodado com sua obra uma sociedade mesquinha, preconceituosa e hipócrita; fruto de seu tempo e escrava de suas superficiais certezas do que era aceitável, do que era correto e sobretudo o que era arte.

Difícil e inaceitável definir O Retrato de Dorian apenas como a magnum opus da literatura homoafetiva. Isso seria renegar os demais aspectos de tão importante romance e seria acima de tudo, diminuir sua importância artística em prol de definições e afirmações deveras absurdas; que resistiram aos tempos sombrios de sua época e que ainda hoje insistem em salientar infame descrição quando se trata do romance clássico de Oscar Wilde. Mas como destrinchar e compreender todos os significados de um romance sobre alguém cuja beleza é eternizada em uma pintura, que ganha vida e que passa a ressaltar as mazelas da alma do personagem central?

Impossível caro leitor, não nos fascinarmos com a metalinguagem do romance em si e não nos vermos diante de uma reflexão da captação do imperceptível e do enigmático, da mais pura intelectualidade que um escritor pode exercer em um texto. Crítico, voraz, venenoso e reflexivo, são apenas alguns dos adjetivos que fomentam o texto de Oscar Wilde e que o coloca como a mais  pura significação do que é arte em sua forma bruta. Como afirma o crítico literário Victor Chlovsky:

“[…] a arte existe a fim de que se possa recuperar a sensação da vida: ela existe para fazer com que as pessoas sintam as coisas, para fazer com que uma pedra seja pétrea. O propósito da arte é revelar a sensação das coisas como elas são percebidas, e não como são conhecidas”

Wilde não estava errado quando descreveu seu mais célebre romance como o mártir do esteticismo. A crítica não se eleva apenas quando confronta a sociedade e seus dilemas, mas se torna ainda mais mordaz quando enfrenta o movimento e suas afirmações do que deveria ser abordado e venerado. Seria a beleza a grande arma do homem perante as significações do que a sociedade preza e abomina?

Com pinceladas semi biográficas, e com uma estrutura textual que mistura gêneros – do romance de costumes ao suspense psicológico – O Retrato de Dorian Gray não enfatiza nenhuma moral de forma explícita, apenas a traz a superfície através do drama e das questões filosóficas que suscita. Permite diversas interpretações e indagações, tonando-se ao longo dos anos e permanecendo como uma obra múltipla em significados e camadas. O Retrato de Dorian Gray é onde a arte transcende o limitado e nos mostra de maneira mórbida, que o romance tão criticado quanto amado, talvez seja onde o aspecto artístico ganha a representação da tragédia da alma do próprio Oscar Wilde. Mais simbólico do que isso, impossível!

Leia também:

Literatura Homoerótica Latina: Critérios para definição

[stellar]
Compartilhe
Share

Fernando Lafaiete

O que vocês devem saber sobre mim? Me Chamo Fernando Henrique Lafaiete, mas vocês podem me chamar de China. Apelido este, dado pelos meus melhores amigos. Sou viciado em leitura, sou poliglota, auditor de hotel, professor de inglês, fã de fantasia, fã de livros policiais, fã de YA, fã terror e fã de clássicos. Luto ao máximo contra o preconceito literário que alimenta a conduta dos pseudo-intelectuais e sou fã de animes e qualquer coisa que envolva super-heróis. Amo escrever todo tipo de texto, em especial resenhas. Espero que minhas opiniões sejam de alguma valia para todos que tiverem acesso as mesmas. Sou sempre sincero e me comprometo a dividir minhas opiniões da maneira mais verdadeira possível. Agradeço o convite para fazer parte do grupo de resenhistas do site e que minha presença aqui seja duradoura.

0 0 votos
Article Rating
Inscrever.
Notificação de:
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Share
advanced-floating-content-close-btn INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE, RESENHAS DE LIVROS, FILMES, SÉRIES E ANÁLISES
0
Adoraria ver seu comentário ♥x