Mundo das Resenhas
Irmandade (Netflix): O que achei da série tida como o PCC da Netflix? Irmandade (Netflix): O que achei da série tida como o PCC da Netflix?
5
******************************NÃO contém spoiler****************************** Por mais que neguem ou que tentem enveredar os telespectadores para outros caminhos perceptivos, é evidente que Irmandade – a série... Irmandade (Netflix): O que achei da série tida como o PCC da Netflix?

******************************NÃO contém spoiler******************************

Por mais que neguem ou que tentem enveredar os telespectadores para outros caminhos perceptivos, é evidente que Irmandade – a série brasileira da Netflix – se baseia na criação do PCC (Primeiro Comando da Capital), uma das mais famosas e perigosas organizações criminosas do Brasil. Desenvolvida em 1994, a trama gira em torno de Cristina (Naruna Costa), uma advogada que se vê realizando um trabalho duplo que a coloca dentro da organização criminosa denominada de Irmandade. Infiltrada e sendo irmã do chefe do crime, a advogada tem a oportunidade de ajudar a polícia em suas operações para acabar com o crime organizado. Diante de dilemas morais e éticos, a personagem se vê diante de um impasse. O que deve ser considerado certo e errado?

Com diversas referências históricas que levam muitos a irem na contramão de Pedro Morelli – o criador, roteirista e diretor da série – (que afirma não ter se inspirado na organização criminosa da vida real),  Irmandade se consagra ao meu ver como uma das melhores séries da famosa de streaming; deixando claro desde o início as razões de ser considerada o PCC da Netflix. Gravada em um setor desativado da penitenciária Estadual de Piraquara, nos entornos de Curitiba – Paraná; a mesma mescla cenas reais com as da ficção, colocando os atores em contato direto com o mundo penitenciário. A série tem a capacidade de mexer com nossas emoções e nos fazer torcer por aqueles que não deveríamos apoiar (levando em consideração a ética social do mundo em que vivemos). O que nos aproxima dos personagens, nos fazendo entender suas motivações (por mais absurdo que possa parecer). Assim como Cristina, a série nos faz questionamos a respeito do que é certo e o que é errado, nos colocando diante da questão… Qual o sentido de justiça em um país onde a mesma parece não existir?

Com atuações magistrais que chegam a assustar tamanho a entrega dos atores, fundida com uma direção meticulosa, Irmandade é o tipo de série que vicia. Com episódios repletos de cenas tensas e com excelentes ganchos nos finais, se torna impossível não emendarmos um episódio no outro até terminarmos de vê-la. Seu Jorge como um dos protagonistas me surpreendeu e seu talento me conquistou de forma que já me considero um grande fã dele. Como alguém que adora a série americana OZ, e que cresceu assistindo Carandiru e Cidade de Deus, posso afirmar que Irmandade veio para aplacar a saudade que  eu estava de produções com essas pegadas mais pesadas e focadas em temas como o mundo do crime e seus dilemas. Não tenho duvidas que Irmandade é uma série que veio para incomodar, chocar e nos fazer refletir sobre nossa sociedade, sobre nossas atitudes e acima de tudo sobre o que realmente devemos considerar como justiça. Afinal de contas, a justiça é cega e as vezes ela pode estar errada. Tudo depende de que lado estamos.

Você também pode avaliar a obra, vote! .
0 / 5 Avaliações: 0 0

Your page rank:

Compartilhe
Share

Fernando Lafaiete

O que vocês devem saber sobre mim? Me Chamo Fernando Henrique Lafaiete, mas vocês podem me chamar de China. Apelido este, dado pelos meus melhores amigos. Sou viciado em leitura, sou poliglota, auditor de hotel, professor de inglês, fã de fantasia, fã de livros policiais, fã de YA, fã terror e fã de clássicos. Luto ao máximo contra o preconceito literário que alimenta a conduta dos pseudo-intelectuais e sou fã de animes e qualquer coisa que envolva super-heróis. Amo escrever todo tipo de texto, em especial resenhas. Espero que minhas opiniões sejam de alguma valia para todos que tiverem acesso as mesmas. Sou sempre sincero e me comprometo a dividir minhas opiniões da maneira mais verdadeira possível. Agradeço o convite para fazer parte do grupo de resenhistas do site e que minha presença aqui seja duradoura.

0 0 votos
Article Rating
Inscrever.
Notificação de:
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 Comentários
Mais velho.
Mais novo. Mais votado.
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Rícard Wagner Rizzi
Visitante.
10 meses atrás

Cara, sê falou tudo. Infelizmente não consegui chegar ao final da série — tenho muita raiva de X-9.

Márcia
Visitante.
9 meses atrás

Oi! Você escreve tão bem, adorei seu blog, estou seguindo! Aliás, você poderia seguir o meu? Estou começando agora, obrigada! <3

Share
4
0
Adoraria ver seu comentário ♥x
()
x
%d blogueiros gostam disto: