Título e Capa 3
Escrita / Enredo 4
Originalidade 5
Personagens 5
Final 5

Resenha por: Neto Pires Nota: 5 O livro dos sentimentos disfarçados de ficção. O que falar desse livro? É um livro surpreendente que nos leva há um mundo extraordinário repleto de efeitos que somente nossa mente é capaz de fazer. O autor do livro escreve essa obra ainda nos anos 70 e já nessa época ..

Summary 4.4 Incrível
Título e Capa 0
Escrita / Enredo 0
Originalidade 0
Personagens 0
Final 0
Summary rating from user's marks. You can set own marks for this article - just click on stars above and press "Accept".
Accept
Summary 0.0 Ruim

Resenha – Ender’s Game (O Jogo do Exterminador)

Resenha por: Neto Pires

Nota: 5


O livro dos sentimentos disfarçados de ficção.

O que falar desse livro? É um livro surpreendente que nos leva há um mundo extraordinário repleto de efeitos que somente nossa mente é capaz de fazer. O autor do livro escreve essa obra ainda nos anos 70 e já nessa época ele nos apresenta o que viria a ser hoje o que conhecemos por tablets; nada iguala o que ele criou, é o que o próprio autor confirmou em O Mundo do Exterminador.

O Livro conta a história de Andrew Ender Wiggin. Desde a infância, com seus sete anos de idade fora tirado de seus pais para ir à academia militar criadas por humanos mesmo. Os aliens chegaram a terra e, por pouco, não é destruída por seus atacados.

Há três versões que dão nome aos aliens repressores; a primeira seria Insécta, que é vista nas primeiras versões do romance ficcional. Fórmicos são das versões seguintes e Fórmics da versão adaptada para o cinema. Há muitas versões desse clássico, e inclusive esse romance antes era apenas um conto com poucas páginas.

O jeito em que é escrito o livro faz com que façamos parte do mundo do Ender, desde suas ações e pensamentos e suas últimas ações e sofrimentos. Aprenda a liderar, amar e guerrear como um verdadeiro líder pode ser capaz. Não ignore os sentimentos dos irmãos de Ender. Mais pra frente na história você verá como um garoto de sete anos se torna um dos maiores guerreiros e comandante que um exército jamais teve. Sinta o sofrimento de um garoto que foi deixado sozinho, odiado por todos e amados por muitos.

Não pretendo deixar nenhum spoiler ou coisas do gênero, apenas digo que se você gosta de Isaac Asimov não terá problemas para entender o mundo em que Orson nos transporta. Digo também que há jornadas nas estrelas, política e muita depressão ao fim de uma guerra onde alguém se sentiu traído pelo lado que atua. Mas apesar de tudo, mesmo sendo capazes de coisas horrorosas ainda assim podemos ser justificados pelos atos? Descubra nessa magnifica história o que fazer e o que se pode pensar em momentos que somente quem está na pele poderá sentir.

Ender's-game

Related posts

RESENHA – SILÊNCIO – BECCA FITZPATRICK

RESENHA - SILÊNCIO - BECCA FITZPATRICK


RESENHA - SILÊNCIO - BECCA FITZPATRICK

“Nora Grey não consegue se lembrar dos últimos cinco meses. Depois do choque inicial de acordar em um cemitério e descobrir que ficou desaparecida por semanas, ela precisa retomar sua rotina, voltar à escola, reencontrar a melhor amiga, Vee, e ainda aprender a conviver com o novo namorado da...

Não se apega, não! – Isabela Freitas

Não se apega, não! - Isabela Freitas


Não se apega, não! - Isabela Freitas

Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de...

RESENHA – FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO – MV BILL E CELSO ATHAYDE

RESENHA - FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO - MV BILL E CELSO ATHAYDE


RESENHA - FALCÃO, MENINOS DO TRÁFICO - MV BILL E CELSO ATHAYDE

“Este livro é um contundente relato pessoal de Celso Athayde e MV Bill dos bastidores da produção de um documentário explosivo sobre o universo dos meninos que trabalham no tráfico de drogas em diversas partes do país. Narrado em primeira pessoa, o livro revela as dramáticas experiências que...