Mundo das Resenhas
Demais pra mim – Comédia romântica Italiana Demais pra mim – Comédia romântica Italiana
4.5
Comédia romântica com conflitos dramáticos, personagem carismática, narrativa cativante, regada a lágrimas e risos. Rindo mas chorando né ! Direção: Alice Filippi Criadores: Roberto Proia, Michela... Demais pra mim – Comédia romântica Italiana

Comédia romântica com conflitos dramáticos, personagem carismática, narrativa cativante, regada a lágrimas e risos. Rindo mas chorando né !

Direção: Alice Filippi

Criadores: Roberto Proia, Michela Straniero

Elenco: Ludovica Francesconi, Giuseppe Maggio, Gaja Masciale, Jozef Gjura

Ano: 2020

País: Itália

Duração: 1h 31min

Gênero: Romance, Drama, Comédia Romântica

Onde assistir : Netflix

A FANFIC VEM PRONTA !

Marta (Ludovica Francesconi) tem uma doença genética rara, chamada Mucoviscidose, também conhecida por nós como Fribrose cística, tem um diagnóstico de poucos dias de vida, porém com possibilidade de chegar até os 50 anos de idade. Ela mora com seus dois melhores amigos, que são sua família confusa, mas muito protetora e divertida.

A história começa quando ela vai parar em uma festa, arrastada pelos amigos e fica interessada por um cara absurdamento lindo e quer descobrir quem ele é. Então Marta decide stalkear e saber tudo o que ele gosta e faz, dá para notar que a garota está fanficando, pois até então ela não demonstrou a menor intenção de falar com ele de fato.

No entanto Arturo (Giuseppe Maggio) nota que está sendo seguido e durante um dia de corrida no parque, coincidentemente encontra a garota dizendo que achava ele entendiante e que não tinham nada em comum, após seus amigos perguntarem como estava indo a investigação.

Claramente intrigado e irritado com o comentário, pergunta o motivo então pela qual ela o segue, já que declara ele como tão desinteressante. Em surto momentâneo Marta decide chama-lo para sair, e Arturo aceita. No ínicio para provocar a família Arturo decide convidar a garota para jantar em sua casa, mas logo ela nota e vai embora, para se redimir do ato estúpido, Arturo pede para que ela saia com ele novamente. A partir desse dia eles engatam uma amizade colorida e se tornam cada vez mais próximos.

A PROTAGONISTA FEZ O FILME

A protagonista por si só, já é um acontecimento dentro do filme. Mesmo com as dificuldades em relação saúde, ela está sempre positiva, fazendo piadas mórbidas, sendo inteligente, sarcástica e espontânea. Esses são meus estilos de personagem favoritos. Marta transborda vontade de aproveitar o tempo que tem e aproveita os pequenos prazeres, sem sempre ficar se vitimizando ou se privando de viver. Mesmo morrendo, Marta vive.

Apresenta uma personalidade adolescente em vários momentos, apesar de ser responsável. E mesmo transpirando confiança pelos poros, tem seus problemas de auto estima, o que não deixa a protagonista menos sexy, porém meu caro leitor quando eu digo sexy, eu falo sobre muitos atributos aqui. Inclusive citados no parágrafo acima. Em algum momento pode-se pensar que é mais uma dramédia romântica (mistura de comédia com drama) contudo temos uma personagem construída com camadas interessantes, que oscila entre ser e sentir. Como todo ser humano real.

Não posso deixar de elogiar a atuação de Ludovica Francesconi (Marta) pela entrega em desempenhar o papel. Em algumas entrevistas durante as divulgações do filme, a atriz mostra que de fato comprou toda a história e se apaixonou por Marta. Para no fim nos fazer ama-la também. 

QUEM TEM AMIGOS TEM T-U-D-O

Marta tem melhores amigos incríveis . Jacopo (Jozef Gjura) e Federica (Gaja Masciale), ambos são LGBT, tendo sua narrativa paralela dentro do filme. Que não é exatamento um romance,mas é! Me divertiu muito acompanhar os dois, são personagens carismáticos e companheiros, a relação do trio é muito cativante e nos toca tanto quanto o próprio romance e narrativa pessoal da personagem. Os personagens em si são menos explorados do que eu gostaria e do que mereciam, mas pela narrariva é compreensível o motivo.

MISTURA DE EMILY COM AMÉLIE

Sim você acabou de ler um título com a referência da música da Manu Gavassi. Referências.

O filme é dirigido por Alice Filippi, a forma com que a diretora decidiu trilhar o filme, foi muito interessante, ela usa muitos artifícios como muitas cores vivas, transições de câmera e close nas cenas mais intímas, emocionalmente falando. É um amontoado dinâmico e sensível, na mesma medida. Uma vibe um pouco Emily in Paris.

Não pude evitar comparar com o filme clássico O fabuloso destino de Amélie Poulain. O que me fez sentir que existiram referências sutis, no estilo da personagem, nas colorações de determinadas cenas e até mesmo nos closes e transições de câmera. Claro que não existe posse criativa, tudo está aí para ser utilizado por todos os diretores, mas sabemos que alguns filmes e diretores são conhecidos por deixar marcas características em suas produções.

E Amélie Poulain é um desses clássicos, que deixou sua marca cinematográfica.

CONSIDERAÇÕES

O filme tem um trilha sonora maravilhosa, que casa com a fotografia e direção de arte que são igualmente lindos. A química dos protagonistas é absurda, ou melhor dos atores que protagonizam os personagens, apesar de poder dizer isso do elenco quase que por inteiro. Isso tudo contando com um ótimo roteiro, acompanhado de uma boa estrutura, com narrativa alegre, emocinante e que apesar de conter vários clichês, autêntica.

Atualmente foi confirmada a sequência do filme, Mais que demais pra mim já está disponível na Netflix.

 

Comprando pelo nosso link Link Amazon você está apoiando o trabalho do Mundo das Resenhas.

 

 

 

[stellar]
Compartilhe
Share

Sara Manines

0 0 votos
Article Rating
Inscrever.
Notificação de:
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Share
INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE, RESENHAS DE LIVROS, FILMES, SÉRIES E ANÁLISES
0
Adoraria ver seu comentário ♥x
()
x
%d blogueiros gostam disto: